ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Atualização do mercado global de lácteos para julho

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 08/07/2020

3 MIN DE LEITURA

0
1

A Maxum Foods Pty Ltd. divulgou sua atualização global sobre commodities da indústria de laticínios em julho. Dustin Boughton, diretor de compras da empresa, disse que os mercados atacadistas de laticínios se recuperaram fortemente dos impactos da Covid-19, que levaram ao fechamento dos pontos de venda de alimentos em todo o mundo – principalmente nos EUA e na Europa – e a interrupção das viagens internacionais.

"O comércio foi mais lento nos primeiros quatro meses de 2020 em comparação a 2019, impactado por algumas dificuldades logísticas trazidas pela pandemia, mas também teve relação com os fortes números de 2019 para leite em pó, quando os preços eram muito mais baixos", disse ele.

Existem alguns fatores de tempo: o pico do comércio do leite em pó integral foi impulsionado pelo início do ano novo chinês, enquanto a venda de leite em pó desnatado no início de 2019 na UE continuou em março – o que significa que os comparativos foram fortes.

"Vendas fortes no varejo, vendas de serviços de alimentos sustentáveis, gastos com ajuda governamental nos EUA e efeitos de um menor suprimento de leite estão elevando os preços de queijo e manteiga", explicou Boughton.

Ele disse que uma profunda recessão está se desenrolando devido às enormes perdas de renda com o fechamento de negócios, que diminuirão os gastos das famílias nos mercados ocidentais e enfraquecerão as economias do mundo em desenvolvimento.

O relatório de julho diz que, à medida que a recessão ocorre, os gastos com alimentos nas economias ocidentais serão afetados, reduzindo os gastos discricionários, consumo de alimentos e gerando menos gastos no supermercado.

"O efeito sobre a demanda de queijos será o driver mais importante do impacto nos mercados lácteos, já que a indústria de laticínios, em resposta à demanda mais fraca, aumentará a produção de leite em pó nos próximos meses", disse Boughton. Na perspectiva, ele observou que a demanda da UE e dos EUA por queijo permanecerá no segundo semestre de 2020, antes de melhorar em 2021.

"O impacto na demanda por creme, sem o consumo no foodservice, aumentará a produção e os estoques de manteiga", disse ele. "A demanda dos mercados de exportação, também com setores fracos de foodservice para o resto do ano, não ajudará, apesar dos preços serem mais atraentes".

A suprimento de leite será muito importante nessa perspectiva, com diferentes possíveis tendências entre os principais produtores. 

Os preços do leite em pó desnatado e do leite em pó 0% de gordura continuaram estáveis, se recuperando após o pior dos choques da Covid-19, já que os mercados de queijo e gordura também se estabilizaram.

Os valores spot de leite em pó integral permaneceram mistos até junho; os preços da Nova Zelândia melhoraram, enquanto o produto da UE estava estável. No entanto, o produto da UE continua sendo negociado com um prêmio. O comércio do leite em pó integral encolheu (com exportações para a China 16% mais baixas) ainda em maio, com quedas nas exportações registradas pela Nova Zelândia e Uruguai.

"Os mercados globais de queijo provavelmente serão impactados em todo 2020 pela interrupção das vendas de foodservice, mas nem todo o impacto será negativo", observou Boughton. A atenção está na influência sobre a demanda nos principais mercados da UE e dos EUA, afetando os preços de exportação, mas também a produção de leite em pó desnatado/manteiga.

Os preços mundiais da manteiga convergiram com a melhoria dos preços no atacado da UE, enquanto os mercados da Oceania se enfraqueceram com a demanda que refletiu a lenta reabertura dos canais de foodservice e os impactos nos gastos dos consumidores à medida que a recessão ocorre. Embora a demanda do mercado de alimentos permaneça dinâmica, não há perspectiva de que isso possa compensar a perda de vendas de manteiga nos pontos de venda.

Os preços dos produtos de soro de leite foram impactados devido a mudanças na produção de queijo devido à Covid-19, valores relativos de proteínas e demanda por determinadas aplicações, concluiu Boughton.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint