FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

EMATER/RS: elevação dos custos e queda anormal da produção

Nas diversas regiões do Rio Grande do Sul, a baixa disponibilidade de forragem verde, resultante da estiagem, continua impactando negativamente a condição corporal e a produção dos rebanhos leiteiros.

Para amenizar a situação, os criadores vêm utilizando grandes quantidades de suplementação alimentar na forma de volumosos conservados e concentrados proteicos. Isto acarreta em elevação dos custos de produção, sem resolver completamente o problema de queda anormal na produção.

A deficiência hídrica, com diminuição da quantidade e qualidade da água, tem gerado problemas na qualidade do leite em vários estabelecimentos, o que reflete em menor remuneração para o produto.

As estimativas de queda na produção leiteira relatadas pelos escritórios regionais da Emater/RS-Ascar nas respectivas áreas de abrangência foram as seguintes: regional de Erechim – 20%; Pelotas – 25%; Frederico Westphalen – 30%; Santa Maria – 30%; Porto Alegre – 30%; Bagé – 55%.

A coleta, o transporte e a industrialização do leite continuam ocorrendo regularmente, com os devidos cuidados sanitários recomendados contra a contaminação pela Covid-19. Ocorre o mesmo com a comercialização de produtos agropecuários e com a prestação de serviços veterinários e agronômicos.

As informações são da EMATER/RS.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.