FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Capim-Elefante: os aspectos que podem balizar a sua recomendação

POR THIAGO BERNARDES

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 19/01/2017

2 MIN DE LEITURA

44
0
No último mês nós discutimos neste espaço sobre os frequentes e históricos erros que são ditos por alguns técnicos sobre o capim-Elefante na forma fresca e ensilada. Portanto, neste artigo, a intenção é ressaltar as vantagens que esta espécie apresenta como cultura forrageira. Muitos aspectos do capim-Elefante podem ser apontados como vantajosos, mas basicamente eles estão alicerçados em 3 características:

i) Perenidade
ii) Tratos culturais simples
iii) Multifuncionalidade


O fato de ser uma cultura perene traz inúmeros benefícios ao produtor, principalmente quanto aos riscos (principalmente climáticos) que envolve o plantio. Por exemplo: as demais culturas que são comumente utilizadas como capineira (cana-de-açúcar) ou ensilada (milho, sorgo e cana-de-açúcar) são de ciclo anual ou semi-perene, ou seja, com muita frequência o produtor enfrenta riscos que podem levar a perda total ou parcial da lavoura. 

Com o capim-Elefante isso não ocorre, pois, uma vez implantado terá uma vida útil de décadas. Por exemplo: no fórum relacionado ao último artigo, um leitor me questionou sobre espécies forrageiras que poderiam compor o plano alimentar dos animais em áreas declivosas. Eu respondi a ele que uma das opções seria o capim-Elefante, pois devido a perenidade não haveria uma movimentação de solo em locais que são propensos à erosão.

Quanto aos tratos culturais, o capim-Elefante não é atacado (ou pouco atacado) por importantes pragas e doenças. As culturas citadas anteriormente passaram um processo de melhoramento genético mais intenso e, desse modo perderam, em parte, a ‘rusticidade’ quando o assunto é sanidade. São raros os casos que uma área de capim-Elefante recebe agrotóxicos por algum problema sanitário e, este fato, tem uma enorme vantagem dentro da fazenda. Somado a isso, o plano de fertilização em áreas de capim-Elefante é considerado mais simples em termos de épocas adequadas para a aplicação de adubos. Em resumo, o capim-Elefante pode ser considerado uma cultura agronomicamente menos complexa.

A multifuncionalidade representa a capacidade que a cultura tem de se comportar como capineira (forragem fresca), para a produção de silagem ou pasto. Essa flexibilidade em termos de uso pode ser muito vantajosa em determinadas propriedades (ou para a maioria delas). Vários produtores utilizam forragem da capineira para produzir silagem na época do verão devido ao intenso crescimento das plantas nessa época. Em casos extremos uma capineira pode até servir como pasto ou vice-versa.

Outras vantagens do capim-Elefante também podem ser posicionadas, mas com menor importância, principalmente quando comparado com a cana-de-açúcar como capineira, as quais são:

a) Em caso de colheita mecânica, a máquina que colhe milho e sorgo também serve para o capim e não serviria para a cana e;
b) O capim-Elefante tem baixíssimo risco de fogo (acidental ou criminoso), o que não ocorre com a cana.


Por fim, gostaria de ressaltar que cada cultura tem pontos positivos e negativos, ou seja, não há uma espécie perfeita. Há aquela que se adéqua melhor as características da tua propriedade em termos de mão de obra, infraestrutura, manejo e características nutricionais. O que não podemos dizer é que o capim-Elefante deve ser preferido pelo fato de proporcionar silagem de baixo custo e maior concentração de proteína que as outras opções forrageiras, como foi e tem sido divulgado.

Confira ou outros destaques do dia clicando aqui! 

 

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

44

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 10/10/2017



A SILAGEM DE CAPIM ELEFANTE  CUSTA R$ 134,00 A TONELADA DE MS--

SILAGEM DE CAPIM ELEFANTE CUPIAÇU--EMBRAPA

E UM BAIXO CUSTO--



BEM INFERIOR DA SILAGEM DE MILHO  



POREM COM NDT  INFERIOR--50 A 55%--


LUIZ RENATO FRAGA PAES

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 08/02/2017

Dr Thiago .

Como produtor de leite e técnico morando numa região com baixa disponibilidade de áreas planas para se fazer volume de silagem de qualidade , alta incidência de deficit hidrico  o capim Napier bem manejado (em corte , irrigado e adubado) tem sido a melhor opção em risco e custo . O custo final da dieta não é muito menor pois tenho que usar mais concentrado em relação a um volumoso mais rico . Mais nenhuma planta me dá a lotação por hectare que o Napier em suas várias variedades me dá .

Ele é imbatível em leite por hectare nas caracteristicas  que tenho .

Parabéns , mas muito parabéns pelo artigo
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 01/02/2017

Caro Gilberto,



Recomendo que você contrate um técnico de sua região, o qual possa analisar condições de clima, solo, infraestrutura e etc para iniciar a atividade pecuária, bem como o pastejo dos animais. Esta é uma tarefa muito complexa e impossível de se fazer a distância como estou.



Att,



Thiago Bernardes
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 01/02/2017

Prezados da Fazenda Estrela do Sul,



Infelizmente eu não tenho conhecimentos sobre a forrageira Kurumin. A minha área de atuação aborda capineiras e ensilagem.



Att,



Thiago Bernardes  
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/02/2017

O uso de inoculante atua somente na fermentação ?



A  perca de ms no  SILO   pelos  efluentes sempre vai ocorrer ? QUAL A PORCENTAGEM ACEITAVEL? 



EXEMPLO-- COLOCA-SE-- 150 TONELADAS DE SILAGEM-- RETIRA-SE QUANTO AO DECORRER DO TRATO--.
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 01/02/2017

Caro Parcifal,



A concentração de matéria seca será próxima de 20% quando as plantas são cortadas nesta altura. É inerente a forrageira a característica de ter alta umidade. Não temos como controlar este fator por meio do manejo, então temos que conviver.

Uma das soluções (ou única) é a adição de produtos que possam absorver a umidade, tal como a polpa cítrica. Ou outros subprodutos que estão disponíveis na tua região.



Att,



Thiago Bernardes
ANTONIO GILBERTO

VINHEDO - SÃO PAULO

EM 31/01/2017

prezado prof Thiago

pretendo iniciar uma peq prod de leite.

qual a capacidade UA sob pastejo rotacionado por ha?

parabens pelo seu trabalho, tem sido para mim muito instrutivo

att

Gilberto
FAZENDA ESTRELA DO SUL - NOVA MÓDICA - MG

NOVA MÓDICA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/01/2017

Prezado Thiago, parabéns pelo excelente artigo. Qual é a melhor opção para pastejo rotacionado na região leste de Minas, Capim elefante pioneiro ou Kurumin?
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/01/2017

A porcentagem de ms na hora do corte tem que ser de quanto ?

mais do que  20 % pelo menos--não é ?



BAIXA MATÉRIA SECA A SILAGEM NÃO FICA  BOA. ,TEM GRANDES PERDAS  

MESMO COM O USO DE INOCULANTES ....ESTOU CERTO OU NÃO?



OBRIGADO----
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 30/01/2017

Caro Parcifal,



Faça silagem das plantas de capim-Elefante no verão e quando as mesmas apresentarem altura entre 1,8 a 2 m de altura. Não use dias fixos como critério de intervalo entre cortes. Esta é uma recomendação antiga e errônea.

Neste estágio, as silagens obtidas terão em torno de 68% de FDN e 60% de NDT.



Att,



Thiago Bernardes
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/01/2017

Qual é a melhor epoca para fazer a silagem de capim elefante  ,   em torno de 90 dias ?

Qual o ndt   e fdn da silagem ?

teor de ms ?



tenho propriedade pequena , estou querendo fazer um pequena área para silagem de capim elefante --..


THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 27/01/2017

Caro Aparecido,



Sim, a cultivar Roxo também pode ser utilizada como a Cameroom.



Att,



Thiago Bernardes
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 27/01/2017

Caro Luiz,



O produtor é quem define que tipo de utilização dará a sua forrageira (silagem, capineira, pasto), pois a logística de produção e a mão-de-obra são importantes itens nesse contexto. Obviamente, haverá mudanças em termos de valor nutritivo para os diferentes fins, mas isso é uma questão de ajuste quando a forragem for fornecida.



Att,



Thiago Bernardes  
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 27/01/2017

Caro Elder,



O capim-Elefante sob condições de capineira e os cortes ocorrendo com 1,8 m de altura de dossel a concentração de proteína bruta é próxima de 10%.

Quanto ao sombreamento, ele não se adapta.



Att,



Thiago Bernardes
ELIZALDO C. CABRAL

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/01/2017

Meu Deus...!!!  

Quanta riqueza em sabedoria! Quanto tenho aprendido com tudo isso, embora ainda com poucos participantes, pois temos uma grande oportunidade de aprender, tanto com a sapiência do Professor Thiago quanto com os comentários, dúvidas, perguntas e críticas dos participantes.

* - Professor Thiago, parabéns pelos ensinamentos, respostas às dúvidas e comentários esclarecedores sobre o Capim Elefante. Muitas vezes, as colocações de quem tem dúvidas são exatamente daqueles pequenos produtores que não tiveram oportunidade de  aprender a forma correta de explorar essa formidável cultura.

* - Pedro Silvestre, parabéns pelas suas colocações... não é crítica a você... pois elas realçam ou retratam exatamente a nossa maneira e costume, até aqui, de enxergar e tratar a cultura do Capim Elefante. Confesso, essa era minha visão, também, assim como, acredito, daqueles que há tempos vinham explorando, de maneira inadequada, o plantio do capim.

Vou acompanhar, doravante, os comentários desse fórum.

Agradeço a oportunidade.
IVAN BARSI SANTOS

CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/01/2017

Gostaria de informação e experiências sobre controle quimico em braquiaria nas áreas de capim elefante. Algum herbicida pós emergente que tenha "certa" seletividade.
APARECIDO DA SILVA MAIOLI

SANTA ALBERTINA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/01/2017

O capim rocho tem as mesmas qualidades do verde pode ser usado também como pastagem e o cameron que me diz.
PEDRO SILVESTRE DE LIMA

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 24/01/2017

Thiago,



Eu entendi os aspectos, e não mudo meu ponto de vista. Li sim a matéria anterior e achei excelente, vem na contramão do que muita gente vem dizendo sobre este capim. A minha reação é devida experiência vivida com o capim. E sim, existem experimentos que mostram o que afirmo. Respeito muito o senhor e suas matérias, mas esta em específica achei um pouco infeliz, o que é meu direito.



Quanto aos resultados científicos, os resultados são excelentes, porém o seu manejo é difícil. Veja em CAPIM ELEFANTE SOB PASTEJO II. FATORES QUE AFETAM AS PERDAS E UTILIZAÇÃO DE MATÉRIA SECA (AMARO HILLESHEIM e MOACYR CORSI).



Desculpe mas eu sei sobre o que se direciona o fórum, e se o senhor cita os vários usos do capim, também abre espaço para estas discussões. Mas é só a minha opinião, o que acredito.



Att,



Pedro Silvestre




THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 23/01/2017

Caro Pedro,



Desculpe, mas eu penso que você não entendeu os vários aspectos que envolvem a publicação dessa matéria.

Primeiro, eu escrevo neste fórum há 14 anos, portanto sei bem o que posso e o que não posso escrever em termos técnicos e de informações que envolvem o perfil dos leitores. Fique tranquilo que eu também sei as palavras que posso usar.

Segundo, este fórum se refere à Conservação de Forragens e não ao manejo do pastejo.

Terceiro, leia o artigo do mês anterior que você verá os aspectos negativos que o capim-Elefante pode ter, ou seja, eu apontei também as desvantagens que esta espécie forrageira possui. Somado a isso, leia novamente o último parágrafo deste texto onde menciono a importância de sempre posicionarmos os pontos relevantes e não relevantes de cada cultura.

Me mostre resultados consistentes (publicados em jornais científicos ou que seja fruto de testes sérios) que contrariam o que eu escrevi aqui e venho escrevendo ao longo deste tempo que eu retiro as minhas palavras colocadas até então. Sempre apoiei a classe produtora escrevendo textos que tenham linguagem clara, objetiva e com dados concretos frutos de experimentos que testam o que os produtores precisam saber na prática.



Att,



Thiago Bernardes
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/01/2017

bom dia--



como consigo mudas dessa variedade nova da embrapa  -- cupiaçu

tem alta produção por área--
MilkPoint AgriPoint