ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Agrishow: críticas à taxa de juros e questão cambial

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 17/05/2005

1 MIN DE LEITURA

0
0
A abertura da Agrishow Ribeirão Preto 2005, realizada nesta segunda-feira, 16 de maio, reuniu mais de 100 autoridades nacionais e internacionais, demonstrando a força do agronegócio brasileiro. Os discursos foram marcados por críticas às taxas de juros e à desvalorização do dólar frente ao real. "Para retomar o desenvolvimento que corresponda às potencialidades do Brasil, o dólar não pode continuar subvalorizado, é preciso abaixar as taxa de juros, que oneram o capital de giro e a alta cotação do aço, que incide diretamente sobre o custo de produção das máquinas agrícolas", afirmou o presidente da Abimaq, Newton de Mello.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, "os juros servem para sangrar o caixa do governo federal com o pagamento de dívidas e o bolso das pessoas físicas e jurídicas". Ainda segundo ele, a questão do câmbio é fundamental para recuperar a competitividade. O presidente do Sistema Agrishow, Sérgio Magalhães também criticou a taxa de equalização do BNDES para financiamentos concedidos para compensar inflação futura. "Isso representa 4% do valor e quem acaba pagando é o produtor. Com uma inflação controlada, isso se torna desnecessário. Se isso cair, os preços de todos os produtos da feira diminuem 4%", afirmou, ao interpelar ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues.

O Ministro Roberto Rodrigues anunciou na abertura da feira o financiamento continuado para máquinas, resolvendo um impasse que se cria na renovação do plano agrícola. "Quando o orçamento se encerra e o dinheiro volta para o Tesouro, normalmente há um intervalo de 60 dias, no qual o produtor não consegue comprar nenhuma máquina", afirmou Sergio Magalhães ao criticar essa questão. Roberto Rodrigues afirmou que esses empréstimos em investimentos terão continuidade garantida. "Assim que o novo plano agrícola for implementado, os recursos serão mais adequados à atual situação", afirmou o ministro.

A cerimônia contou com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti, do presidente da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo, Fábio Meirelles, do diretor do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Chelston W. D. Brathwaite, do secretário de Agricultura dos Estados Unidos, James Butler, entre outras autoridades internacionais.

Fonte: Assessoria de imprensa do Agrishow

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint