ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Queijeiro, se você não é um, é porque não conheceu a 'praga do bezerro'

POR DANILA SANTOS

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 25/10/2021

2 MIN DE LEITURA

9
22

Diz a lenda que, de alguma forma quem entra neste universo fascinante do mundo de laticínios, acaba carregando para sempre a chamada “praga do bezerro."

A primeira vez que escutei isso foi de um grande mestre queijeiro, Fausto Melo. Na época não entendi muito bem, acreditei que fosse uma piada mineira. Após meses e anos vivenciando uma rotina acelerada dentro dos laticínios, passei a entender exatamente a tal praga do bezerro, e como é fascinante o mundo de queijeiro.

 

Desde o momento em que o leite entra porteira adentro da fábrica, nossa rotina industrial é uma montanha-russa, muitas vezes parece até que estamos sem cinto.

Entramos sem mesmo ver o sol da manhã e saímos muitas vezes vendo a lua, quando é possível parar para apreciar. Tem noite que passamos buscando formas de resolver inúmeros problemas que acontecem, cada dia parece ser um desafio diferente. E quando existe um desenvolvimento de um novo produto, passando semanas e meses incubando um novo filho.

Nossas conversas são em torno do mundo leiteiro, nosso canal preferido é globo rural ou tudo que nos mantenha antenado no tal do leite. Quando é possível uma ida ao mercado, a primeira coisa é olharmos os produtos do concorrente e tentar convencer alguém na fila sobre o produto que fabricamos, cheios de orgulho.

O networking nesse universo é tão interessante que, a todo momento esbarramos com pessoas que conhecemos há anos, ou que conhecem alguém que nos conhece, e ninguém consegue mais sair dessa rede. Alguns tentam, mas quando veem, já estão de volta entre queijomatic's e prensas.

Nossos passeios são rodeados de natureza e sempre observando se a grama esta verde, se a vaca que está pastando encontra-se bem nutrida — às vezes até pensamos em quanto será a proteína daquela vaca! 

Pode parecer um simples artigo, mas talvez seja um desabafo de uma queijeira. Mas não pense ser um desabafo triste, pelo contrário! Cada queijeiro que se identificou com o artigo ama cada problema que tem em sua fábrica, adora a rotina de não saber como será o seu dia, quer conversar por horas com outros queijeiros para ver quem tem mais problemas em sua rotina. Aliás, ter uma rotina agitada para o queijeiro é quase ter ar puro para respirar!

 

O universo do queijeiro é algo que espero que nem mesmo o avanço da tecnologia reduza a intensidade do fascínio que isso representa. Quem não é ou não possui queijeiros que amam essa rotina é porque verdadeiramente não foi fisgado pela "praga do bezerro."

E aí, quem se identifica com esse artigo?

DANILA SANTOS

Gerente Industrial, experiência de mais de 17 anos em industrias alimentícias, especialmente em Laticínios. Química Industrial, Especialista em Queijos pela UOV/UFV, MBA Gestão Industrial pela FGV

9

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUIZ MAURO MESSIAS ( QUEIJEIRO )

DOM ELISEU - PARÁ - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 13/04/2022

Muito top... Eu estou com essa praga á 32 anos, ja parei e tentei outras profissões, motorista, serralheiro, eletricista e acabei voltando... Parece que é um vicio, cada dia uma aventura nova, um desafio diferente... Um dia penso em parar e ja no outro dia penso em morrer fazendo o que amo fazer. QUEIJOS.
MAURO ARAUJO

EM 01/11/2021

Muito boa matéria.
BRUNO DOS SANTOS LACERDA

CARAMBEÍ - PARANÁ - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 01/11/2021

Ótimo arquivo e só não ama mesmo é quem ainda não adentrou nesse universo do queijo... indústria e comércio de queijo SHJ
CARAMBEÍ PR
JULIANNA PAIVA

MACEIO - ALAGOAS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 27/10/2021

Muito bom!! Essa praga está me pegando e eu estou gostando disso!! ??????
ALESSANDRO BOMFIM

POUSO ALTO - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 26/10/2021

É a mais pura verdade a cada dia uma experiência diferente e um novo aprendizado, concordo plenamente com sua publicação.
PEDRO HENRIQUE FERRAZ SILVÉRIO

POUSO ALTO - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 25/10/2021

Quem está de fora não vê o dinamismo da indústria láctea.
Parece ser sempre a mesma rotina, recebe leite, faz queijo , entrega e assim termina o ciclo.
Doce ilusão......mas realmente, quem é pego pela praga não consegue se livrar, e acha falta da correria da fábrica.
RAMON RIBEIRO

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 25/10/2021

Parabéns pelo arquivo é a mais pura verdade.
RAMON RIBEIRO

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 25/10/2021

Parabéns pelo arquivo é a mais pura verdade.
KAWAN VITOR PILAN DOS SANTOS

QUATÁ - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 25/10/2021

Muito bom!, É bom poder conhecer um pouco mais de como é o trabalho das fábricas, como estudante, acho muito interessante esse tipo de assunto!
MilkPoint AgriPoint