FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Polpa cítrica: qual a qualidade nutricional do co-produto que utilizo na minha propriedade?

POR DANIEL MONTANHER POLIZEL

E LETÍCIA CAROLINA BORTOLANZA SOARES

ESALQLAB

EM 23/07/2020

2 MIN DE LEITURA

9
8

O Brasil é o maior produtor de laranja do mundo e gera, anualmente, cerca de dez milhões de toneladas de resíduos. O bagaço resultante da prensagem da laranja é composto por casca, sementes e polpa, podendo esse resíduo ser destinado a um processo de secagem e posteriormente peletização. A polpa cítrica resultante desse processo é um coproduto muito utilizado na nutrição de ruminantes, possuindo aproximadamente 87% da energia do milho.

De acordo com a literatura, a polpa cítrica peletizada contém um teor de matéria seca próximo a 89%, e teores de 7% de proteína bruta (PB), 24% de fibra em detergente neutro (FDN) e 77% de nutrientes totais (NDT). Além disso, apresenta elevado teor de cálcio, mineral muito importante para a alimentação de vacas leiteiras.

Entre as vantagens da utilização deste coproduto na dieta de bovinos, tem-se:

  • Elevado teor de carboidratos solúveis;
  • Boa aceitabilidade;
  • Alta digestibilidade;
  • Facilidade de manipulação e estocagem;
  • Presença de pectina, que apresenta contribuição para fermentação acética, diminuindo a propensão a acidose ruminal;
  • Período de safra da laranja coincide com a entressafra de grãos, que geralmente ocorre entre os meses de maio e janeiro, resultando em disponibilidade em momento estratégico.

Devido a essas características, a polpa cítrica se tornou um importante ingrediente utilizada na formulação de dietas para ruminantes e nos últimos três anos foi um dos principais co-produtos da agroindústria analisado pela EsalqLab. Assim como acontece com muitos co-produtos, existem fatores que afetam a composição bromatológica da polpa cítrica. Apesar do banco de dados gerado pelo nosso laboratório mostrar que os valores médios são muito próximos aos existentes na literatura, o que nos chama a atenção é que, apesar dessa proximidade, existe grande variação nos resultados entre as amostras. Isso demonstra que alguns fatores como momento da compra, conservação do produto, lote e método de produção pode afetar a composição da polpa cítrica.

Os dados apresentados na Tabela 1 demonstram uma variação considerável nos resultados das análises de PB, FDN, FDA e principalmente no extrato etéreo (Tabela 1), o que pode afetar diretamente a formulação das dietas. O não monitoramento dessa variação da composição do coproduto, assim como a não atualização das dietas, pode resultar em perdas produtivas e comprometimento da viabilidade financeira do sistema.

Tabela 1. Valores médios, máximos, mínimos e coeficiente de variação observado para a composição química de polpa cítrica peletizada.

polpa citrica para ruminantes

Na Tabela 2 são apresentados os resultados das análises dentro de cada ano (2017 a 2019). É possível notar que os valores médios ao longo dos últimos três anos foram similares e isso conota que os as variações nos resultados apresentados na Tabela 1 estão mais associados a fatores como, por exemplo, processo de fabricação, lote, estocagem, do que o ano de produção.

Tabela 2.  Composição de polpa cítrica peletizada durante os últimos três anos de análises na EsalqLab.

polpa citrica para ruminantes

Sabendo dessa variação existente na composição bromatológica da polpa cítrica, é importante o monitoramento constante da qualidade desse coproduto para que as dietas sejam ajustadas sempre que necessário, propiciando o aporte nutricional adequado para os animais. E você, já analisou a polpa cítrica utilizada na sua fazenda?

DANIEL MONTANHER POLIZEL

LETÍCIA CAROLINA BORTOLANZA SOARES

9

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PAULO FERNANDO ANDRADE CORREA DA SILVA

VALENÇA - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/07/2020

Somadas as variações bromatológicas com o preco atual melhor não usar.
Estamos com um sistema tão bom , sem a polpa, que talvez não use nunca mais.
A facilidade de formação de fungos e outra seria deficiência da polpa cítrica.
CLÓVIS RIBEIRO GUIMARÃES

PAPAGAIOS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 24/07/2020

Bom dia.
Os dados de NDT apresentados na tabela 2 (EsalqLab), estão expressos na matéria seca?
DANIEL MONTANHER POLIZEL

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 24/07/2020

Olá Clóvis, bom dia!! Sim, esses valores são com base na matéria seca.
JULIANO CORREA

AJURICABA - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/07/2020

Aqui na fazenda, a Polpa Cítrica está chegando a 1,34. Neste preço ainda se torna viável sua utilização?
DANIEL MONTANHER POLIZEL

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 24/07/2020

Olá Juliano, bom dia. Acredito que nesse valor fique um pouco difícil a utilização da polpa. Entretanto, essa resposta será dependente do valor do ingrediente que a polpa irá substituir.
MARTINHO MELLO DE OLIVEIRA

PARANAÍBA - MATO GROSSO DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/07/2020

Parabéns pela matéria, excelente e abrangente!
Podiam fazer outra sobre casquinha de soja, que na região tem mais disponibilidade.
Por ora agradecido!
DANIEL MONTANHER POLIZEL

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 23/07/2020

Olá Martinho. Boa tarde! Estamos fazendo um levantamento dos principais coprodutos utilizados na nutrição de ruminantes. Em breve teremos o levantamento sobre a casquinha de soja!!
EM RESPOSTA A DANIEL MONTANHER POLIZEL
MARTINHO MELLO DE OLIVEIRA

PARANAÍBA - MATO GROSSO DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/07/2020

Mais uma vez obrigado por contribuirem para baixar o custo da pecuária leiteira nacional! Parebéns pelo trabalho!
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 23/07/2020

O concentrado mais utilizado como volumoso....