ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Estudos confirmam que produtos lácteos não causam inflamação

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 05/10/2020

3 MIN DE LEITURA

2
6

Embora a Internet esteja cheia de sugestões para evitar produtos lácteos devido às suas propriedades inflamatórias, pesquisas médicas não apoiam essa afirmação. Uma nova revisão sistemática mostra que o consumo de lácteos parece ter efeitos neutros a benéficos sobre os marcadores inflamatórios.

Para a revisão de setembro no Journal of the American College of Nutrition, os pesquisadores analisaram 27 ensaios que focaram no efeito dos produtos lácteos sobre marcadores inflamatórios. Os produtos lácteos incluem opções como leite, iogurte, queijo e proteínas do leite, incluindo caseína e soro de leite.

Nenhum desses estudos sugere que o consumo de alimentos lácteos ou proteínas do leite aumenta a inflamação como se acreditava anteriormente. Na verdade, alguns dos estudos relatam que a ingestão de laticínios resulta na redução de pelo menos um biomarcador de inflamação.

Chris Cifelli, PhD, vice-presidente de pesquisa nutricional do Dairy Council em Illinois e um dos autores do estudo, disse que esta não é a primeira vez que os laticínios exibem um efeito neutro ou positivo sobre a inflamação, e devido à consistência do evidência, há uma "associação verdadeira".

“Não tenho certeza de quando os laticínios se tornaram tão demonizados por seus supostos efeitos sobre a inflamação, mas os dados atuais simplesmente não apoiam esse efeito inflamatório teórico”, disse Melissa Azzaro, nutricionista registrada em New Hampshire. Azzari não participou do estudo.

Laticínios para inflamação

Esta recente revisão sistêmica é a terceira publicada nos últimos três anos indicando que os alimentos lácteos não oferecem nenhum efeito ou um efeito útil na inflamação.

A inflamação crônica pode ser difícil de reconhecer. Fatores como obesidade, tabagismo e consumo de certos alimentos podem fazer com que seu corpo reaja como se algo fosse anormal ou estranho, desencadeando uma resposta inflamatória em seus tecidos e órgãos.

Em 2017, uma revisão de mais de 50 ensaios clínicos descobriu que os alimentos lácteos estavam associados à atividade anti-inflamatória em indivíduos com distúrbios metabólicos. Tanto os laticínios com baixo teor de gordura quanto os integrais, bem como os alimentos lácteos fermentados, exibiram atividade anti-inflamatória.

Uma revisão de 2019 encontrou resultados semelhantes, relatando que o consumo de leite ou produtos lácteos não estava relacionado à inflamação em indivíduos saudáveis ou com anormalidades metabólicas.

De acordo com Cifelli, não há razão para evitar laticínios por causa da inflamação. Ele explica que, uma vez que mais de uma em cada cinco pessoas não estão cumprindo as recomendações de ingestão de laticínios e estão perdendo nutrientes essenciais. Os alimentos lácteos são conhecidos pelo seu conteúdo de cálcio, um nutriente essencial para a saúde óssea e que desempenha funções importantes como a contração muscular.

“Claro, se você tem uma verdadeira alergia a componentes do leite, não deve comer alimentos que contenham laticínios”, diz Azzaro. E se a lactose for um problema para você, você pode escolher produtos sem lactose. “Mas, para a maioria das pessoas, descobriu-se que porções de produtos lácteos são benéficas e, em minha linha de pesquisa, as evidências apoiam a inclusão de laticínios integrais para melhorar a fertilidade nas mulheres.”

Os benefícios de consumir laticínios e proteínas do leite vão além do fator inflamatório. Os nutrientes encontrados nos alimentos lácteos podem contribuir para a saúde óssea e a função imunológica. O consumo de proteínas do leite, como soro de leite, caseína, concentrado e isolado de proteína do leite, demonstrou ajudar na perda de peso, melhorar o tônus muscular e melhorar a recuperação nos exercícios. Na verdade, quando comparadas com as proteínas vegetais, as proteínas do leite são mais completas e de melhor qualidade.

As informações são do Verywell Health, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

TATIANA DE SOUZA GOMES

SÃO PAULO - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 26/05/2021

Amei esse conteúdo, bastante preciso e informativo!!!
CIDO JOSÉ

SÃO BERNARDO DO CAMPO - SÃO PAULO

EM 19/10/2020

Excelente conteúdo ref ao consume de leite...
MilkPoint AgriPoint