FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Ação bacteriana sobre a qualidade do leite: diferenças entre grupos de bactérias

POR MARCOS VEIGA SANTOS

MARCOS VEIGA DOS SANTOS

EM 13/04/2000

5
0
Marcos Veiga dos Santos

As bactérias mesófilas predominam em situações de higiene deficiente na ordenha e ausência de resfriamento do leite. Nestas condições, as bactérias mesófilas, como lactobacilos, estreptococos, lactococos e enterobactérias, têm a capacidade de fermentar a lactose, o principal açúcar do leite, produzindo ácido láctico, resultando desta forma em acidez aumentada do leite. Por sua vez, a acidez elevada do leite causa a coagulação da caseína, separando o leite em coágulo e soro. A acidez do leite reduz drasticamente o seu uso e valor comercial. Desta forma, testes para medir a acidez do leite são feitos na plataforma de recepção e podem determinar a rejeição do leite.

O controle das bactérias mesófilas é bastante simples, bastando apenas que o leite seja resfriado imediatamente após a ordenha. Nestas condições de leite resfriado as mesófilas não conseguem se multiplicar. Entretanto, com o uso de equipamentos de resfriamento do leite, as bactérias psicrotróficas passam a predominar no leite.

Este grupo de bactérias, cuja característica principal é a capacidade de crescimento em temperatura baixas (< 7oC), tem se tornado um desafio para a indústria de laticínios uma vez que apresentam a característica de produção de enzimas que são resistentes ao processo de pasteurização. Sendo assim, mesmo que a pasteurização elimine as bactérias psicrotróficas, as enzimas que foram produzidas durante o seu crescimento continuam a agir, causando degradação de proteínas e gordura do leite. A ação enzimática das bactérias psicrotróficas após a pasteurização acarreta diversos problemas de qualidade como redução da vida de prateleira de produtos lácteos, alteração de sabor e odor do leite, redução no rendimento industrial na fabricação de queijos e geleificação do leite longa vida.

Desta forma, para o leite resfriado, as bactérias psicrotróficas são consideradas o principal ponto crítico na manutenção da qualidade do leite. Como estes microrganismos têm capacidade de crescimento mesmo sob baixas temperaturas, uma estratégia de controle é a redução da contaminação do leite. Diversos estudos indicam que as principais fontes de psicrotróficos no leite são a superfície dos tetos, o equipamento de ordenha e a contaminação pós-pasteurização. Fica evidente que o uso da desinfecção do tetos antes da ordenha, uma eficiente limpeza e sanitização do equipamento de ordenha, assim como a redução na contaminação pós-pasteurização do leite são pontos críticos para o controle das bactérias psicrotróficas.

********


fonte: MilkPoint

MARCOS VEIGA SANTOS

Professor Associado da FMVZ-USP

Qualileite/FMVZ-USP
Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite
Endereço: Rua Duque de Caxias Norte, 225
Departamento de Nutrição e Produção Animal-VNP
Pirassununga-SP 13635-900
19 3565 4260

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCOS VEIGA SANTOS

PIRASSUNUNGA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 03/11/2015

Prezado Edosn, eu não tenho feito trabalhos de pesquisa sobre o uso de probiótios, e portanto, não é a minha área de trabalho. Provavelmente, outros pesquisadores tenham mais experiência no assunto. Atenciosamente, Marcos Veiga
EDSON RIBEIRO DOS SANTOS

ANÁPOLIS - GOIÁS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 03/11/2015

Ola professor, gostaria de saber se o probiótico na pratica pode melhorar  o desempenho do sistema imunológico do animal?
MARCOS VEIGA SANTOS

PIRASSUNUNGA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 02/11/2015

Prezado Celso Ramos, para redução da contagem bacteriana total, os principais pontos que são importantes seriam: adequado resfriamento do leite após a ordenha (para aproximadamente 4oC); uso de pré-dipping e secagem dos tetos antes da ordenha; adequada limpeza e higienização dos equipamentos de ordenha e utensílios, com o uso de detergentes de boa qualidade.



Atenciosamente, Marcos Veiga
EDSON RIBEIRO DOS SANTOS

ANÁPOLIS - GOIÁS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 30/10/2015

No caso da mastite segundo o  texto é melhorar a eficiência do sistema imunológico do animal. eds_r@yahoo.com.br
CLEITON

CELSO RAMOS - SANTA CATARINA

EM 29/10/2015

como se livrar de 1 milhao de bacterias