ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Trocando antibióticos por probióticos

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

EM 18/05/2017

2 MIN DE LEITURA

2
0
Se em algum momento da vida você já enfrentou uma forte infecção acompanhada de febre, prostração e dores deve lembrar-se da mágica experiência de começar tratamento com um determinado antibiótico e de ressurgir das cinzas sentindo-se “novo em folha”.

A descoberta dos antibióticos representou um dos maiores avanços da medicina. Essas substâncias químicas agem destruindo micro-organismos (em geral bactérias) causadoras de diversas doenças. Porém, muitas vezes os antibióticos não são específicos e desta forma acabam matando outros micro-organismos que habitam em nós, mas que não nos fazem mal.

Durante o tratamento com uso de antibióticos ocorre um desequilíbrio na nossa flora natural podendo ocasionar outras complicações que podem ser mais simples como episódios de diarreias, ou mais complicadas como a volta da infecção ou uma infecção diferente que começa logo após o término do tratamento da primeira. Quem já passou por isso fica lamentando ter que voltar ao médico, à farmácia e recomeçar o novo ciclo de medicações.

Acontece que, quando esse ciclo vicioso se repete muitas vezes o desequilíbrio pode ser de tal magnitude que doenças crônicas e de difícil tratamento podem se estabelecer sem que se encontre um antibiótico que possa representar a “tábua de salvação”. A explicação para isso é que os micro-organismos têm a capacidade de aprender a se tornarem resistentes aos antibióticos. Desta forma, se a descoberta dos antibióticos representou um grande marco para a medicina, especialmente na época da Segunda Guerra Mundial, podemos estar a caminho de uma era pós-antibióticos tão sombria como a época em que tais substâncias simplesmente não existiam para vender (porque não haviam sido descobertas).

Interessante dizer que muitos dos antibióticos são produzidos por micro-organismos também, para agirem contra outros micro-organismos em um mecanismo de competição entre eles.

Por outro lado, existem determinadas bactérias e leveduras que beneficiam nossa saúde por restabelecerem o equilíbrio natural da flora intestinal e por combaterem diretamente micro-organismos patogênicos. Esse combate acontece por diferentes mecanismos, até mesmo com liberação de substâncias químicas, mas neste caso não são liberados antibióticos, mas sim ácidos orgânicos entre outros. Assim sendo, probióticos representam uma das melhores linhas de ação em promoção de saúde e redução de risco de doenças, quando associados à alimentação nutritiva e hábitos de vida saudáveis.

Consumir probióticos regularmente podem nos ajudar a evitar infecções antes que elas se manifestem, livrando-nos da necessidade de ter que recorrer aos antibióticos e de sofrer os efeitos colaterais desta medicação.

Referências bibliográficas:

REID et al. Microbiota restoration: natural and supplemented recovery of human microbial communities. Nature Reviews. v. 9, p. 27-38, 2011.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 22/05/2017

Estimada Angelica, agradeço muito por suas palavras!



Fico feliz de saber que as informações são úteis e podem beneficiar especialmente os pequenos.



Receba um abraço



Adriane
ANGELICA LOPES

PELOTAS - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 19/05/2017

Muito bom o texto com informações importantes pra saúde, especialmente para a prevenção de doenças em crianças!
MilkPoint AgriPoint