ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Estabilidade do leite: qual o impacto do estresse térmico

EDUCAPOINT

EM 24/08/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0
Não é raro algumas amostras de leite reagirem positivamente ao teste do álcool - realizado na fazenda no momento da coleta -, formando coágulos. Quando isso acontece, o leite é rejeitado pela indústria.
 
No entanto, em muitas das vezes, o leite não está ácido! Neste caso, temos o chamado leite instável não ácido (LINA).

Nessa hora, surge então a grande dúvida da maioria dos produtores: o que causa essa instabilidade do leite? Um dos fatores que podem levar a isso é o estresse térmico.

Confira os resultados de um estudo que submeteu os animais a um estresse térmico severo.O experimento foi feito durante a estação quente, quando os animais já estavam em estresse. Dessa forma, eles já apresentavam sintomas de estresse térmico, como respiração ofegante, temperatura elevada, comportamento de buscar sombras.

No experimento, os pesquisadores privaram alguns animais de ter acesso à sombra. É válido destacar que existem muitas fazendas que não possuem árvores e/ou abrigos artificiais para fornecer sombra aos animais. Assim, o experimento acabou mimetizando algo bastante corriqueiro no meio produtivo.

No entanto, o produtor de leite geralmente não sabe o impacto que isso tem na estabilidade do leite, fator decisivo da aceitação ou não do seu leite pela indústria.

No experimento, os animais que tinham acesso à sombra, nos momentos mais quentes do dia deitavam-se à sombra e descansavam, o que proporcionava a elas conforto. Já as vacas que não tiveram acesso à sombra, ficaram ofegando, agitadas, claramente estressadas, ingeriram muita água, tentaram se banhar dentro do bebedouro, mostrando seu grande desconforto.

O estudo mostrou a ocorrência de mudanças fisiológicas nas vacas com estresse térmico:










 

Os dados acima mostram as inúmeras alterações fisiológicas ocorridas nos animais com estresse térmico, de forma que já eram esperadas alterações em seu leite.

=> Saiba mais sobre o LINA no curso LINA: um problema de qualidade ou manejo? O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 190!) por um preço único. 

O que acontece com o leite?

Em primeiro lugar, a produção cai, como todo produtor já sabe. No entanto, o que muitos não sabem é que o teste do álcool fica muito pior, o que mostra que a estabilidade de seu leite baixa muito:



Também foi medida a estabilidade no banho de óleo, que também baixou muito, de forma bastante consistente:



Isso é importante, porque o produtor, sem saber, vai produzir um leite alterado que tem muito mais chance de ser rejeitado pelo caminhoneiro.

Concluindo, vacas sem acesso à sombra produzem leite com uma estabilidade muito menor, inclusive, insuficiente para ser aceita pela legislação.

E se o estresse térmico for apenas moderado?

No caso de o estresse térmico não ser tão severo, como quando ocorre uma redução da temperatura no período noturno, ainda assim há redução na estabilidade do leite, embora a redução seja menor.





Assim, é essencial que as vacas tenham acesso à abrigo e sombra para se proteger do sol. Lembrando que animais dentro de galpões sem ventilação e aspersão sofrem com o mesmo estresse térmico.

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082  

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint