ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

EUA: baixa oferta, alta demanda, mas preços baixos ao produtor

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 25/10/2001

2 MIN DE LEITURA

0
0
A lei da oferta e da procura não está funcionando na indústria de lácteos dos Estados Unidos, e quem está sendo mais prejudicado com isso são os produtores de leite, segundo a Organização Nacional dos Produtores Rurais (NFO).

Segundo a organização, neste ano, nos EUA, a produção de queijos está substancialmente menor em comparação ao ano passado, o número de vacas leiteiras também diminuiu, enquanto o consumo de queijos pelos norte-americanos está 4,1% maior. No entanto, a expectativa do preço a ser pago pelo leite ao produtor em novembro é de um valor cerca de 25% inferior ao pago nas últimas semanas.

"Geralmente, em um mercado que possui um livre sistema de comércio, quando ocorre uma diminuição da oferta, os preços sobem, como pudemos observar, por exemplo, com o preço do gás natural no início do ano. Porém, na indústria de lácteos está acontecendo o contrário, ou seja, a redução da oferta no mercado, associada à diminuição no número de vacas produzindo leite não está levando ao aumento do preço do produto, ao contrário, ele está caindo. E isso está ocorrendo justamente num período em que houve um aumento de 4% no consumo de queijos pelos norte-americanos. Isso mostra claramente que a lei da oferta e da procura não está funcionando para a indústria de lácteos dos EUA", disse o presidente da NFO e produtor de leite, Paul Olson.

A NFO destacou vários fatos referentes à indústria de lácteos dos EUA, que sustentam sua afirmação, os quais seguem abaixo:

* A produção de leite dos 20 maiores estados produtores do país caiu 0,7% no mês de setembro, comparada com o mesmo mês do ano passado;

* O rebanho leiteiro dos 20 maiores estados produtores de leite do país tinha 91 mil animais a menos no mês de setembro, quando comparado com o mesmo período do ano 2000;

* A produção de leite de julho a setembro nos EUA foi 1,3% menor quando comparada com o mesmo período do ano passado;

* O rebanho leiteiro - em média - tinha cerca de 128 mil animais a menos, no mesmo período;

* A reposição de novilhas foi 3% menor do que no ano 2000;

* Os estoques totais de queijos eram 14% menores em 31 de agosto de 2001, quando comparados com os estoques de um ano atrás;

* As vendas de queijos aos consumidores norte-americanos foram 4,1% maiores neste ano, quando comparadas com o ano passado;

* A produção de queijos em agosto foi 2,9% menor do que no mesmo mês do ano passado;

* O preço do queijo caiu US$ 0,48 em menos de um mês.

A queda do preço pode ser revertida?

Segundo as projeções feitas pelo November Class III milk futures price, do Chicago Mercantile Exchange (CME), a projeção de queda dos preços para o mês de novembro é de 25%. Isso significa que, em uma propriedade com 100 vacas, o produtor receberá US$ 6 mil a menos por mês do que recebe hoje, segundo a NFO.

"Os produtores de leite dos EUA precisam unir forças para reverter essa queda nos preços. Juntos, os produtores podem negociar coletivamente, evitando que os preços caiam."

Fonte: AgWeb (por Darcy Maulsby), adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint