ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Terra Nostra, do Bel Group, aposta no leite de pastagem para a valorização dos Açores, em Portugal

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

EM 24/05/2017

6 MIN DE LEITURA

2
0
Em 1948, em Portugal, na Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, foi celebrada a produção das primeiras peças do queijo Terra Nostra. O nome foi escolhido em homenagem ao parque Terra Nostra e a sociedade Terra Nostra - criada no final do século XIX nos Açores. Terra Nostra simboliza os Açores, terra que viu a marca nascer e que respeita as suas origens e honra o seu berço.

A marca se tornou conhecida por desenvolver uma linha de queijos flamengos com novos formatos e conceitos. Nas décadas de 70 e 80 do século passado, surgiram a barra e os formatos de bola e, no final dos anos 90, foi pioneira no lançamento de fatias pré-embaladas. O queijo flamengo, muito conhecido e consumido em Portugal, tradicionalmente apresenta uma forma arredondada, a massa é de cor amarelada, é semidura e contém um teor de matéria gorda de 45 a 60%. O produto é obtido após a coagulação do leite de vaca, depois da sua pasteurização. A sua maturação é obtida após três semanas, a uma temperatura de 12 a 15º C e com uma umidade relativa que varia de 65 a 75%.

Os processos de fabricação evoluíram e o queijo Terra Nostra foi ganhando notoriedade não apenas pela riqueza de sabor que oferecia, mas também por ser produzido segundo uma política de crescimento sustentável que, na época, se traduzia em incentivos à produção local e coleta de leite.

Com o passar do tempo, a Terra Nostra foi conquistando consumidores não só na sua região, mas também, em todo o território português e além das suas fronteiras. “A Terra Nostra é de fato uma marca açoriana com muita história e que tem apostado constantemente em inovação. "Estamos bastante orgulhosos por todo o caminho traçado até agora", comentou Paula Gomes – Diretora de Marketing Bel Portugal – em entrevista exclusiva ao MilkPoint. A Terra Nostra faz parte do grupo francês Bel Group.

Paula Gomes – Diretora de Marketing Bel Portugal
Paula Gomes 
Linha de produtos

Hoje a marca apresenta uma gama de produtos diversificada, prática e funcional como queijo flamengo (bola e outros formatos como barra, fatias, gourmet e ralado), manteiga 365 dias de pastagem (composta apenas por nata de leite e sal) e leite de pastagem nas variedades desnatados e semidesnatado. 

Terra Nostra - Bel Group


Para Paula, os Açores são a alma da Terra Nostra. “Um arquipélago com características únicas, de origem vulcânica, chuva atlântica diária, com pastos verdes o ano inteiro, onde as nossas vacas se alimentam de erva fresca e vivem ‘felizes’, ao ar livre, produzindo puro leite açoriano, que dá origem a estes produtos únicos e repletos de sabor. A nossa origem confere à marca um patrimônio valioso e reconhecido que se traduz em benefícios de sabor e prazer, além de vivência, preservação e uma natureza única”.

leite Terra Nostra - Portugal

Programa Leite de Vacas Felizes

Inspirados nas características dos Açores que favorecem a produção de leite, nasceu em 2015 o "Programa Leite de Vacas Felizes" da Terra Nostra, uma iniciativa em cooperação com os produtores de leite. O programa é dividido em cinco pilares: pastagem, bem-estar animal, qualidade e segurança alimentar, produção sustentável e eficiência.

Confira o vídeo do Programa Leite de Vacas Felizes:



Com práticas agrícolas sustentáveis e elevados critérios de qualidade, a grande diferenciação deste programa também está nas pastagens. “Basta olhar para o panorama mundial para perceber que apenas alguns países têm condições de manter animais em pastagem já que definitivamente não é uma possibilidade universal, pois isso dependerá do clima, do solo disponível, das características da paisagem, entre outros fatores. Os Açores, pelo seu clima e localização privilegiada, permitem a pastagem 365 dias por ano, por isso a Terra Nostra investiu na sua promoção e valorização por meio do “Programa Leite de Vacas Felizes”, ponderou Paula.

Programa Leite de Vacas Felizes

Segundo ela, este é um programa que além de fazer o bem, busca fazê-lo de maneira bem feita. No sistema, o bem-estar animal e a qualidade são priorizados e, junto com os outros fatores, permite que os produtos da Terra Nostra participem de um novo segmento de mercado em Portugal e até mesmo, na Europa.

“O Programa Leite de Vacas Felizes tem uma equipe 100% dedicada à qualidade. A equipe trabalha atualmente com cerca de 40 produtores de leite a pasto certificados. A produção semanal totaliza 500 mil litros. Nós também asseguramos rigorosos critérios de rastreabilidade, desde a ordenha e armazenamento, até o transporte de leite. A nossa matéria-prima é recolhida diariamente e passa por todo um processo para manter as suas propriedades nutricionais intactas. Entre a coleta do leite e a entrega ao consumidor, realizamos mais de 25 testes de qualidade”, pontua a diretora. Ela acredita que a Terra Nostra e o leite de pastagem abrirão um caminho de valorização para o setor lácteo açoriano de modo a garantir a sustentabilidade do setor.

Para entrar no “Programa Leite de Vacas Felizes” o produtor tem de cumprir um conjunto de pré-requisitos, ter boas práticas agropecuárias e se enquadrar nos cinco pilares apontados no início desta matéria. Todos os produtores do programa são auditados e certificados por uma entidade externa. “Além do suporte técnico dedicado a esses produtores, eles também recebem uma remuneração superior no pagamento do leite, entre outros benefícios, como acesso a médicos sem custos, parcerias e protocolos com diversas instituições e bolsas escolares.

Segundo Paula, o público-alvo da empresa são todas as pessoas que procuram produtos saudáveis e saborosos. Ela ainda acrescenta que diferentes estudos científicos comprovaram os efeitos benéficos dos sistemas de pastagens na qualidade nutricional do leite. “Essas características são demonstradas em diversos aspectos e em diferentes componentes do leite, sendo que as alterações no perfil dos ácidos graxos são as mais reconhecidas e atestadas. Na concepção da empresa, a pastagem é a garantia de um leite mais saudável e saboroso, já que é uma fonte viva de nutrientes que preza por um método de alimentação natural e sustentável. Comprovadamente, sabe-se que os animais que se alimentam de pastagem em maior quantidade produzem leite com um perfil lipídico mais benéfico para a saúde humana, particularmente no que diz respeito ao aumento das concentrações de alguns ácidos graxos insaturados, como o ômega 3, o ácido vacênico e o ácido linoleico (CLA)”, complementa.

O leite Terra Nostra tem um posicionamento de preço aos consumidores designado como “premium affordable”, que se traduz em um valor acima do leite convencional, mas, abaixo dos leites especiais e enriquecidos.

A Terra Nostra é líder de mercado do queijo flamengo, produzindo cerca de 450 toneladas/mês. Quanto ao leite, atualmente ela coloca no mercado cerca de 1,5 milhão de litros/mês de leite de pastagem, somando aproximadamente 20 milhões de litros/ano. 

leite Terra Nostra - Portugal

Good Dairy Commendation

A Terra Nostra recebeu em 2016 o prêmio Good Dairy Commendation, da Compassion in World Farming, pelo seu compromisso e trabalho desenvolvidos no Programa Leite de Vacas Felizes. O prêmio reconhece indústrias alimentícias que têm como política produzir e fornecer laticínios, ovos e carne resultantes de sistemas que respeitam o bem-estar dos animais.

A Compassion é reconhecida como a principal instituição internacional relacionada ao bem-estar animal. Foi fundada em 1967 por Peter Roberts, um produtor britânico de lácteos preocupado com o desenvolvimento da produção animal intensiva.

Confira um dos anúncios da Terra Nostra: 

 
"Se você aproveitou o conteúdo do MilkPoint durante o ano de 2016, saiba que nossa equipe o preparou com toda a dedicação para você! Vote em nós para o Troféu Agroleite: nos dê esse presente! Clique aqui para votar no MilkPoint como melhor mídia digital"

 

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

Zootecnista pela FMVZ/UNESP de Botucatu.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

AIRTON BATISTA DE ANDRADE

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/05/2017

Excelente trabalho a ser difundido no Brasil e ser apoiado pela rede privada e pública. A sua sustentação nos 5 pilares mencionados norteiam a forma de ser conduzido no país, podendo ser usado no trabalho de Indicação Geográfica-IG e estimular a produção agregada no agro nacional valorizando e reconhecendo produtos regionalizados.
CARLOS ALBERTO NICOLAO

LINDÓIA DO SUL - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/05/2017

Parabéns pela matéria, esse é o caminho.
MilkPoint AgriPoint