FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Fórum internacional destaca preocupação entre a geração Z e o consumo de lácteos

Produtores de leite, especialistas do setor e parceiros reuniram-se em Minneapolis no mês passado para discutir as necessidades em constante mudança dos atuais consumidores de lácteos. A American Dairy Association of the Midwest, juntamente com a Midwest Dairy e Dairy Farmers of Wisconsin, organizou o fórum deste ano para fomentar conversas sobre inovação em laticínios, sustentabilidade e marketing para os consumidores da geração Z.

Palestrantes da Amazon, Ben & Jerry’s, General Mills, Taco Bell e do Conselho de Exportação de Lácteos dos Estados Unidos (USDEC) lideraram painéis e mesas redondas para cerca de 400 participantes sobre oportunidades em laticínios, inclusive atendendo às necessidades de consumidores em todo o mundo.

Lucas Lentsch, CEO da Midwest Dairy, disse: “o fórum do ano passado nos desafiou a mergulhar fundo em como podemos colocar o consumidor acima de tudo e fornecer uma excelente experiência em laticínios. O fórum deste ano foi elaborado para levar essa discussão ao próximo nível e nos equipar com insights e ferramentas para preparar o caminho para inovações revolucionárias em laticínios. Nossa esperança é que os participantes aproveitem o que aprenderam e o tragam para seus grupos locais/setoriais, conselhos, cooperativas e outros parceiros para desafiar o pensamento status quo”.

Entre as principais questões levantadas no fórum estava o desafio do marketing para os consumidores da geração Z se manterem interessados nos lácteos e não substituí-los pela longa lista de alternativas hoje disponíveis.

Allen Merrill, presidente do Midwest Dairy, disse que o grupo de consumidores focados na geração Z estão mais interessado em conveniência quando se trata de alimentos e bebidas. "Eles dizem que não têm tempo suficiente para fazer tudo e querem a capacidade de escolher e optar por alimentos práticos, saudáveis e nutritivos, mas ainda assim gostam de coisas novas", disse Merrill. “Eles não querem mais alguns dos itens antigos. Eles querem algo que intrigue sua mentalidade e que apoie a maneira como eles pensam”, completou.

A Midwest Dairy disse que o grupo da geração Z se identifica como cético, focado na carreira, protetor de sua exposição na mídia social, preocupado com a igualdade e levado a tornar o mundo um lugar melhor.

Lentsch disse: “é essencial que pensemos sobre os valores da geração Z agora, a fim de estabelecermos confiança e fidelidade às marcas para um grupo que terá enorme poder de compra nos próximos anos. Como uma indústria, precisamos prestar atenção ao que eles se preocupam e ser proativos na criação de produtos inovadores que atendam às suas necessidades, em vez de serem oportunidades reativas e perdidas”.

Os participantes do painel enfatizaram que a indústria de lácteos precisa “explorar a mentalidade do consumidor e estabelecer um tipo de amor pela marca para os laticínios” para dominar a inovação bem-sucedida, com a crença de que há uma oportunidade para que os lácteos sejam mais espontâneos. “Nós temos alguma inovação em laticínios, mas estamos alcançando as coisas certas que eles querem? Acho que isso é parte do que estamos tentando descobrir [com o fórum]", disse Merrill.

Outro obstáculo enfrentado pela indústria de laticínios é o aumento do comércio eletrônico, resultando em consumidores comprando tudo on-line, incluindo mantimentos. A Merrill disse que a categoria está tentando descobrir como o mercado de lácteos se transforma além do varejo físico. A Midwest Dairy apontou que o e-commerce é estimulante porque permite que produtos de nicho atinjam um público maior mais rapidamente e construam lealdade à marca mais rapidamente.

“O painel de comércio eletrônico nos lembrou que, embora as compras on-line estão aumentando com o passar dos anos, isso não significa que os mercados tradicionais desaparecerão. Só precisaremos pensar de maneira diferente sobre como levamos nossos produtos ao mercado em cada um desses caminhos”, disse Merrill.

Lácteos dos EUA para outros mercados sem tarifas e restrições

“É uma população mais jovem que habita os países em desenvolvimento, a renda está aumentando, a classe média está se expandindo e as cidades estão crescendo. Existe uma enorme demanda por proteínas lácteas. Então, além de ter tantos consumidores para nossos produtos, o mundo precisa e quer laticínios”, disse Tom Vilsack, CEO do USDEC.

No fórum, os participantes também discutiram questões de sustentabilidade, como uso da água, emissões de gases de efeito estufa, preservação ambiental e bem-estar animal. É um tópico importante para os consumidores mais jovens, que se sobrepõem à geração Z e à sua demanda por produtos convenientes, saudáveis e sustentáveis.

"Dia após dia, como produtores de laticínios, temos a capacidade de continuar reduzindo nossa pegada de carbono e de sermos sustentáveis, mas isso vai levar tempo, porque é necessário verba para isso. Acho que, enquanto continuarmos avançando e trabalhando para lapidar esse quesito, mostramos que estamos sendo responsáveis", finalizou Merrill.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.