FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

EUA: exportações de lácteos atingem níveis recordes em 2018

As exportações de lácteos dos EUA atingiram um volume recorde em 2018, registrando um aumento de 9% em relação a 2017. Mas a boa notícia foi atenuada pela queda nas vendas em dezembro, o segundo mês consecutivo de queda.

Os fornecedores exportaram quase 2,2 milhões de toneladas de leite em pó, queijo, manteiga, soro de leite e lactose no ano passado, informa o Conselho de Exportação de Laticínios dos EUA (USDEC). "Em face das tarifas de retaliação, excesso de oferta global, mercados de commodities fracos e outros desafios, as exportações subiram para um equivalente a 15,8% da produção de sólidos de leite dos EUA em 2018, o maior percentual em um ano", disse Alan Levitt, vice-presidente de comunicações e análise de mercado do USDEC.

O valor total dessas vendas foi de US$ 5,6 bilhões, um aumento de 2% em relação a 2017. Os EUA também recuperaram o título de maior exportador de queijo do mundo no ano passado. No entanto, o entusiasmo pelas exportações foi atenuado por um declínio no volume de vendas de 21% em dezembro, que em valor, contribuiu para uma redução de 9%. Em novembro, o volume das mesmas caiu 12% e no quarto trimestre de 2018, 11%.

"A perda de vendas para a China - terceiro maior mercado de um único país dos EUA - seguiu as tarifas retaliatórias do meio do ano, desempenhando um papel no declínio no final de 2018", disse Levitt. As vendas para os chineses no primeiro semestre de 2018 subiram 17%, mas depois caíram um terço nos seis meses finais, disse ele. As vendas para o Japão também caíram 10% no segundo semestre de 2018.

No entanto, as exportações de lácteos registraram recordes em quase todas as categorias do ano:

  • As vendas de leite em pó desnatado totalizaram 715.491 toneladas, um aumento de 18%;
  • As vendas de queijo totalizaram 348.561 toneladas, um aumento de 2%;
  • As vendas de lactose aumentaram 9%, para 392.166 toneladas;
  • As vendas de gordura (butter fat) aumentaram para 44.538 toneladas, um aumento de 61% e o máximo desde 2014;
  • As vendas de leite em pó integral subiram 80%, para 45.706 toneladas;
  • As exportações de concentrado de proteína do leite aumentaram 40%, para 32.701 toneladas;
  • As vendas de leite fluido e creme de leite aumentaram 9%, para 115,4 milhões de litros;
  • As exportações dos produtos de soro de leite tiveram resultados variados, com soro total caindo um pouco, mas o concentrado proteico de soro aumentando 4% e o isolado aumentando 20%;
  • As preparações de alimentos atingiram uma baixa de 8 anos, caindo 13%.

Vale a pena ler também > Mais de 2,7 mil propriedades de leite encerraram operações nos EUA em 2018

As informações são do Dairy Herd Management, traduzidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.