ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

MG: IMA fiscaliza e apreende lácteos ilegais

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 20/10/2006

1 MIN DE LEITURA

1
0
O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, intensificou nos últimos 90 dias, a fiscalização de produtos de origem animal e vegetal, tirando de circulação diversos alimentos que poderiam ser prejudiciais à saúde humana.

Em Patos de Minas (MG), o IMA apreendeu 380 quilos de produtos lácteos, entre iogurtes, requeijão e petit suisse, que estavam sendo transportados à temperatura inadequada. Os produtos foram levados para o aterro sanitário de Patos, onde foram destruídos.

Além disso, foram interditadas duas fábricas de queijo no município de Congonhal, no sul do estado. Os fiscais do instituto encontraram, nos estabelecimentos localizados na zona rural, péssimas condições de higiene e a produção sendo realizada fora dos padrões sanitários exigidos por lei.

Técnicos da Delegacia Regional de Unaí (MG), durante uma fiscalização na cidade de Guarda Mor, encontraram cerca de 40 mil rótulos falsificados de iogurte. Os produtos traziam chancela de inspeção do IMA. No entanto, o estabelecimento produtor não possuía nenhum serviço de inspeção oficial (municipal, estadual, federal). Os rótulos e os lotes de iogurtes foram apreendidos, com a colaboração da Vigilância Sanitária Municipal.

Para o diretor geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, estas ações são exemplos do trabalho intenso que vem sendo desenvolvido pelo instituto. "A fiscalização tem sido efetiva em todas as regiões do Estado, tanto na área de vigilância sanitária animal quanto na área vegetal. O nosso objetivo é coibir a comercialização de alimentos que não atendam às condições necessárias para o consumo", afirmou.

As informações são do jornal Patrocínio Hoje.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUIZ EDUARDO MORAIS

POÇOS DE CALDAS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 22/10/2006

Este tipo de fiscalização deveria ser intensificada, pois laticínios como estes acabam prejudicando toda cadeia - produtores, indústrias sérias e consumidores que deixam de consumir os produtos lácteos diante de fatos como estes.
MilkPoint AgriPoint