carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Ideas for Milk: a chance de você começar uma trajetória de sucesso e ter o seu talento valorizado

postado em 06/09/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Embrapa Gado de Leite, em parceria com as empresas AgriPoint, Carrusca Innovation, Litteris Consulting e Qrânio, está lançando o “Desafio de Startups: Ideas for Milk”.

O evento tem o intuito de estimular a inovação e o empreendedorismo voltados ao agronegócio do leite. Os benefícios para os ganhadores vão desde a participação e o aprendizado em um processo que envolve a formulação de uma ideia com potencial de mercado até a chance real de alavancar um negócio lucrativo.

Ideas for Milk

Confira abaixo uma entrevista realizada com Paulo do Carmo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, sobre o Ideas for Milk:

MilkPoint - De onde surgiu a ideia do Ideas for Milk?

Paulo Martins: “Surgiu da percepção de que é fundamental o setor lácteo migrar para este universo novo, o mundo digital, também chamado de quarta revolução industrial. Tudo que é importante tem que caber em um smartphone e, sob este aspecto, estamos atrasados. Precisamos de soluções tecnológicas para o leite que garantam aos produtores e empresários a tomada de decisões de maneira rápida, segura e que capture valor para quem se dedica ao leite. A Embrapa tem soluções muito interessantes, mas está muito pouco neste ambiente do mundo digital. Então, fomos procurar parceiros para esta caminhada”.

MilkPoint - Quem está junto com a Embrapa Gado de Leite na realização do Ideas for Milk?

Paulo Martins: “Estamos surpresos com a fácil e rápida adesão à ideia, pois todos os convidados se engajaram de maneira decidida. Estamos com a AgriPoint (que tem no seu DNA a inovação com credibilidade) e duas empresas especializada em startups. A Litteris Consulting, que foi responsável pela primeira proposta de arquitetura do evento e a Carrusca Inovation. Além disso, temos a premiada Qrânio, considerada uma das dez melhores startups do Brasil. Estamos também realizando com o pessoal de onze universidades. Em Minas Gerais: UFLA, UFJF, UFV, UFMG e PUC/MG. Em São Paulo: Esalq/USP, UFSCar, USP/São Carlos e Unicamp. No Rio Grande do Sul, estamos com a PUC/RS e a UFRGS. Contamos, ainda, com a BRasil Junior, que congrega mais de 350 empresas juniores das universidades públicas e privadas. Além disso, participam mais três unidades da Embrapa que se dedicam à Tecnologia de Informação. São elas a Embrapa Instrumentação, a Embrapa Informática Agropecuária e o Departamento de Tecnologia da Informação”.

MilkPoint - As instituições do setor estão participando?

Paulo Martins: “Sim. Ainda estamos na fase de contatá-las e todas contatadas aderiram. Até agora, já participam do Ideas a ABLV (Associação Brasileira da Indústria do Leite Longa Vida), a VivaLácteos, o G100, a OCB, a Leite Brasil, os sindicatos das indústrias de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, além das grandes empresas de Tecnologia de Informação (TI)”.

MilkPoint - Qual é o intuito da competição e quem pode participar?

Paulo Martins - “Queremos juntar profissionais, estudantes, professores, pesquisadores, enfim, não há barreiras - estejam vinculados ao leite ou vinculados à Tecnologia de Informação e Comunicação. Desejamos estimular o surgimento de ideias para o desenvolvimento de sensores, software e hardwares que simplifiquem a vida das pessoas que se dedicam ao agronegócio do leite”.

MilkPoint - Quais são os temas relacionados à cadeia láctea que poderão participar do desafio?

Paulo Martins - Não há limites estabelecidos. Os temas vão desde aqueles relacionados a insumos, passando pela produção de leite, transporte, processamento e distribuição de produtos lácteos. Vale questões relacionadas ao manejo do rebanho, gestão da propriedade, resíduos, aplicação de tecnologias, enfim, estamos em busca de criatividade. Para se inspirar, vale a pena conhecer o site www.ideasformilk.com.br. Lá existem várias sugestões de temas”.

MilkPoint - Como funcionará a avaliação dos projetos e quanto ocorrerá a final nacional?

Paulo Martins – “Podem se inscrever pessoas de qualquer lugar do Brasil, até o dia 12 de outubro, pelo site do evento. O que sugerimos é que formem equipes. Vale profissionais que já atuem no setor de TI ou de leite, ou alunos com professores, somente alunos, somente professores ou até mesmo quem não esteja mais estudando. Ao inscrever, a equipe escolhe uma das oito cidades as quais deseja disputar: Belo Horizonte, Juiz de Fora, Lavras, Viçosa, Campinas, Piracicaba, São Carlos ou Porto Alegre. Serão selecionados cinco finalistas para cada uma destas cidades. Eles serão convidados a se apresentar para uma comissão julgadora local, formada por pessoas de TI, aceleradoras e profissionais que entendam de leite e de tecnologia de informação. Em cada cidade apenas uma ideia será selecionada para participar da finalíssima, em Brasilia, no dia 14 de dezembro”.

MilkPoint - Quantos mentores vão participar e como eles serão selecionados?

Paulo Martins - “O trabalho de pré-mentoria já está acontecendo nas universidades. Os professores têm sido chamados para conversar com os alunos - discutindo ideias que estão surgindo. A partir da escolha dos cinco finalistas que participarão em cada cidade, teremos um trabalho de mentoria. A intensidade vai crescer quando tivermos o finalista de cada cidade designado para participar em Brasília. Cada equipe poderá enviar dois membros, que receberão mentoria de profissionais consagrados. Com a rede que está sendo montada, não faltará mentoria, seja qual assunto for escolhido. Vamos preparar os finalistas para que façam apresentações consistentes - o que inclui mentoria em negócios”.

MilkPoint - Deixe um recado para quem está interessado em participar do Ideas for Milk.

Paulo Martins – “Aproveite e participe da primeira batalha de startups voltada para a maior cadeia produtiva do agronegócio brasileiro. Visite o site e consulte o regulamento. Monte sua equipe, apresente sua ideia. Você tem a oportunidade de estar diante de profissionais da Microsoft, Totus, IBM e outras. Sua chance de ser descoberto, ver o seu talento valorizado e começar uma trajetória de sucesso pode ocorrer por meio do Ideas for Milk”.

Ficou com alguma dúvida? Participe deixando o seu comentário no box abaixo:

 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade