FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Índices zootécnicos e impactos nos custos da reposição

POR COWTECH - CONSULTORIA E PLANEJAMENTO

COWTECH

EM 09/05/2003

0
1
Em países com pecuária leiteira desenvolvida, como os EUA, a preocupação com os custos envolvendo os animais de reposição sempre foi preponderante. Naquele país, muitos produtores, em função da competitividade do setor, deixaram a atividade nos últimos anos e, em muitos casos, a única alternativa restante para continuar na atividade foi a especialização do sistema de produção.

Em diversas regiões norte-americanas encontramos produtores que apenas criam bezerras, enquanto que outros somente trabalham com recria ou, exclusivamente, concentram seus recursos e esforços na produção de leite. Desta forma, cada "produtor-especialista" se dedica numa etapa do sistema de produção de leite, com objetivo de alcançar melhores resultados qualitativos e quantitativos em relação ao produtor tradicional (que trabalha com cria-recria-produção de leite).

No Brasil existem poucos exemplos de fazendas que tentaram e/ou tentam estabelecer algum tipo de segmentação da produção de leite (via fusão de fazendas ou sistemas de produção específicos). Entretanto, apesar das exceções, a nossa realidade é bastante diferente em relação a modelos de pecuária leiteira mais avançada, em função de motivos sócio-econômicos e culturais que caracterizam o produtor nacional e características intrínsecas de mercado, tema a ser debatido de maneira mais detalhada em outro artigo. Sendo assim, o objetivo deste texto é apontar para a importância do controle de índices zootécnicos, de maneira a correlaciona-los com os custos da criação de animais, muitas vezes fator limitante na expansão de propriedades, através do exemplo do estudo, a seguir.

Recentemente, foi realizado um modelo de avaliação e simulação de custos de criação de animais, por pesquisadores da Pennsylvania (EUA), utilizando dados de rebanhos deste estado e demais regiões norte-americanas, utilizando como referência (objetivo) para base comparativa, os índices:

· idade ao primeiro parto - 25 meses
· intervalo entre partos (IEP) - 13 meses
· taxa de descarte (anua) - 25%
· mortalidade (bezerras e novilhas) - 10%

RESULTADOS:

Segundo os dados levantados pela pesquisa e modelo aplicado, para cada 1% de redução na taxa de descarte, o custo de reposição sofreu uma queda de 4,9%, sendo o índice que mais influenciou a redução de custos de reposição. A idade ao primeiro parto foi o segundo item a ser destacado por sua importância nos custos de criação dos animais improdutivos, sendo que a redução em 1 mês na idade da parição resultou em queda de 4,3% nos custos de reposição. A redução no IEP pouco influenciou na queda dos custos, contribuindo com redução de apenas 0,1% nos custos quando o mesmo foi antecipado em 1 mês. A mesma tendência foi observada em relação à mortalidade, ou seja, a redução da mesma em 1% resultou em queda nos custos de 0,3%.


Fonte: adaptado de Tozer & Heinrichs (2003)


De acordo com o modelo idealizado pelos pesquisadores e a realidade norte- americana, para um modelo de rebanho composto por 100 vacas, o investimento necessário (estimado) para a redução em 1% na taxa de descarte foi de US$1548,00/ano. Da mesma forma foi estimado o investimento para a redução da idade ao primeiro parto: US$347,50 para cada semana. No caso da redução em 1% da mortalidade o investimento médio anual seria de US$103,00.


Fonte: adaptado de Tozer & Heinrichs (2003)


CONSIDERAÇÕES

Os dados apresentados acima são bastante importantes, uma vez servem para os produtores daquele país como referência na tomada de decisões em sua propriedade. Este estudo alerta para a seguinte questão: como reduzir os custos da reposição?

É interessante destacar que no Brasil, principalmente nos momentos de baixa no mercado, surge a necessidade de redução nos gastos. A frente mais comum de combate à elevação do custo de produção, geralmente é a alimentação. Por contribuir significativamente no custo final do litro de leite produzido, a troca de insumos mais caros por mais baratos e de menor qualidade, são muitas vezes inevitáveis e prejudiciais pois conjuntamente provocam queda na produção. Em outros casos, algumas fazendas tentam reduzir custos de mão de obra ou outros componentes do sistema de produção. Mesmo assim, ao fechar o balanço anual, a insatisfação é bastante comum.

É importante que o produtor saiba que a redução de custos não deve ser limitada e imposta de acordo com o termômetro do mercado. É necessário ter como objetivo metas a longo prazo para aumentar a eficiência e reduzir as despesas sempre. Diante desta filosofia, destacamos a importância do monitoramento dos índices zootécnicos de cada propriedade e a capacidade de avaliar o impacto dos mesmos sobre os custos, principalmente os referentes aos animais que ainda não estão em produção.

Comentários do autor: o objetivo deste texto não é tentar adaptar a realidade norte-americana à nacional, mas sim de ressaltar a importância do conhecimento e o fundamento dos índices de cada sistema de produção. É comum encontrarmos produtores reclamando de seus índices e a necessidade em melhorá-los. Antes de tudo é preciso saber onde devemos atuar para reduzirmos o custo da criação dos animais jovens e novilhas. Uma vez enfocado o "ponto fraco" do sistema, por exemplo, idade ao primeiro parto muito elevada, qual será o investimento necessário e possibilidade de retorno financeiro pela sua melhora? Destacamos que cada propriedade, certamente, terá a sua prioridade. A mesma pode e deve ser definida através do seu modelo particular de avaliação dos índices a serem alcançados. Tal tarefa pode ser bem sucedida com a união de diversos aspectos como trabalho em equipe (união dos funcionários em busca de um único objetivo), capacidade de obtenção, coleta e interpretação de dados aliada à orientação técnica competente.

COWTECH - CONSULTORIA E PLANEJAMENTO

Espaço para artigos e debates técnicos expostos por especialistas e equipe de consultores.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.