ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Produção de leite e sustentabilidade: uma parceria 'fort'!

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 23/02/2022

2 MIN DE LEITURA

0
0

O tema ‘sustentabilidade’ está em alta. Líderes mundiais têm se reunido para discutir planos de ação e objetivos que envolvem, de forma geral, a redução de gases que afetem o meio ambiente. Um assunto puxa o outro e, muitas das vezes - de forma errônea-, o agro acaba saindo como vilão da história.

A produção de leite, não fica de fora. Apontadas como grandes emissoras de gás metano, as vacas leiteiras são geralmente acusadas de afetar o meio ambiente, o que abre um leque para os oportunistas criticarem a produção e consumo de produtos de origem animal – com destaque para a carne e o leite.

O fato que muitos ignoram é que a existência a existência de rebanhos bovinos não é algo recente. Os bovinos existem há milhões de anos e a emissão de metano deles acontece desde sempre. Embora hoje exista uma quantidade considerável de bovinos domesticados e não se sabia com exatidão o tamanho desta população antigamente, alguns outros dados acabam trazendo questionamentos, como, por exemplo, a população de elefantes. Há quase 500 anos havia cerca de 26 milhões de elefantes África, hoje, a população se resume a cerca de 100 mil e, para apenas estes, a produção de metano é proporcional a quase todo o rebanho leiteiro da Europa.  

Ou seja, se os rebanhos de grandes animais dos períodos pré-industriais não foram capazes de aquecer o planeta ao longo dos milhões de anos, não serão os rebanhos atuais de animais domesticados que o farão. (Leia mais sobre isso no artigo “Produção de leite: um problema ou uma mãozinha para o planeta?”)

Alternativas para produzir leite de forma mais sustentável têm sido evidenciadas com maior frequência e embora os estudos sejam inconclusivos e exista um caminho muito longo a se percorrer para chegar a um “real culpado”, adotar práticas sustentáveis na produção além de ser benéfico para o planeta, é benéfico para o bolso.

Práticas como reutilização de águas da chuva, implantação do sistema de integração lavoura-pecuária (ILP) ou lavoura-pecuária-floresta (ILFP), trazem inúmeros benefícios para a produção e para a rentabilidade do produtor. A destinação correta dos dejetos é outra técnica que ajuda o meio ambiente e reduz custos.

Após a lavagem dos barracões, destinar os dejetos para produção de biofertilizantes é uma alternativa que traz economia ao produtor, além de melhorar condições da pastagem de forma natural e sem agredir o meio ambiente.

Ter os equipamentos corretos para realizar esse manejo ajuda na eficiência de todo o processo e torna mais prático e fácil colaborar com o meio ambiente. A Construfort é uma empresa que tem como objetivo defender o meio ambiente e desenvolver equipamentos modernos capazes de ajudar o produtor com a destinação desse dejeto pensando em maior rentabilidade baseada em ações sustentáveis.

Equipamentos como bomba de sucção, peneira estática e rolo espremedor são equipamentos que a Construfort possui em seu portfólio que certamente vão trazer praticidade e qualidade na prática de destinação correta dos dejetos.

Visite o site e saiba mais sobre tudo que a Construfort pode fazer pela sua produção e pelo planeta.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint