ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Pastagem degradada: quais são as causas e porquê recuperá-la

POR THIAGO BERNARDES

E MATEUS BARCELOS

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 20/10/2017

2 MIN DE LEITURA

1
1
No Brasil, a produção de bovinos em pastagens é uma atividade extremamente difundida e o manejo inadequado desse sistema facilmente pode levar à sua degradação. A seguir serão listados três aspectos que podem ser refletidos como causadores desse processo.

O primeiro é a cultura e o profissionalismo do produtor frente a atividade. Enxergar sua propriedade rural como um sistema de produção e mapear nela os processos que norteiam os resultados são indispensáveis e o ponto de partida para o caminho pouco previsível da pecuária tropical. Ora, se existe toda aquela conversa de que a alimentação é um dos fatores que mais impacta (senão o mais) sobre os custos da produção animal, por que motivos a pastagem de sua fazenda não é vista como um patrimônio rentável que merece cuidados? Afinal, ela alimenta em boa parte as vacas que produzem o leite diário e as demais categorias do rebanho.

O segundo motivo pelo qual as pastagens iniciam o processo de degradação é o superpastejo, condição caracterizada pelo excesso de animais pastejando em uma determinada área. A capacidade de suporte de uma pastagem é um parâmetro que prediz quantos animais por hectare a mesma suporta, de maneira que seja fornecida forragem em quantidade e qualidade suficiente para nutrir os animais e sem que se comprometa o vigor e a capacidade de rebrota das plantas. É importante saber que a capacidade de suporte varia de acordo com a planta forrageira, clima da região, manejo da pastagem e objetivos para o desempenho dos animais, logo, ela deve ser estabelecida com muito critério e conhecimento.

O terceiro ponto que deixo como causador da degradação das pastagens é a falta de reposição de nutrientes. A reposição de nutrientes é uma conta “simples” e de fácil entendimento: quando o animal se alimenta com a forragem ele obtém dela parte dos nutrientes necessários para produzir o leite, e a planta, que fornece forragem aos animais, retira do solo os nutrientes necessários para produzir o alimento que será pastejado. E para o solo, quem fornece os nutrientes? As adubações, que são calculadas e recomendadas a partir de análise química de terra amostrada na pastagem. Por isso, podemos dizer que as adubações de manutenção das pastagens são importantes para que essa “conta” feche e o “sistema pastagem” mantenha seus níveis de produtividade e não entre em processo de degradação.

Portanto, produtor rural, maneje sua pastagem como uma cultura e obtenha dela os bons frutos da produção de leite a pasto.


 

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

MATEUS BARCELOS

Graduando em Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

EDUARDO

RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 23/10/2017

Se possível, seria importante a demonstração de um exemplar de cálculo de ajuste da carga de pastejo no texto corrido.
MilkPoint AgriPoint