FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

"Conversa entre vacas e modelos matemáticos sobre cana e uréia": Parte II

VÁRIOS AUTORES

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 22/07/2009

2 MIN DE LEITURA

36
0
Na primeira parte deste artigo foi apresentado o que os modelos matemáticos apontam sobre o uso de uréia em dietas com cana-de-açúcar. Agora, será abordado o que as vacas têm a "dizer". Na tabela 1 encontram-se dados compilados de alguns experimentos onde a cana-de-açúcar foi utilizada como forragem exclusiva e a uréia foi incluída em diferentes níveis.

Tabela 1. Consumo de matéria seca e produção de leite corrigida para gordura de vacas alimentadas com níveis de uréia em dietas baseadas em cana-de-açúcar1

Clique na imagem para ampliá-la.

Nenhum experimento envolvido nesta compilação demonstrou redução no consumo de matéria seca com o aumento dos níveis de uréia na ração (Tabela 1), embora alguns trabalhos tenham utilizado quantidades potencialmente capazes de inibir o consumo (Van Horn et al., 1967; Chalupa, 1968; Conrad e Hibbs, 1968; Huber, 1975). A influência da uréia no consumo de rações com cana-de-açúcar pode diferir em rações com silagem de milho. No caso da silagem de milho, aumentar a dose de uréia normalmente leva à redução linear do consumo e do desempenho de vacas leiteiras de média (Oliveira et al., 2001; Silva et al., 2001) ou alta produção (Broderick e Reynal, 2009).

As rações de todos os trabalhos compilados acima continham ingredientes concentrados, além de cana-de-açúcar e uréia, não sendo possível compará-las às rações utilizadas na simulação da Parte I deste artigo. No entanto, Vilela et al. (2003) realizaram um estudo com vacas leiteiras mestiças (425 kg PV) envolvendo um tratamento com apenas cana-de-açúcar, uréia e minerais (Tabela 2). O consumo de matéria seca foi muito inferior ao assumido na simulação (5 vs 11 kg/d). Embora no mesmo patamar, a produção de leite no experimento foi superior àquela na simulação (5,8 vs 4,6 kg/d). Obviamente, esta situação não se sustentaria por muito tempo, já que houve perda de peso considerável desencadeada por balanço energético negativo, causado pelo baixo consumo. Assim como na simulação, houve melhora no desempenho com a suplementação de farelos protéicos, que pode ser explicada parcialmente pelo aumento no consumo de matéria seca (Tabela 2).

Tabela 2. Desempenho de vacas em lactação alimentadas com dietas baseadas em cana-de-açúcar + uréia.

Clique na imagem para ampliá-la.

A utilização de um farelo protéico associado à uréia parece ser um caminho mais próspero do que o uso isolado de uréia para corrigir o déficit protéico da cana-de-açúcar. Atualmente, o baixo consumo de matéria seca aparenta ser nosso maior desafio quando formulamos rações com cana-de-açúcar como forragem exclusiva.

JOÃO LUIZ PRATTI DANIEL

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

36

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 29/07/2010

Prezado Rafael,

Fornecendo cana e 1% de uréia, posso ainda usar mais uréia na formulação do concentrado usado? Parece que se houver uréia na composição do concentrado, isso induzirá a menor consumo de cana, é verdade?

Resolvi dar cana picada fresca (na realidade a ensiladeira não conseguiu cortar direito a cana, arrancando boa parte e amassando outra, desperdiçando quase a metade). Sendo assim, a adição de 1% de uréia resulta em % maior de PB na cana fresca, uma vez que não há tempo para votilização de parte da uréia? Poderia eu fornecer somente uréia e 1% de cana, sem fornecer concentrado? I.e., a dieta resultará com mais de 14% de PB? As vacas ainda pastarão um pouco para complementar. A uréia adicionada à cana é suficiente para induzir as vacas a pastarem capim seco e outros ramos?

Grato,
A Elias
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 16/07/2010

Prezado RODOLFO MATAVELI,

Vai depender muito do investimento que deseja realizar. A alimentação que o animal irá receber poderá ditar a raça mais adequada. De maneira geral a raça holandesa é mais exigente.

O caso deve ser analisado mais sistematicamente.

Atecnisoamente

Rafael Amaral
RODOLFO MATAVELI

POÇOS DE CALDAS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 15/07/2010

ESTOU INICIANDO , COMPREI A FAZENDA COM ALGUMAS CABEÇAS GIROLANDO E HOLANDESAS CRIADAS A PASTO. QUAL A MELHOR OPÇÃO DE RAÇA PARA INICIAR ?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 07/07/2010

Prezado Antônio Elias Silva,

A teor de PB chega por volta de 10-11% quando se adiciona 1% de uréia.
Se considerar esse consumo o teor da ração se eleva mais ainda. O importante na formulação é saber o estágio de lactação do animal e quanto é a sua produção.

Atenciosamente

Rafael Amaral
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/07/2010

Prezado Rafael,

Em silagem de cana com 1% de uréia, qual o percentual de PB temos na dieta?
Qto eu teria de adicionar de farelo de soja por vaca para que a dieta resulte em 14% de PB? Assuma uma vaca de PV de 500 kg. Para que a vaca consuma 15 kg de MS, ela teria de consumir cerca de 50 kg da mistura de cana e uréia e uns 3 kg de farelo de soja, não é isso (dado que a silagem tem 26% de MS)? Ela consegue consumir 50 kg de cana em peso bruto normalmente?

Grato,

A Elias
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 23/06/2010

Prezado Antônio Elias Silva,

A uréia também pode ser utilizada como aditivo para conservar a cana durante a fermentação.

Veja bem, a preocupação com o sulfato de amonia deve ser dado caso o animal receba apenas cana + uréia. Pelo o que o Sr. descreveu sobre os animais, eles devem receber também concentrado.

Caso queira inserir a mistura uréia + sulfato na ensilagem, não vejo problema do ponto de vista da fermentação da cana.

Atenciosamente

Rafael Amaral
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/06/2010

Grato, Rafael.

Att.,
Antônio Elias
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 18/06/2010

Caro Rafael e demais,

Considerei vacas com peso de 500 kg e uma produção de leite próxima a 20 litros/dia.

Então, ao adicionar uréia à cana ensilada, é desnecessário usar aditivo microbiano? E qto a usar sulfato de amônio junto com a uréia, pode-se usar essa mistura tb para o silo, sem problema de conservação? Li vários artigos que aconselham adicionar a mistura 0,1% de sulfato de amônio e 0.9% de uréia em cana picada fresca, posso fazer essa mesma mistura pro silo ou pode haver problema de fermentação com a presença do sulfato?

Grato,

Antônio Elais
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 14/06/2010

Prezado Antônio Elias Silva,

Sim, a cana deve ser ensilada quando estiver madura, momento em que apresentara por volta de 18 graus brix no colmo.

Para ensilar a cana sempre deveremos adicionar um aditivo nesta, seja ele químico ou microbiano, para controlar fermentação de leveduras que produzem etanol.

Não entendi a segunda parte da questão. As vacas pesam 500 kg? Qual é a produção de leite?

Atenciosamente

Rafael Amaral

ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 07/06/2010

Caro Rafael e demais autores,


É necessário que a cana esteja madura p/ fazer a ensilagem com uréia? Se for, como ela só amadurece mais adiante, só teria silo disponível para a metade da seca. Ia ensilar a minha e uns veterinários disseram isso. Se não estiver madura, disseram que tenho de ensilar somente adicionando aquele produto composto de bactéria. Isso se verifica?

Ainda, qual deve ser o consumo de silo de cana por vaca de 500 kg/dia? Pelos meus cálculos, tem de ser algo em torno de 50 kg/dia, pois a silagem tem somente 26% de MS, o que daria 13 kg de MS/vaca, mais uns 6 kg de concentrado, com 90% de MS, resultariam em 18,4 kg MS/dia, q é o que o estudo objeto deste artigo dos Srs sugere. É isso mesmo? Estou considerando que as vacas não estão pastando nada; estariam em confinamento.

Forte abraço,
A Elias
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 19/05/2010

Grato, Rafael.

Antônio Elias
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 17/05/2010

Prezado Antônio Elias Silva,

Sim, a adição de uréia resultará na conservação da cana-de-açúcar.
Em relação ao valor nutrtivo, ele não será semelhante ao do milho. Não devemos comparar apenas por teor de PB.

Convido-o para participar de nosso curso que está disponível aqui na Agripoint http://www.agripoint.com.br/cana-animal.


Nele existe uma abordagem bastante prática no uso de cana-de-açúcar,inclusive com a parte de formulação de ração.


Atenciosamente

Rafael Amaral
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/05/2010

Prezado Antônio Elias Silva,

A uréia funciona muito bem no controle de perdas da silagem de cana.

Geralmente, a cultura da cana requer uma máquina maior, especifica para cultura, porém já vi produtores trabalhando com plataforma de milho. Com certeza o desgaste do equipamento será maior.

Atenciosamente

Rafael Amaral
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/05/2010

Obrigado, Rafael... Então assumo que basta adicionar 1% de uréia e o silo de cana será conservado .. É isso? A qualidade do silo de cana e uréia é a mesma da silagem de milho? Cana com 1% de uréia resultam em 7% de proteína, não é isso?
A silagem de milho tem mais ou menos a mesma qde de proteína bruta, em torno de 7%. Então a qualidade dos dois se equivale? Qual é o melhor, de cana ou de milho? Acho que o da cana resulta a metade do preço, não é isso?

Grato,

Antônio Elias
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/05/2010

Grato, Rafael...

A uréia funciona tb como conservante da silagem de cana ou devo usar algum outro produto para evitar a fermentação indesejada? É a primeira vez q vou ensilar cana.. Posso ensilar usando o mesmo equipamento que uso para milho ou é diferente?

Forte abraço,

Antônio Elias
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 10/05/2010

Antônio Elias Silva,

Se há predominância de cana, o senhor pode utilizar uréia sem problemas.
A adição de 1% de uréia é conveniente, para cada 100 kg de material picado coloca-se 1 kg de uréia.

A adição pode ser feita na forma líquida, solução de 30 a 40 L/tonelada de forragem ou se preferir na forma sólida.
Se para cada tonelada será necessário 10 kg de uréia, deve-se dissolver os 10 kg de uréia em 40 litros de água.

Atenciosamente.

Rafael Amaral
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 10/05/2010

Prezado Fabio Taveira Sandim,

O problema do capim são as características que o material apresenta, o qual não é favoravel para ensilagem, ou seja, a qualidade do material após a abertura do silo é inferior.

Outro grande problema para capins tropicais é a época de corte, durante o verão, o que pode dificultar a colheita durante os períodos de chuvas.

Atenciosamente,

Rafael Amaral
ANTÔNIO ELIAS SILVA

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/04/2010

Prezados autores,

Tenho um canavial em que há mto mombaça misturado à cana 9parte não foi limpa e o capim predomina, mas o capim deve representar menos de 20% no geral), pretendo silá-lo, e assim terá uma mistura de cana e capim. A adição de 1% de uréia à mistura contendo capim não compromete a silagem? I.e., a silagem de capim convive bem com a uréia? Devo diluir a uréia e espalhá-la sobre a silagem. Qual a proporção entre água e uréia devo usar na diluição?

Grato,

Antônio Elias
FABIO TAVEIRA SANDIM

CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 29/04/2010

No Caso do capim Elefante ou mais conhecido Napie eu não teria uma silagem de melhor digestibilidade, maior proteina mesmo que produza menos por area, e ainda tem a vantagem de fazer dois ate 3 cortes ano.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 28/04/2010

Prezado osmar u. carvalho,

O uso de cana hidrolisada é um pouco questionada. Em relação ao valor nutritivo pouco se altera. Muitos produtores utilizam por eliminar abelhas. Na minha opinião, o hidrólise é desnecessária.

Em relação a formulação da ração, essa será dependente da tipo de vaca, de seu peso, nível de produção e estágio da lactação.

Atenciosamente.

Rafael Amaral
MilkPoint AgriPoint