FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Lucro da Nestlé sobe 18,3% com desinvestimentos e melhora operacional

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 31/07/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0
O lucro líquido da multinacional suíça Nestlé subiu 18,3% no primeiro semestre de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019, para 18,9 bilhões de francos suíços.
 
O resultado foi impulsionado por receita relacionada a desinvestimentos, mas também por melhoria do desempenho operacional, mesmo em meio à crise de covid-19, cujos impactos superaram 400 milhões de francos suíços nos primeiros seis meses do ano.
 
A companhia diz que os custos relacionados à covid-19 foram de 290 milhões de francos suíços, incluindo despesas com bônus pagos a funcionários da linha de frente, protocolos de proteção dos funcionários, doações e outros subsídios a colaboradores e clientes. Além disso, o grupo absorveu custos de 120 milhões de francos suíços relacionados a funcionários e instalações ociosos devido a medidas de isolamento social.
 
A maioria dos mercados teve um crescimento mais lento no segundo trimestre. Essa tendência refletiu o efeito total do fechamento do comércio e do início da desestocagem do consumidor após a corrida às prateleiras dos supermercados em março. Além disso, as vendas no varejo aceleraram significativamente. Os segmentos de produtos para restaurantes e comércio apresentaram desempenho negativo, com quedas significativas nas vendas das linhas Nestlé Professional e Nespresso, e menores vendas em sua unidade de água. E as vendas de comércio on-line cresceram 48,9%, atingindo 12,4% das vendas totais da companhia.
 
A receita da companhia caiu 9,5%, para 41,15 bilhões de francos suíços, com impacto de 12,3% dos desinvestimentos e do efeito cambial, enquanto as vendas orgânicas cresceram 2,8%. A margem de lucro operacional aumentou 1,40 ponto percentual, para 16,9%.
 
O Brasil foi um dos países com bom desempenho nas vendas, registrando avanço de um dígito alto. Ninho, NAN e Nescafé tiveram alta demanda dos consumidores, segundo a empresa.
 
A empresa espera um crescimento orgânico das vendas em todo o ano entre 2% e 3%, com melhoras nas margens.
 
As informações são do Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.