ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Como calcular o tamanho e a taxa de lotação dos piquetes em sistema de pastejo rotacionado?

Em certo dia um vizinho que gostava de copiar o outro vendo o seu vizinho preparando a terra resolveu fazer o mesmo. Quando o primeiro plantava o outro ia e copiava... depois o capim nasceu e o primeiro foi e dividiu a área em piquetes utilizando um fio de arame somente e por fim quando o primeiro soltou seus animais na área o outro fez igualzinho... Mas por um inconveniente tremendo pegou fogo na área do primeiro vizinho e por surpresa... o segundo ateou fogo na sua também...

Engraçado, porém trágico quando se trata de manejo ideal do capim. O objetivo não era copiar e sim adequar para cada vizinho, as características de cada área e cada manejo. Quando pensamos em pastagem, obviamente que o manejo deve ser específico para cada propriedade, mas que este segue alguns princípios básicos que são passados nos centros de pesquisas e universidades para serem implantados por produtores.

Tratando especificamente de pastejo em sistema de lotação rotacionada, podemos inferir que nada mais é que dividir a área em piquetes de acordo com a forrageira utilizada (número de dias de descanso) e dias de ocupação (tempo que os animais permanecem no piquete). Nos sistemas de produção intensiva, o sistema de pastejo com lotação rotacionada é o mais indicado, por garantir maior uniformidade e eficiência de pastejo. Para tanto, o número de piquetes será em função do período de descanso (PD) (Tabela 1), que varia de acordo com a espécie forrageira utilizada e do período de ocupação (PO), que pode ser obtido pela equação: Número de piquetes =(PD/PO) + 1. O período de ocupação deve ser com menor duração possível, podendo variar de 1 a 8 dias garantindo assim melhor rebrota das plantas e facilitar o controle da lotação da pastagem.

Tabela 1. Principais Gramíneas forrageiras tropicais com seus respectivos períodos de descanso (dias)


Como descrito, o período de ocupação está mais relacionado com a espécie animal e o objetivo desta do que outra coisa. Certamente que períodos de ocupação de um dia seria o ideal, pois a forrageira ao ser consumida (pastejada) já começa a rebrotar e desta forma, se o animal voltar a pastejá-la irá com certeza prejudicar sua rebrota prejudicando de certa forma o pastejo do ciclo posterior (chamamos de ciclo de pastejo o tempo no qual o animal demora para voltar a pastejar o mesmo piquete dentro do sistema de piquetes os quais ele se encontra). Ainda, manter um dia de ocupação, favorece que o animal que está pastejando (principalmente gado de leite) se alimente de uma forragem de mesmo valor nutricional ou ainda, explicando de outra forma, se o animal permanecer mais dias no mesmo piquete, um dia ele comerá somente folha (de maior qualidade, maior proteína) e no outro poderá comer além da folha, o colmo da forragem, de menor valor proteico. Para gado de corte isto não é primordial podendo utilizar mais que um dia de ocupação.

Sendo assim, considerando um hectare a ser dividido e, portanto rotacionado, se efetuarmos uma breve conta com 27 dias de descanso e um dia de ocupação, teremos 28 piquetes. Considerando 10000 metros quadrados teremos piquetes de aproximadamente 350 metros quadrados. Também teremos que ter corredores de acesso e por isso os piquetes seriam pouco menores que isso.

Tudo feito e tudo resolvido, mas quantos animais iremos colocar na área? Conta simples a ser realizada. Primeiramente qual produtividade do capim utilizado em função do manejo? Para isso devemos medir a produtividade do capim por área. Devem-se obter a cada área algumas coletas de material e estimar a lotação. Para isso, devemos coletar o capim rente ao solo com uma moldura de área conhecida. Podemos utilizar um metro quadrado, ou seja, uma moldura feita de cano, ferro ou até mesmo de bambu (Figura 1) de dimensões 1x0,5m (meio metro quadrado) ou ainda 1x1 m (1 metro quadrado). Feito isso cortamos toda forragem rente ao solo em pelo menos uns 3 a 5 pontos na área e depois de feito isso, pesamos e multiplicamos este peso por 0,20 (20 % o teor de matéria seca que é o teor médio de matéria seca do capim no ponto ótimo de corte). Logicamente que em cada caso este teor de matéria seca ira ser diferente, mas com a utilização de 20 % já teremos uma grande aproximação da realidade. Existem metodologias especificas e simples para fazer isso.

Feito isto teremos uma produtividade de massa seca pela área coletada. Multiplique esta produção por 0,7 ou 70% (valor que usamos para desconsiderarmos as perdas (30%) e altura de resíduo do capim) e teremos a produtividade média pela área coletada. Assim, extrapolamos para a área toda multiplicando o peso médio de um metro quadrado pelo tamanho do piquete e assim temos a produtividade do piquete (massa seca por dia). Para vermos a lotação, consideramos que uma vaca de leite come por volta de 2,5 a 4 % do peso vivo (de corte ao redor de 1,8%) em massa seca por dia, ou seja, um animal de 500 kg x 3% comerá 15 kg de massa seca por dia. Sendo assim, se o meu piquete produz por dia 150 kg de massa seca, dividindo-se temos uma lotação de 10 animais. Caso nós utilizemos mais dias de ocupação, fica evidente que teremos que dividir a produção daquele piquete pelos dias de ocupação e assim ajustar a lotação. Para tanto, se aumentarmos o número de dias de ocupação, se lembrarmos bem, iremos diminuir o número de piquetes e portanto aumentar a área de cada piquete...segundo a fórmula anterior.


Figura 1. Foto ilustrativa da coleta de forragem dentro de moldura de área conhecida (Foto: Paulo Roberto de Lima Meirelles, 2006).

Logicamente tudo é variável a cada caso, mas com certeza desta forma iremos calcular a lotação utilizada. Ainda, (segundo nosso exemplo) se dividimos um hectare por 28 piquetes e um dia de ocupação, teremos que a cada dia, comerá 10 animais sendo rotacionado nos piquetes, ou ainda estes dez animais, irão comer um piquete por dia e quando eles voltarem no primeiro piquete, consideraremos um ciclo de pastejo ou ainda lotação de 10 animais por hectare, em um rotacionado de 1 hectare com 28 piquetes com um dia de ocupação. Somente como exemplo, em uma área de 2 hectares, divididos em 28 piquetes do dobro de tamanho, teremos 20 animais em dois hectares com a lotação de 10 animais por hectare e assim por diante.

Obviamente que este ajuste não é viável ser realizado diariamente, mas com certeza poderemos fazê-lo, (no mínimo) uma vez por ciclo de pastejo, pois consideramos que ao longo do ano a produtividade do capim varia e devemos ajustar a lotação para que não falte comida aos animais. Também, devo ressaltar que ao longo do tempo nossos olhos vão ficando calibrados e conseguiremos aumentar ou diminuir a lotação apenas visualmente (diariamente). Em resumo, faltou comida retiramos animais e sobrou comida adicionamos animais.

Também temos casos inversos em que o produtor tem área sobrando e por isso quer rotacionar uma área qualquer para 20 animais. A conta seria o inverso, pois desta forma faremos a conta sobre a lotação, considerando a lotação média por área, dividindo então esta área por determinados número de piquetes e assim em diante.

Mas, então, qual o tamanho ideal de rotacionado? Devo separar novilhas e vacas, animais a serem abatidos ou afins em outro rotacionado?

A resposta mais simples que comento com as pessoas é que o rotacionado varia de acordo com sua propriedade, sua área, número de animais, ou ainda, o que mais gosto de dizer é que para gado de leite, está relacionado com a média do número de animais por lote (se possível utilizar um rotacionado por lote) e ainda para animais de corte, está inteiramente relacionado com o quanto de animais cabem no seu curral ao mesmo tempo para serem manejados. Enfim, quanto menor for o rotacionado melhor e mais intensivo será o manejo e, portanto, melhor poderá ser, mas já vi o contrário acontecer. Sobre categorias animais, se puder separe por idade, por lotes e ainda principalmente, sem sombra de dúvidas, por espécie.

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

MARCO AURÉLIO FACTORI

Professor na UNOESTE - Presidente Prudente
Zootecnista, Dr. em Zootecnia pela FMVZ/UNESP - Botucatu SP. Manejo de Pastagens, Conservação de Forragens e Nutrição Animal com foco em nutrição de Ruminantes.

194

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCELO

EM 04/01/2019

ok obrigado pela esplicaçao
CESAR NATAL CERRI

RIBEIRÃO PRETO - SÃO PAULO

EM 31/12/2018

preciso saber como fazer conta de custo beneficio na adubação nitrogenada ou seja qual a vantagem financeira de fazer adubação nitrogenada,no piquetes.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/01/2019

Prezado César

A conta é simples. Quantos animais você coloca na sua área sem adubar e adubando? O resultado disso gera um lucro, que nada mais é o vendido menos o que foi gasto. Com certeza a adubação de pasto será muito mais vantajosa pois coloca mais animais na área. Att. Marco Aurélio Factori
NILSON LISBOA DE PAULA

EM 26/12/2018

Boa tarde quantos metros quadrados que poso fazer um piqueti para 15 vacas
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/01/2019

Prezado Nilson

Depende da produção e do capim utilizado, além do manejo que está fazendo. Att. Marco Aurélio Factori.
MIGUEL GALHARDI

JUSCIMEIRA - MATO GROSSO - TÉCNICO

EM 27/11/2018

Temos uma propriedade em MT, com 100 há de pasto (braquiária), quantos garrotes (12 a 14 meses) podemos manter só no pasto, sem ração.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/01/2019

Prezado Miguel

No verão, com bom manejo e adubado, sobretudo rotacionado, pode colocar até 7 vacas por hectare. Sem rotacionar, seria ao redor de 2. Att. Marco Aurélio Factori.
RAYLANE ALVES MENDES

EM 05/11/2018

Bom dia queria saber se em uma área de um hectare posso fazer piquetes rotativo. E quantos animais nessa área seria aconselhável colocar.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/01/2019

Prezada Raylane

Pode sim rotacionar qualquer área. A lotação dependerá do manejo adotado e do capim utilizado. Att. Marco Aurélio Aurélio Factori.
MARCELO

EM 22/10/2018

bom dia eu tenho 70 cabeças de gado de corte na minha chacara tenho uma area de 13 hectares eu queria saber qual o tamanho dos piquetes que tenho que fazer e quanto tempo devo deixar o gado pastando em cada piquete e qual melhor pasto que devo plantar quero um pasto que dure o inverno e o verao
obrigado
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/01/2019

Prezado Marcelo

Infelizmente não temos um pasto para o inverno e verão. Sempre teremos a estacionalidade de produção de forragens. Sobre o tamanho dos piquetes e dimensionamento, siga o proposto no texto. Tudo dependerá do seu manejo e adubação. Se precisar de assistência entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br Att. Marco Aurélio Factori
MARCELO

EM 22/10/2018

muito bom
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 26/09/2018

Prezado Solemar

Qual a produtividade do capim e o peso médio das vacas? Att. Marco Aurélio Factori
SOLEMAR BATISTA MOTA

EM 24/09/2018

qual o tamanho de piquete p 30 vaca de leite pasto de braquiaria
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 12/09/2018

Prezado Luan Cruz

No seu caso você irá precisar de assistência. Se precisar, trabalho com assistência técnica de forma presencial e/ou online. Caso lhe interesse, entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br
Att. Marco Aurélio Factori - FACTORI TREINAMENTOS E ASSESSORIA ZOOTÉNICA
LUAN CRUZ

EM 12/09/2018

Tenho a propriedade d 5 hectares como faço a divisão dos piquetes a quantidade e o tamanho dos mesmos e a quantidade de animais q posso colocar em cada um?
CASSIO MENDONÇA

EM 04/09/2018

Tenho uma propriedade de 15 hectares, estou fazendo a divisão de 11 piquetes de 1hectare cada um, só que vou avançar um pouco mais e montar com (manejo rotacionado irrigado), com intuito de produzir mais @ por hectares. Estou precisando de indicaões de parceiros para desenvolver o projeto de irrigação rotacionado ou por poço ou por energia solar.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 04/09/2018

A lotação dependerá de muitos fatores, principalmente o manejo da área de pastagem. Tudo vai depender da produtividade do capim. Att. Marco Aurélio Factori
CISINHADIOGENESFREITASCAVALCANTEBARBOSA

EM 03/09/2018

tenho uma area de 150 hectares dividida em 4 piquetes,qual a quantidade de matrizes correta devo usa.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 27/08/2018

Prezado Araripe

Sim há possibilidade de trabalhos, com certeza. Moro em Presidente Prudente, caso queira que eu visite a propriedade, sem problemas. Se preferir também trabalho com assistência online, inclusive assisto produtores do Rio de Janeiro e até mesmo da Bahia. Qualquer coisa entra em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br Att. Marco Aurélio Factori
ARARIPE SERPA GOMES PEREIRA

CURITIBA - PARANÁ

EM 27/08/2018

Bom dia Marco Aurélio. Tenho 30 hectares de área plana e terra muito produtiva. 12 hectares divididos em piquetes de 4.000m2 cada, voltados para a criação de Senepol PO, atualmente com receptoras. 18 hectares voltados para o cultivo de grãos. Preciso de uma assessoria zootécnica com foco em manejo e alimentação. Gostaria de saber se é possível trabalhar com você, tendo em vista a distância física, pois estamos em Marialva, noroeste do Paraná. Obrigado.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 27/08/2018

Prezada Alessandra

Tudo dependerá do seu sistema. Mas imaginamos que qualquer área será boa para se começar. Logicamente quanto maior a área maior os lucros no sistema. Se você trabalhar com animais elite, para vender genética, com certeza lhe afirmo que um hectare pode estar mais adequado do que para animais para produção. No entanto, de pensarmos em animais para produção de carne ou leite devemos pensar em áreas maiores. Ainda, se for confinamento, em um hectare com certeza os lucros já estão próximos do desejado. Porém, quanto quer ganhar? Qual o capital a ser investido. Tudo isso influenciará na minha resposta. Se precisar assisto às propriedades de forma presencial ou online. Se precisar entre em contato pelo e-mail : mafactori@yahoo.com.br Att. Marco Aurélio Factori
ALESSAMDRA

EM 23/08/2018

Ola Marco Aurélio

Tenho um hectare de terra pra fazer plantação da racao organica que irei alimentar os ovinos ou caprinos, qual a quantidade inicialmente de animais devo ter pra começar um pequeno sistema de criação de caprinos ou ovinos? O que devo levar em consideração na escolha do tipo ovino ou caprino ja que tenho pouco capital pra o investimento?
GILDEON DE SOUSA SENA

EM 22/08/2018

Excelente artigo!
Parabéns.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 20/08/2018

Prezado João Mathias

Sua pergunta é muito ampla. Neste caso você precisa de assistência técnica. Caso precise trabalho com assistência de forma presencial ou online. Caso interesse entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br Att. Marco Aurélio Factori