FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Vai reidratar grãos? Aditivo no reservatório de aplicação

POR THIAGO BERNARDES

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 28/07/2020

1 MIN DE LEITURA

7
6

A reconstituição de grãos de milho e sorgo (adição de água seguida de ensilagem) é uma técnica que existe há décadas. No Brasil, nos últimos anos, este método de conservação tem ganhado importância. Porém, muitas propriedades ainda erram na aplicação do aditivo.

Para realizar a reidratação, a propriedade precisa de um moinho e um reservatório de água. Como a vazão de água precisa ser calculada em função da quantidade de grãos que é moída (litros de água/tonelada), o aditivo deve ser colocado dentro do reservatório, de modo que a solução (água + aditivo) possa ter contato com 100% da massa. Essa é a premissa básica para que um aditivo funcione, ou seja, garantir homogeneização com o alimento. Portanto, nós passaríamos a ter, litros de solução por tonelada ensilada.

Infelizmente, muitas propriedades não adotam este método. Elas usam a água do reservatório somente para reidratar, e outros equipamentos, tais como regadores ou bomba costal para aplicar o aditivo, estratégia essa que é errônea.

Os aditivos a serem aplicados à silagem de grãos são os inoculantes que contém a bactéria Lactobacillus buchneri ou os ácidos. Ambos são passíveis de serem diluídos em água, ou seja, de serem misturados a água contida no reservatório. Lembre-se que você deve escolher entre o inoculante ou o ácido, nunca os dois associados.

Lembre-se também que a silagem de grãos tem alto valor agregado; portanto, o uso de aditivos é recomendado para evitar perdas pós-abertura, causadas pela deterioração aeróbia. Sendo assim, tenha uma boa gestão dos processos que envolvem a confecção do alimento.

Quer ficar por dentro do mundo lácteo por meio de um formato diferente? Siga o nosso canal no YouTube e acompanhe as nossas publicações! Vamos amar ver você por lá heart

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

7

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CLÁUDIA RIBEIRO ANTUNES

ESPINOSA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/11/2020

Olá, professor Thiago! Com relação a utilização dos ácidos como aditivo pra grãos reidratados eles só servirão pra controlar a deterioração aeróbia, pois o aumento da digestão que é conseguida pela bactérias (L. Buchneri) só é pelo inoculante. Certo?
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 23/11/2020

Olá Cláudia! Ambos, ácidos e L. buchneri terão a função de controlar a deterioração em silagens de grãos, uma vez que a mesma é a principal fonte de perdas nestes alimentos.
O aumento da digestão de amido ocorre em silagens com ou sem a presença de aditivos. Se a presença do L. buchneri aumenta a digestão, ainda não sabemos. Não há nenhum estudo na literatura que eu conheça que tenha provado esta teoria. Talvez sim, mas precisamos de dados científicos.
Atenciosamente,
Thiago Bernardes
EM RESPOSTA A THIAGO BERNARDES
CLÁUDIA RIBEIRO ANTUNES

ESPINOSA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/11/2020

Olá Prof. Thiago! Obrigada pelo retorno. Estava lendo sobre o assunto e separei um artigo cujo resultado foi o aumento da degradabilidade da MS com o uso da L. buchneri em silagem de grão reidratado. O que me diz?

Da Silva, N.C., Nascimento, C.F., Nascimento, F.A., Resende, F.D., Daniel, J.L.P., Siqueira, G.R., 2018. Fermentation and aerobic stability of rehydrated corn grainsilage treated with di?erent doses of Lactobacillus buchneri or a combination of Lactobacillus plantarum and Pediococcus acidilactici. J. Dairy Sci. 101, 4158-4167

O link está abaixo:
https://www.journalofdairyscience.org/action/showPdf?pii=S0022-0302%2818%2930133-4
EM RESPOSTA A CLÁUDIA RIBEIRO ANTUNES
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 01/12/2020

Olá Cláudia! Obrigado pela tua mensagem. Eu conheço os resultados deste paper. Este foi um estudo muito bem conduzido pelo pessoal de Colina. Porém, eu penso que nós precisamos de mais "massa crítica" para chegarmos a uma conclusão dessas. Ou seja, precisamos de mais estudos envolvendo diversas situações para que isto seja confirmado.
At.te,
Thiago Bernardes
PATRICIA GOLDFEDER

CAMPANHA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/08/2020

Procede a informação de que o milho rehidrstado gera diminuição nos sólidos do leite obrigada
CAHLIL LOBO FAGUNDES

JEQUIÉ - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 31/07/2020

A ensilagem de grão reidratado em sacos é uma alternativa viável? habitualmente vejo apenas em silos trincheira.
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 30/07/2020

Excelente!
MilkPoint AgriPoint