FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Vacas de alto rendimento podem atingir boa fertilidade sob condições de estresse térmico no verão

POR ISRAEL FLAMENBAUM

COWCOOLING - FLAMENBAUM & SEDDON

EM 18/03/2020

4 MIN DE LEITURA

0
8

estresse termico vacas leiteAtingir uma alta taxa de concepção é uma das condições para obter uma produção eficiente de leite na fazenda. Por muitos anos, a produção de leite israelense sofreu, como outras fazendas em países quentes, com um declínio significativo na capacidade de emprenhar as vacas durante os meses de verão, causando redução na eficiência da produção de leite e sazonalidade no fornecimento de leite à indústria e ao mercado.

Ao contrário do efeito do calor na produção da leite do animal, que depende em grande parte do consumo de alimentos e é menos sensível a mudanças de curto prazo no conforto térmico das vacas, o impacto na fertilidade é muito mais complexo e se espalha por períodos mais longos, na época da inseminação.

Estudos realizados recentemente por pesquisadores israelenses da Universidade de Jerusalém mostraram que a fertilidade da vaca é sensível a condições de estresse térmico por um longo período, começando no início do desenvolvimento do folículo ovulatório até a implantação do óvulo fertilizado no útero (um período de cerca de 50 dias). Portanto, com o objetivo de obter níveis normais de fertilidade no verão, as vacas inseminadas devem estar em temperatura corporal normal, pelo menos durante esse intervalo, não sendo esta uma tarefa fácil.

Segundo um artigo recentemente publicado no MilkPoint — "Queda de fertilidade durante o verão em vacas de leite: o efeito da produção de leite!" —  a alta produção de leite aumenta a taxa metabólica e a produção de calor das vacas e, em caso de redução insuficiente de calor, os animais enfrentam uma temperatura corporal acima do normal e isso será traduzido em uma menor taxa de concepção para inseminação, em comparação com vacas com menor produção de leite.

O que está escrito neste artigo é obviamente verdadeiro! As vacas de alta produção correm um risco maior de apresentar queda na taxa de concepção no verão e, portanto, precisam de um tratamento de resfriamento mais intensivo para manter esse índice normal no verão.

Então, a principal razão para escrever este artigo é mostrar que, com boas práticas de manejo e tratamento intensivo e eficaz de resfriamento no verão, vacas de alto rendimento, em particular, podem alcançar também bons resultados de fertilidade, ainda mais altos do que as vacas de baixa produção nas mesmas condições.

Para mostrar isso, estou usando o índice verão-inverno, elaborado por mim e colaboradores. Este índice foi desenvolvido há quase 15 anos por especialistas do Ministério da Agricultura de Israel e da Associação de Criadores de Gado de Israel (ICBA) e foi adotado recentemente por instituições nos EUA e na Itália. Esse índice (já descrito em outro artigo) nos permite caracterizar subjetivamente todos os anos as diferentes fazendas leiteiras de Israel, em termos de capacidade de lidar com o calor do verão.

No começo de cada ano, recebo os dados de todas as fazendas leiteiras de Israel. Para examinar a relação entre o nível de produção de leite e o resfriamento intensivo das vacas no verão, selecionei nesta base de dados as 50 fazendas leiteiras com a maior produção anual de leite em 2019 e as comparei com as 50 fazendas leiteiras com as mais baixas produções anuais. A produção média diária de leite por vaca no verão e no inverno, a relação produção verão/inverno, a taxa de concepção nas duas estações do ano e a relação taxa de concepção verão/inverno são apresentadas na tabela 1.

Tabela 1 - Médias de verão e inverno da produção diária de leite, taxa de concepção e razão da produção de leite e da taxa de concepção verão para inverno, nas fazendas leiteiras de produção superior e inferior em Israel em 2019.

Pelo apresentado na tabela 1, pode-se ver claramente que a relação verão/inverno é muito maior nas fazendas de alta produção do que nas de baixa produção (0,97 e 0,92, respectivamente). Muito provavelmente, esses resultados podem ser alcançados devido a melhores práticas de manejo em geral, bem como à implementação adequada de meios intensivos de resfriamento e sua operação, em particular. A produção de leite nos rebanhos de alta produção caiu no verão 1,5 kg/dia, metade da queda observada nos rebanhos de baixa produção (3,0 kg/dia).

Observando os números de fertilidade, podemos ver que, diferentemente do que se poderia esperar, a queda na taxa de concepção no verão foi menor nos rebanhos de alta produção, em comparação com os de baixa produção (15 e 22 unidades percentuais, respectivamente) e a relação verão/inverno para taxa de concepção foi de 0,63 e 0,46, em rebanhos de alta e baixa produção, respectivamente.

Em conclusão, nosso estudo mostra que, não necessariamente alta produção de leite deve estar associada à baixa fertilidade nos meses estressantes do verão. Os dados recentes de Israel mostram o contrário. Acredito que a obtenção de alta produção de leite esteja relacionada principalmente a melhores práticas de manejo geral e ao resfriamento adequado das vacas no verão, em particular. As melhores relações verão/inverno para produção de leite (0,97 vs. 0,92) e taxa de concepção (0,63 vs 0,46) confirmam muito bem o fato de que essas fazendas resfriam melhor suas vacas no verão. Isto é traduzido, além de maiores taxas anuais de produção de leite, também em maiores taxas de concepção no verão.

ISRAEL FLAMENBAUM

Especialista no estudo do estresse térmico em vacas leiteiras, professor na Hebrew University of Jerusalém, tem ministrado cursos e treinamentos sobre o assunto em diversos países.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.