FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Os ventos de outubro trazem as más notícias!

POR MAURÍCIO PALMA NOGUEIRA

PANORAMA DE MERCADO

EM 19/09/2003

1 MIN DE LEITURA

1
0
O preço no mercado "spot" já ensaiava uma baixa há alguns meses, quando as indústrias começaram a anunciar a "falta de interesse" neste produto. O fato é que mesmo com quase todo mundo anunciando que não queira o leite do mercado "spot", os preços continuaram firmes, vindo a cair apenas em setembro de 2003.

Em São Paulo, a queda foi de 7%, enquanto em Minas Gerais e Goiás, o recuo foi de 10,2% e 8,9%, respectivamente. Confira a evolução nos preços na figura 1.


No período de 10 meses, a queda de setembro foi a segunda mais acentuada, sendo que a primeira ocorreu no começo do ano quando vários compradores pressionaram, sem sucesso, para uma derrubada nos preços do leite ao produtor.

No entanto, no início do ano, os preços não recuaram, mantendo a firmeza e movimento de alta, que só foi cessar no último mês de agosto, quando os preços ficaram estáveis na média geral do país. Observe a evolução dos preços do leite em reais nominais (valores da época) e valores reais (dinheiro de hoje) corrigidos pelo IGP-DI.


Números preliminares indicam que a estabilidade nos preços se manteve para a produção de agosto, embora muitas praças tenham registrado aumentos ou quedas nos preços.

Para setembro, no entanto, o cenário é diferente. A queda no mercado "spot" anuncia reduções nos preços do leite. Fala-se em R$0,02/litro e alguns chegam a falar em R$0,04/litro. Portanto, para o pagamento de outubro, produção deste mês de setembro, o produtor já pode ir se preparando para queda nos valores pagos.

Quanto vai cair dependerá da região e das condições da bacia leiteira.

Uma reversão neste quadro, para um cenário positivo, é pouco provável ao longo dos próximos 30 dias.

MAURÍCIO PALMA NOGUEIRA

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOSÉ HUMBERTO ALVES DOS SANTOS

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 29/09/2003

A reação de mercado nem sempre é consistente. Os preconizadores de preços nem sempre acertam. As vezes os grandes compradores lançam informações para que os formadores de opinião divulguem o que os "grandes" querem obter. Não houve queda no preço para setembro e os ventos e a falta de chuva, não indicam más notícias para outubro e novembro.

<b>Resposta do autor:</b>Prezado senhor José Humberto,

O senhor tem razão. Nem sempre o mercado reage de maneira consistente, tanto é que assistimos, nestes últimos quase dois anos, a várias tentativas de se reduzir os preços do leite, tentativas estas que não surtiram efeito.

O senhor tem razão também quando coloca que aqueles que preconizam os preços nem sempre acertam. Se um dia alguém for capaz de acertar o futuro, é bem provável que acabe usando essa informação em benefício próprio e não para o bem do conjunto.

Também concordo com o senhor quando coloca que muitas vezes a indústria passa preços diferentes da realidade, querendo fazer mercado e manipular a opinião de quem analisa mercado. De fato isso ocorre.

Bom, atuando num mercado com estas características sobra, a quem checa o mercado, apenas algumas alternativas.

- nunca acreditar em verdade imutável para os fatos, pois de fato o mercado tem as suas particularidades e muitas vezes não é possível enxergar o que estará por trás de algum fato. Ou simplesmente, a tendência para uma região não é a mesma de outra.

- como é impossível prever o futuro, as análises devem se basear no estabelecimento de cenários. Quais são os fatos, como está o mercado, como estão as vendas, os estoques, a economia, enfim, tenta-se reunir o máximo possível de informações que permitam uma análise consistente, a elaboração de uma tendência.

- e é para evitar as mentiras ou tentativas de manipulação que a Scot Consultoria pesquisa preços em 32 praças do país, levantando mensalmente mais de 350 pontos de informações, basicamente indústrias e cooperativas. Estatisticamente esperamos que as prováveis mentiras se diluam. Na verdade, trata-se um apanhado coordenado e organizado das opiniões de quem atua no ramo do mercado leiteiro. Hoje, levantamos os preços de cerca de 95% do leite brasileiro.

Mesmo com todos os cuidados que tomamos, por várias razões que não serão enumeradas, ainda há a possibilidade de que a tendência não se confirme. É por isso que o senhor nunca escutará a Scot Consultoria afirmar categoricamente que os preços cairão, subirão ou terão exatamente determinado valor. Apenas relatamos o mercado e apontamos quais são as principais tendências, ou seja, o provável comportamento do mercado para aquele cenário. Hoje, infelizmente, o mercado aponta para baixo.

Mesmo assim, em algumas regiões os preços se comportarão de maneira diferente, como é provavelmente o seu caso. Ontem eu estava numa fazenda onde os preços caíram R$0,02/litro, hoje visitei uma que os preços subiram R$0,01/litro. Na propriedade de minha família, no interior de São Paulo, receberemos R$0,02/litro a menos pelos 1.800 litros que entregamos diariamente em setembro.

Estatisticamente, a sua afirmação de que o leite irá subir é endossada por outros técnicos de campo, porém neste último levantamento representam apenas 5% do total entrevistado entre indústrias e produtores que diariamente entram em contato com a gente.

Quanto ao título Ventos de Outubro, o mesmo nada tem a ver com clima ou previsões de chuvas ou ventos. Foi apenas uma brincadeira, uma paródia, com o nome da análise feita por Alexandre Fortes sobre a chegada de Lula à presidência no ano de 2002- "Os Ventos de Outubro e o Futuro da Estrela" - análise que foi muito difundida até o início deste ano.

Espero realmente que o mercado se comporte conforme acredita a minoria dos entrevistados, como já aconteceu outras vezes. Digo isso na posição de produtor de leite, sem nutrir vaidade alguma como analista. Como analista, meu compromisso é com a verdade e com o cenário. Se os acontecimentos pregam uma peça nas tendências, todos erram.

Enfim, gostaria de contar com sua contribuição em nossos levantamentos. Caso tenha interesse, será um grande prazer contar com suas informações.

Atenciosamente,

Maurício Palma Nogueira
engenheiro agrônomo



MilkPoint AgriPoint