ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Mercado de leite UHT e preço do leite pago ao produtor

MILK MONITOR

EM 20/05/2022

2 MIN DE LEITURA

1
3

Atualizado em 20/05/2022

O leite UHT é de grande importância para o mercado do Brasil, visto que, em 2020, representou cerca de 87% do volume consumido de leite comercializado na forma líquida. Ainda citando números que mostram sua importância no mercado de produtos lácteos, o segmento constitui 28% do destino do leite formal produzido no país e está presente em 90% dos lares.

O grande diferencial do leite UHT é que este possui uma vida de prateleira maior, devido a sua menor perecibilidade. A possibilidade de estoque à temperatura ambiente, dispensando câmaras de resfriamento, favoreceu a comercialização deste produto nos supermercados, em detrimento do leite pasteurizado. Este fator, somado ainda a facilidade de transporte — sem a necessidade da cadeia do frio —, também fez com que o UHT tivesse possibilidade de distribuição a nível nacional.

Cerca de 18% do leite adquirido pelas indústrias é destinado à produção de leite UHT. As indústrias vendem o produto para o varejo. O varejo, por sua vez, vende o produto para os consumidores finais. Nos momentos em que o consumidor final se mostra menos disposto a consumir o produto, então, o varejo tende a dificultar mais as negociações com as indústrias, visando menores preços.

O inverso também é verdadeiro — momentos de vendas mais aquecidas na ponta tendem a estimular os preços pagos a indústria pelo derivado. À medida que a indústria recebe mais pelo leite UHT, tem maior interesse em produzir. Para ampliar sua produção, tem necessidade de mais matéria-prima. Tendo maior necessidade de leite cru, compra mais do produtor, com maior disposição a pagar. Nos momentos ruins do mercado, o inverso ocorre.

 

Momento atual

Assim como no caso dos queijos, o mercado de leite UHT ficou marcado por elevações nos valores praticados entre os meses de março e abril – tanto nas vendas das indústrias para o varejo, quanto nas vendas do varejo ao consumidor final.

Este movimento perdeu força entre as semanas finais de abril e a semana inicial de maio, em razão do recuo da demanda a partir dos preços mais altos.

Entretanto, a conjuntura atual de produção e estoques das indústrias nos mostra produção em baixa em relação a períodos anteriores, fator que se reflete também nos estoques. A justificativa para este comportamento está na oferta restrita de leite no campo.

Dessa forma, o mercado encontra-se sensível a alterações positivas da demanda. Na segunda semana de maio, por exemplo, já foram notados sinais de maior firmeza nas compras e nos preços praticados nas negociações de UHT.

 

Estar atualizado sobre o mercado de leite UHT é um bom direcionador para os produtores de leite. No Milk Monitor, um produto MilkPoint, você encontra informações desse mercado e outros importantes indicadores!

Por meio de um aplicativo próprio, o Milk Monitor disponibiliza informações atualizadas das diversas variáveis que impactam a rentabilidade das fazendas de leite: mercado de grãos, cenário atual, projeções futuras, informações técnicas, gerenciais e muito mais!

E o melhor: o Milk Monitor direciona as ações que os produtores podem tomar nas fazendas de leite de acordo com a conjuntura do mercado. Com um preço que cabe no bolso do produtor, disponibilizamos o mercado do leite na palma da sua mão!

 Ficou interessado? Quer nos conhecer melhor?

Siga nosso Instagram@milk_monitor

Siga nosso LinkedInhttps://www.linkedin.com/company/milkmonitor/

Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://bit.ly/3AJCmPo

Entre em contato conosco: 19 9 9721-4296 monitor@agripoint.com.br 

Qual assunto gostaria de ver por aqui? Ficou com alguma dúvida de como o mercado de leite UHT influencia nos preços praticados no campo? Deixe nos comentários que nós vamos te ajudar?

MILK MONITOR

Saiba como utilizar informações a favor da sua fazenda. O mercado do leite na palma da sua mão!

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LEONARDO FAQUINI

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 23/05/2022

O Preço Pago pelo "Litro" de Leite é muito subjetivo, de acordo com características Regionais da Agropecuária e se há relação de Integração e Parceria com a Indústria. A relação de compra por "Litro", tem um aspecto de risco tanto pelo lado do Produtor como pelo lado da Indústria, no tocante a não haver Discernimento e Tabulação dos % Reais de Gordura, Proteína, ESD, avaliação CBT, CCS, Bactérias Psicrotróficas ( formadoras de enzimas lipases e proteases que degradam Leite UHT e outros produtos lácteos ) e sua consequente valorização. Assim como também a mensuração dos diferentes padrões de Leite In Natura ( respeitando o que está definido na Legislação Vigente ), no tocante à matéria prima destinada de acordo com a Linha de Produção. Neste sentido, para que se tenha um Processo mais Justo e Equilibrado, o pagamento do fornecimento do Leite In Natura, necessita de reflexão para que se converta em pagamento de % sólidos totais / gordura / proteínas e aspectos microbiológicos e sanitários, valorizando a matéria prima de acordo com seu potencial de aplicabilidade técnica - industrial.
MilkPoint AgriPoint