FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Clube de assinatura e queijos: um encontro que deu match!

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

EM 19/06/2018

4 MIN DE LEITURA

0
5

Aguçar a curiosidade dos consumidores por meio de entregas regulares em casa e com uma mensalidade que cabe no bolso. Essa é uma das principais propostas dos clubes de assinatura, um mercado que se destaca dia a dia e deu um ‘boom’ nos últimos anos. De acordo com uma pesquisa recente publicada no jornal Folha de São Paulo, neste ano, a expectativa do mercado de clube de assinaturas no Brasil é faturar R$ 782 milhões e crescer 8% em relação a 2017. Hoje vários produtos são comercializados nesse formato e - os mais populares - são os vinhos.

Na área de lácteos, também já se nota um certo movimento e algumas iniciativas nesse sentido. Recentemente e para exemplificar, o leite Ninho® iniciou o desbravamento deste segmento e se tornou pioneiro na categoria no Brasil. Através de uma plataforma on-line, habitantes da Grande São Paulo poderão fechar planos de entregas a cada 30 ou 60 dias, solicitando quantidades de 12 a 48 litros por período e pagando apenas o preço sugerido dos produtos, sem adicional de frete.

Uma outra empresa que chama a atenção é o Clube do Queijo, localizada no Rio de Janeiro/RJ. De acordo com Tiago Dardeau, um dos sócios do negócio, o clube iniciou as atividades em 2015. “Em 2014 tive o primeiro contato com os queijos artesanais brasileiros. Foi paixão à primeira mordida! Fiquei impressionado com a variedade de aromas, sabores e texturas, algo totalmente novo para mim. Vinha de uma experiência de dez anos com as cervejas artesanais, que já havia aberto meus olhos para uma realidade muito maior e mais abrangente das variedades e potencialidades de um produto, e a descoberta dos queijos artesanais me mostrou a maravilha dos queijos brasileiros: resultado do trabalho árduo de pequenos produtores espalhados pelo país que apresentam resultados únicos provenientes de seu terroir”.

Alguns queijos comercializados pelo Clube do Queijo: 

Por conta dessa paixão, Tiago começou a fazer compras com diversos produtores e apresentar aos amigos. Como todos ficaram encantados, ele iniciou a organização de compras coletivas. Com essa realidade, acreditou na possibilidade de um caminho profissional. Depois de muitas degustações, visitas e estudos, o clube foi, então, criado.

O Clube oferece três tipos de planos de assinatura mensais. Um com três tipos de queijo (pacote ouro R$ 139,00), outro com cinco tipos (pacote platina R$ 179,00) e o terceiro com também cinco tipos, porém com quantidade dobrada (pacote diamante R$ 339,00). Todos os meses, queijos diferentes são entregues aos clientes.

Alguns kits já comercializados pelo Clube do Queijo: 

“Atendemos todo o Brasil e atualmente temos em média 100 clientes. Estamos organizando um plano de negócios para a expansão da empresa. Já trabalhamos com dezenas de tipos queijos e esse número vai aumentando a cada mês - eles são de variados estados do Brasil. Utilizamos serviço de motoboy para entregas no Rio e Sedex para fora da cidade. Só trabalhamos com queijos curados, o que possibilita o envio sem refrigeração. Os benefícios oferecidos para os membros do clube são: comodidade, exclusividade e prioridade de compra”.

Dardeau acrescenta que hoje em dia há clubes de assinatura destinados a muitos produtos. “Realmente percebo um crescimento no segmento. Mas a manutenção nesse nicho não é fácil. É preciso muita intimidade com o produto ofertado, bons contatos e trabalho forte com marketing digital”.

O Clube do Queijo não trabalha com fornecedores fixos justamente porque a ideia é entregar sempre queijos diferentes. “Só repetimos um queijo em nosso kit depois de quatro ou cinco meses no mínimo.  O mercado de queijos artesanais brasileiros é crescente. Ainda há muito a ser explorado. Acreditamos na potencialidade dos nossos queijos. Além das regiões tradicionais e das famílias que estão na produção desde muitas gerações. Começa a aparecer também um novo perfil, dos ‘queijeiros inovadores’, que mantendo uma estrutura artesanal, criam novas receitas. Tudo isso vai surgindo aos poucos para o grande público. O apoio da mídia é fundamental nesse sentido. Acreditamos de verdade que o Brasil será mundialmente reconhecido pelos seus queijos artesanais em alguns anos”. Para mais informações, acesse > http://www.adoroqueijo.com.br/

Cheesemonger Box

Recentemente e na mesma linha que o Clube do Queijo, os proprietários de uma loja de queijos dos Estados Unidos, Laura Downey e Chris Palumbo, também lançaram um clube de assinaturas mensais de queijos artesanais, chamado de Cheesemonger Box (https://cheesemongerbox.com/). Eles também são fundadores e proprietários da Fairfield Cheese Co. e da Greenwich Cheese Co. em Connecticut, onde afinam queijos artesanais de produtores americanos e europeus. Com o comércio eletrônico, eles pretendem alavancar a reputação do negócio e aumentar a credibilidade das marcas. 

A Cheesemonger Box está disponível em todo os EUA e os assinantes recebem uma caixa de queijo artesanal (na versão mais básica) por US$ 75/mês, juntamente com informações básicas sobre o queijo, incluindo sua origem, estilo, tipo de leite e idade. A Select Box da empresa, que custa US$ 95 por mês, inclui três variedades de queijo e dois outros itens premium, como biscoitos e geleia para combinar com o queijo.

As perspectivas para o mercado de queijos premium nos Estados Unidos são muito boas, pois as vendas deverão crescer em uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 3,5%, chegando a US$ 20,7 bilhões até 2020, de acordo com um relatório da Packaged Facts. 

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

Zootecnista pela FMVZ/UNESP de Botucatu e Coordenadora de Conteúdo do MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint