FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Pré-secado: enfardadoras com sistema de corte reduzem custo e melhoram o manejo nutricional

Conforme foi comentado no artigo do último mês, um levantamento recente realizado pelo nosso grupo de pesquisa mostrou que cerca de 1/3 das fazendas leiteiras que possuem sistema intensivo usam pré-secado na dieta das vacas. Este cenário mostra que muitos produtores, em pelo menos alguma época do ano, estão estocando bolas de pré-secado na propriedade, as quais foram produzidas in loco ou compradas.

Nos últimos anos, muitas evoluções foram conseguidas no ramo da conservação de alimentos e, consequentemente, muitas tecnologias foram lançadas no mercado, inclusive no nosso. Cerca de 15 anos atrás, empresas e pesquisadores começaram a trabalhar em protótipos de enfardadoras que pudessem conter facas. Desse modo, um sistema de corte foi fixado entre o recolhedor (pick-up) e a câmara de enfardamento (Figura 1).

Estas facas podem ou não ser acionadas. Caso deseja-se promover a picagem, há a opção pelo acionamento de mais ou menos facas. Por exemplo: um modelo comercial traz 16 facas na sua composição; então, há a possibilidade de acionar 0, 8 ou 16 facas. O número de facas a ser escolhido depende das características da forragem que será ensilada, bem como do manejo nutricional.

Figura 1. Sistema de corte para enfardadoras.

Um estudo com pré-secado de alfafa foi conduzido por 3 anos, o qual comparou o mesmo modelo de enfardadora, porém com ou sem corte. Dezesseis facas foram acionadas no momento do enfardamento. Concluiu-se que a densidade dos fardos foi superior cerca de 5% quando o sistema estava ativo. Com fardos mais densos, reduz-se a quantidade de plástico para o revestimento por tonelada ensilada. Fardos mais densos também possuem a fermentação melhorada, ou seja, as perdas por conservação são reduzidas.

Do ponto de vista nutricional, os técnicos podem promover a picagem de forma antecipada à mistura dos ingredientes da ração, momento em que geralmente a redução de partículas do pré-secado é feita nas propriedades. Este fato permite que o balanceamento físico da dieta (fibra efetiva) seja melhorado, bem como o manejo de alimentação.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CELSO TREVENSOLI

ITAPIRA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 04/03/2019

A JF Máquinas, representante no Brasil da linha de fenação e pré-secado Kverneland, pode proporcionar tudo isso e muito mais a voce pecuarista.
Realmente essa dieta é a melhor receita, comprovadamente.