ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Presença de microrganismos psicrotróficos , em especial Pseudomas spp, no leite recém-obtido e refrigerado em função de distintos manejos higiênicos

MARCOS VEIGA DOS SANTOS

EM 30/07/2004

2 MIN DE LEITURA

0
0
Por Celso Medina Fagundes1

Com a implantação da Instrução Normativa nº 51 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ocorrerá o término do sistema de coleta em latões, surgindo a coleta a granel e, simultaneamente, o resfriamento em nível de propriedade. A adoção deste programa sem um manejo higiênico-sanitário correto, implicará sem dúvida na proliferação de microrganismos psicrotróficos, com a predominância de Pseudomonas spp.

Devido a este problema, que inevitavelmente ocorrerá, realizou-se uma pesquisa visando detectar a presença de psicrotróficos e Pseudomonas spp, bem como especiação bioquímica e marcador molecular, em leite bovino cru recém-obtido e leite cru refrigerado, relacionando com diversas fontes (mão de ordenhadores, superfície de tetos, água e equipamentos) de quatro propriedades leiteiras do município de Pelotas - RS. As propriedades foram divididas em dois grupos conforme o sistema de manejo higiênico, sendo duas adequadas e duas inadequadas. Para tanto, foram consideradas as práticas de higiene utilizadas na pré e pós ordenha, somadas às condições de infra-estrutura desses estabelecimentos leiteiros. Os resultados de microrganismos psicrotróficos encontrados no leite recém-obtido foi de 1,43 x 105 ufc mL-1 e neste leite mas refrigerado (48 hs, 5 a 8º C) foi de 6,68 x 105 ufc mL-1. A média dos resultados deste grupo de microrganismos nas propriedades com higiene adequada e inadequada foi de 5,7 x 104 ufc mL-1 e 5,79 x 105 ufc mL-1, respectivamente.

No que se refere à enumeração de Pseudomonas spp em propriedades com higiene adequada, os resultados médios foram os seguintes: superfície de tetos 2,48 x 102 ufc mL-1 ; mãos 4,36 x 103 ufc mL-1 ; água 4,3 x 103 ufc mL-1; equipamentos 1,97 x 104 ufc mL-1 ; leite recém-obtido 7,33 x 103 ufc mL-1 e no leite cru refrigerado 1,02 x 104 ufc mL-1. Nas propriedades com higiene inadequada os dados foram: superfície de tetos 8,71 x 102 ufc mL-1; mãos 6,26 x 103 ufc mL-1; água 1,49 x 104 ufc mL-1; equipamentos 1,17 x 104 ufc mL-1; leite recém obtido 1,08 x 105 ufc mL-1 e no leite cru refrigerado 1,6 x 105 ufc mL-1.

Quanto à identificação molecular das principais Pseudomonas encontradas no leite, a prevalência no leite recém-obtido e refrigerado foi a seguinte: Pseudomonas fragi 45,8 %, Pseudomonas fluorescens 33,8%, Pseudomonas aeruginosa 15,25% e Pseudomonas putida 5,08%, de 59 cepas isoladas.

Os resultados permitem afirmar que 67,8% das cepas são oriundas de propriedades com higiene inadequadas, sendo 15% da espécie Pseudomonas aeruginosa, altamente patogênica.

Frente a estes resultados, alertamos a todos os profissionais e produtores que atuam no setor leiteiro da importância do manejo higiênico-sanitártio em todas as etapas da ordenha, pois isto não acontecendo o processo de refrigeração por si só não trará melhoria na qualidade do leite.

________________________________________________________

1 Prof. Dr. Celso Medina Fagundes, Fac. De Agronomia Eliseu Maciel - Depto. Ciência e Tecnologia Agroindustrial - Universidade Federal de Pelotas - RS

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint