FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Rússia: consumo de lácteos deve aumentar no país

GIRO DE NOTÍCIAS

HÁ UM DIA

2 MIN DE LEITURA

0
0

O consumo de lácteos da população russa deve aumentar para 36 milhões de toneladas em 2025, ou 245,5 litros per capita, 2% acima em relação a 2020, previu o banco agrícola estatal Rosselhozbank.

O crescimento deverá ser impulsionado pela crescente demanda por manteiga e queijo. Esta tendência abrirá caminho para que o setor lácteo russo expanda sua capacidade de produção. Em 2023, o país deve apresentar novas fazendas de leite com um desempenho de produção total projetado de 1,2 milhão de toneladas de leite por ano. A longo prazo, a indústria de laticínios deverá aumentar a produção de leite de 5 milhões de toneladas por ano, estimou o Rosselhozbank.

Projeção de que a indústria de lácteos será o principal motor de crescimento

Em 2020, a indústria de laticínios nacional se tornou a segunda mais atrativa para o segmento de investimentos da pecuária russa.

“Por muito tempo, o principal impulsionador desse processo [crescimento do consumo de proteína animal na Rússia] foi a indústria avícola —rodução de frango e peru. Desde 2015, a carne suína tem desempenhado um papel cada vez mais importante na ingestão de proteína na Rússia. No futuro, a indústria de laticínios russa se tornará o principal impulsionador do crescimento do consumo de proteína animal no país", disse Andrey Dalnov, diretor do centro de especialização do setor do Rosselhozbank.

Consumo de lácteos da Rússia fica atrás do da Europa

Em geral, o país ainda está atrás dos países europeus em termos de consumo de laticínios. Em 2020, o consumo per capita subiu para 239 kg, 30% abaixo das recomendações oficiais do Ministério da Saúde russo. Autoridades do governo russo acreditam que o consumo doméstico de lácteos pode alcançar o nível europeu na próxima década.

Embora a Rússia já tenha alcançado a autossuficiência em aves e suínos, este não é o caso com laticínios. Em 2020, o país importou 18% de todos os laticínios comercializados no mercado interno. Em 2025, o Rosselhozbank prevê que este valor diminua para 16%.

Preço dos laticínios impulsiona demanda

Em 2020, o preço médio dos produtos lácteos no mercado russo aumentou 3,9%, abaixo da taxa média de inflação dos alimentos de 4,9%. De acordo com Dalnov, esse fator impulsiona a demanda por lácteos entre a população russa, pois estão se tornando mais acessíveis.

"Prevemos que com a recuperação econômica e a melhoria dos padrões de vida, a competição entre as diferentes fontes de proteína aumentará", acrescentou Dalnov. Nesse cenário, os investimentos estão fluindo não só na produção de leite, mas também no segmento de beneficiamento de leite.

"Uma parcela significativa dos projetos neste campo está associada a investimentos de grandes produtores em capacidade de processamento de leite e ao estabelecimento de complexos de produção de ciclo completo. Essa tendência é mais comum na Rússia Central e na Sibéria Ocidental, onde, de acordo com nossas previsões, o segmento de processamento tem potencial para expandir a capacidade em 600.000 toneladas por ano até o final de 2021 ", disse Dalnov.

As informações são do Dairy Global, traduzidas pela Equipe MilkPoint. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint