ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

ARG: 300 mil bezerros abatidos; mais fazendas fechando

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 15/12/2008

MENOS DE 1 MIN DE LEITURA

2
0
Durante este ano, foram abatidos cerca de 300 mil bezerros da raça Holandesa na Argentina, diante da impossibilidade dos produtores mantê-los devido à queda na rentabilidade que sofre o setor leiteiro nacional. "As políticas oficiais fazem com que há dois anos os produtores decidam eliminar quase metade dos 600 mil bezerros Holandeses que nascem em nosso país", disse o presidente da Associação de Criadores de Holandeses da Argentina (ACHA), Gustavo Armando.

No mesmo contexto, a ACHA disse que a tendência de fechamento de fazendas leiteiras segue aumentando e hoje está entre 2 e 3 fechamentos por dia. "Lamentavelmente, perdemos por ano cerca de 800 fazendas leiteiras e, se seguirmos com estas políticas intervencionistas por outros 3 anos, perderemos mais de 30% da produção de leite nacional".

Armando também criticou a atual política leiteira e disse que os produtores não estão recebendo o valor combinado em outubro e, ao contrário, este valor segue caindo até chegar a 0,70 a 0,75 pesos (US$ 0,20 a US$ 0,21) por litro em dezembro.

Em 10/12/08 - 1 Peso Argentino = US$ 0,29013
3,44677 Peso Argentino = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

A reportagem é do Infocampo, adaptada e traduzida pela Equipe MilkPoint.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VILSON MARCOS TESTA

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - PESQUISA/ENSINO

EM 15/12/2008

Aqueles que têm o rebanho de holandes puro sempre estiveram em dificuldades, que tendem a aumentar; criadores que têm gado misto respiram mais tranquilos.

A propósito, conheço vários estabelecimentos produtores de leite que têm rebanho holandês estabilizado em sua escala, e que sabem que estão em um brete sem grande saída: suas bezerras são preteridas pelas Jersey, com o que perdem a renda de sua venda, os bezerros são um problema e os sólidos totais no leite são mais baixos do que os obtidos pelas vacas mestiças e mistas (os industriais preferem o leite destas). Aliás, os criadores e detentores de gado holandes geneticamente muito purificado foram "agraciados" na IN51 com uns teores baixos de proteína e de gordura no leite... mas isso pode mudar.
SERGIO CAETANO DE RESENDE

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 15/12/2008

Pequenos fazendeiros do Brasil, os argentinos somos nós amanhã e eu hoje. Já mato minhas crias e vendo meu gado de leite há algum tempo. Não farei silo este ano e já estou plantando árvores, porque não tem comprador para minhas terras. Claro, é melhor aplicar dinheiro em títulos do governo. Tem renda e é garantido. O pequeno produtor de leite brasileiro, acho que aqui e acolá, está segurando os mandatos dos políticos, o setor de serviços e a indústria há muito tempo. A Poupança acumulada pelo trabalho de várias gerações das famílias dos pequenos produtores rurais está se transferindo para o Estado, para as instituições financeiras, para os comerciantes e para os especuladores financeiros. 30% dos pequenos produtores argentinos quebraram com o mesmo preço do leite que estamos recebendo aqui, com os insumos mais caros.

Só tem um jeito: juntarmos só pequenos em associações administradas coletivamente para compra de insumos e venda dos produtos diretamente aos consumidores da cidade. Nós, pequenos produtores de leite, temos que esquecer o Governo (Estado) e eliminar da cadeia do leite a indústria de laticínios e os supermercados. Nosso produto vale mais que água. Fora da porteira só quem come.
MilkPoint AgriPoint