FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Injeção de ânimo

POR RODRIGO LUIS SECHI

RODRIGO SECHI

EM 23/07/2020

1 MIN DE LEITURA

4
4

Como é bom receber um elogio, uma palavra de incentivo, um simples gesto, muitas vezes nos faz sentir tão bem que esquecemos, nem que seja por um momento, de todos nossos problemas. Em nossa vida profissional, e falando aqui, mas especificamente de produtores de leite, um dos grandes incentivos – ou o grande incentivo – sem dúvida nenhuma é receber a notícia de aumento de preço do leite.

Certa vez tive a oportunidade de participar em um congresso no nosso pais vizinho, Argentina, e uma palestra abordou justamente este tema, falava sobre incentivar os produtores leiteiros. O palestrante enfatizava muito sobre o papel do profissional e da profissionalização do setor, relacionado com o bem-estar das pessoas. Ele falava que, ao melhorar as condições de trabalho de um propriedade leiteira, mostrar ao produtor todo potencial que se pode alcançar, instintivamente esta pessoa receberia um incentivo e lutaria para cada vez mais melhorar.

Por quase toda minha vida profissional tentei seguir esta ideia, procuro mostrar as pessoas o quão boa pode ser a atividade, incentivo os produtores dia a dia. Mostro a eles como formar e manter uma bela pastagem, ensinamos como criar lindas bezerras, mostramos como podemos produzir um leite de alta qualidade. Se pudesse comparar a palavra incentivo, eu a compararia com um iceberg, o que escrevi neste último parágrafo é a pequena porção de gelo que está acima, o que escreverei a seguir é o que está submerso na água.

Este último mês pude observar uma mudança no comportamento dos produtores que assistimos. Ao início da pandemia Covid-19, as notícias não eram favoráveis, escutávamos que o consumo de leite estava caindo, que a tendência era baixa nos preços. Enfim, uma série de notícias que resultou em uma onda de desânimo geral. Contudo, o mês de junho nos propiciou uma reviravolta, recebemos a notícia que os preços de leite iriam aumentar, e como dito, aumentaram. Sabe o que acontece quando aquela vaca, que está com hipocalcemia, deitada, respirando com dificuldade, quase agonizando, recebe uma dose de cálcio na veia? Pois é, isso aconteceu com o ânimo dos produtores este último mês.

Agora é com você, deixe seu comentário, qual é o combustível que move o produtor na atividade leiteira?

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ANDRÉ AFONSO RITTER

SÃO MARTINHO - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/07/2020

Boa tarde... Com certeza parte da motivação de um produtor vem do resultado conquistado na atividade , média de produção, qualidade, saúde do rebanho etc.. Mas só isso não sustenta, sem dúvida o incentivo maior pro produtor é preço pago pelo leite, é dai que vão sair novos investimentos e sucessão familiar.. Abraço
RODRIGO LUIS SECHI

IJUÍ - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 24/07/2020

Hola André, muito obrigado pelas palavras, exatamente isto que comentastes é o que pude observar, muito falamos em rentabilidade e baixar custos de produção, mas falando em pequena escala, em pequenos produtores, uso tuas palavras... " sem dúvida o incentivo maior pro produtor é preço pago pelo leite"....

Obrigado André
REGIS NUNES FERREIRA LEITE

LAGOINHA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/07/2020

Boa tarde . O que move o produtor é ver a bezerra RN bem pintada ou mestiça linda com a barbela moira ,ver a produção no controle leiteiro na minha humilde produção, ter vacas passar dos 30kg ,com média acima de 23kg ,mas é principalmente ver como dizia meu pai o desfile delas no final das tardes ,atualmente na várzea do rio Paraitinga no alto da serra do mar em Lagoinha, com o reflexo nas águas do rio ,isto não tem preço . Mas com o valor atual, escondido da multidão ,com mascara ,com proteção é muito mais gratificante
RODRIGO LUIS SECHI

IJUÍ - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 23/07/2020

ola Regis, muito obrigado pelo comentário, fiquei imagino o reflexo nas águas do rio, deve ser realmente muito lindo...