FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Ministério da Agricultura projeta valor da produção no campo em R$ 603 bi

A melhora das perspectivas no mercado de milho levou o Ministério da Agricultura a elevar levemente sua estimativa para o valor bruto da produção (VBP) agropecuária do país em 2019. Segundo levantamento divulgado ontem, (13), a Pasta passou a prever o VBP total em R$ 603,4 bilhões, cerca de R$ 600 milhões a mais que o projetado em julho e montante 1,2% superior ao de 2018.

Para os 21 produtos agrícolas que fazem parte da pesquisa, o VBP foi ajustado pelo ministério para R$ 399 bilhões, mesmo patamar previsto em julho e com queda de 0,4% em relação ao ano passado. Essa queda virá sobretudo da piora apontada para a soja, carro-chefe do agronegócio brasileiro. Segundo o ministério, o VBP do grão deverá atingir R$ 128,8 bilhões neste ano, 13,4% menos que o recorde histórico de 2018. Influenciam essa redução a queda da colheita nesta safra 2018/19 e a tendência de retração de preços, em parte derivada da menor demanda.

Para o VBP do milho, cuja safrinha bateu novo recorde, a projeção do ministério voltou a melhorar. Passou a ser de R$ 60,5 bilhões, 22,9% superior ao montante de 2018. No caso da cana, a Pasta ajustou sua estimativa para R$ 58,3 bilhões em 2019, 8,4% menos que no ano passado. Vale destacar, ainda, as altas na comparação com 2018 de algodão (16,6%, para R$ 41,4 bilhões), laranja (8,1%, para R$ 14 bilhões), banana (20,5%, para R$ 12,8 bilhões) e trigo (8,2%, para R$ 5 bilhões), além da baixa projetada para o café (24,7%, para R$ 19,6 bilhões).

Para o VBP conjunto das cinco principais cadeias da pecuária, o ministério ajustou sua estimativa para R$ 204,4 bilhões, 4,5% mais que em 2018. Pesam para esse aumento os reflexos positivos da epidemia de peste suína na China para demanda e preços no mercado global de carnes em geral e sobre as exportações brasileiras em particular. Para o frango, a previsão de VBP do ministério foi mantida em R$ 62,9 bilhões, 13,4% mais que em 2018. Também há aumentos projetados para os bovinos (1,3%, para R$ 81,4 bilhões) e para os suínos (9,3%, para R$ 15,9 bilhões). E há quedas calculadas para o leite (1,6%, para R$ 33 bilhões) e para os ovos (4%, para R$ 11 bilhões).

As informações são do jornal Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.