ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Novos probióticos no mercado de leites fermentados: agora é a vez das leveduras?

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

EM 16/03/2015

2 MIN DE LEITURA

11
0
O público em geral simpatiza muito com o termo lactobacilos e o associa à saúde, segurança e bem-estar. E é verdade! "Lactobacilos vivos" podem fazer muito por nós, especialmente se forem probióticos! E faz algum tempo que temos alguns destes aliados de nossa saúde disponíveis em iogurtes e leites fermentados. Que bom!

Para relembrar o conceito, probióticos são microrganismos vivos que consumidos regularmente e em quantidades adequadas promovem saúde. Quando dizemos “microrganismos” não estamos nos referindo apenas à bactérias, visto que também existem determinadas leveduras que podem também apresentar atividade probiótica. Um exemplo comum no nosso dia-a-dia é o consumo de Saccharomyces bourlardii na forma de medicamento regulador da “flora intestinal” durante períodos de diarreia. Funciona! É uma forma natural de reequilibrar a “flora” (ou microbiota) após, por exemplo, uso prolongado de antibióticos que pode resultar na desagradável diarreia, como já havia comentado. E ninguém teve ideia de fazer um leite fermentado com essa levedura? Sim. Algumas tentativas foram feitas por determinado grupos, mas as características sensoriais dos produtos deixavam a desejar. Então a administração desta foi mantida apenas na forma de medicamento.

Outra Saccharomyces conhecida nossa de longa data é a Saccharomyces cereviseae, operária indispensável para fermentação do pão, vinho e cerveja! Mas essa, até onde sabemos, apresenta apenas papel tecnológico e não funcional. Ou seja, nem toda levedura é probiótica!

A grande novidade é que deverá chegar brevemente ao mercado brasileiro um leite fermentado contendo a levedura probiótica Kluyveromyces marxianus. A cepa isolada demostrou resistência ao processo de digestão devido aos constituintes de sua parede celular. Assim sendo, a levedura é capaz de chegar ao cólon viva e ativa. Uma vantagem sobre as bactérias probióticas é justamente o fato de ser uma levedura, o que garante sua resistência contra antibióticos empregados no combate de bactérias. A quebra da lactose (fundamental para leites fermentados) também é garantida por apresentar alta produção da enzima lactase. E segundo os fabricantes, ela apresenta diversas atividades promotoras de saúde.

Você deve estar se perguntando: de onde saiu essa levedura? Será que já consumi algum produto que a contenha? Caso já tenha experimentado kefir, a resposta é sim, é de lá que nós a conhecemos.

Agora só falta saber sobre o sabor do produto, já que como eu já havia mencionado tentativas prévias de usar outra levedura probiótica para fazer leites fermentados fracassaram pela questão sensorial. Também estou curiosa! Tomara que chegue logo ao mercado nacional, já que em outros países o produto já chegou e está agradando os consumidores.

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

Docente da Faculdade de Ciências Aplicadas-FCA/UNICAMP. Graduação em Nutrição (UFPEL), Mestrado em Ciência e Tecnologia Agroindustrial (FAEM/UFPEL), Doutorado em Alimentos e Nutrição (FEA/UNICAMP), Pós Doutorado no TECNOLAT/ITAL.

11

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 23/02/2016

Olá Marília



As últimas informações que tenho é que uma empresa que deseja comercializar produto contendo a levedura probiótica entraria com pedido de registro na ANVISA.

Outro ponto é que a própria ANVISA deverá em algum momento atualizar a legislação referente aos probióticos.

Pode ser que a lista de microrganismos probióticos deixe de existir, visto que não necessariamente todas as cepas de determinadas espécies podem ser reconhecidamente probióticas, até que se prove individualmente...



Cordialmente



Adriane
MARILIA WERNECK

CURITIBA - PARANÁ

EM 23/02/2016

olá Adriane,

Gostaria de saber se houve alguma atualização sobre o registro dessa levedura no Brasil, pois a mesma não se encontra no rol de leveduras permitidas pela ANVISA.

Abraço
ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 10/02/2016

Olá Sr. Dilton



Sim, pode congelar iogurte, tanto que existe iogurte frozen. Algumas bactérias láticas sobrevivem bem ao congelamento.

Cordialmente



Adriane
DILTON RUAS ALVES

VENDA NOVA DO IMIGRANTE - ESPÍRITO SANTO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 02/02/2016

Adriane, preciso entender melhor qual a qualidade do IOGURTE sem aditivos químicos congelado.... Pode congelar IOGURTE ? Não esse de mercado... Falo do verdadeiro IOGURTE - ... Existe mortandade de bactérias? Algo de literatura pra que eu possa entender mais?
ANTONIO MUNIZ FILHO

ROLIM DE MOURA - RONDÔNIA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 26/03/2015

MUITO BOM
ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 24/03/2015

Hi Ana!



Thanks for the message! I hope we can briefly find this new product in the Brazilian market!



Regards



Adriane Antunes
ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 24/03/2015

Olá Paola



Agradeço pelas informações adicionais.



Espero ver o produto logo no Brasil.



Cordialmente



Adriane Antunes
ANA BACKOVIC

EM 23/03/2015

WHAT A GREAT THING YOU ARE DOING IN BRASIL!! THIS IS EXACTLY WHAT THE DANA DAIRY COMPANY IS CURRENTLY DOING IN SERBIA!! Dana Dairy is a part of Sava Kovacevic AD, a leading agricultural company in the Republic of Serbia. Dana is currently finishing the final preparatory phase for lunching the new product based on the same Probiotic Yeast strain,  Kluyveromyces marxianus B0399. As a scientific consultant of Sava Kovacevic, I have to express great excitement because Serbia is going to produce a product of the same value in terms of health benefits as the Italian EUFYR!! This yeast strain is the only yeast strain we could find, proved to have unique combination of beneficial probiotic and metabolic properties that allows it to be an extra value to already valuable fermented milk products! I am glad to see that the same value is recognized in Brazil! Kluyveromtces marxianus is conquering the world!! :)
PAOLA LOVROVICH

INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 23/03/2015

Obrigada pelo seu interesse  Professora Adriane Antunes,



Sou Paola Lovrovich bióloga da empresa que produz a levedura Láctica Probiótico Kluyveromyces marxianus fragilis Turval B0399, somos gratos pelo seu interesse no nosso produto.



Poderia também interessar-lhe saber que já faz anos que a nossa levedura está produzindo excelentes resultados também como suplemento alimentar para os animais, muitas pesquisas são publicadas no nosso site para várias espécies de animais (vacas, porcos, cavalos, frangos, cachorros, camelos, etc.) http://www.turval.com/research

Um exemplo importante é a capacidade da nossa levedura probiótica láctica de aumentar a produção de leite de vacas, melhorando a sua qualidade. E por esta razão nós estaremos presentes também na feira VITAFOOD em São Paulo nestes dias.



Para  futuros desenvolvimentos no país e para mais informações pode  sempre consultar o nosso representante para  o Brasil Tiziano Franco.



Estamos também felizes em informar que o nosso produto já é um sucesso nos EUA, Canadá e Europa Oriental.



Cordialmente

Paola Lovrovich
ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

LIMEIRA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 17/03/2015

Olá Sr. Tiziano!



Agradeço por complementar a matéria com mais informações.

Como consumidora, apreciadora e pesquisadora estou muito interessada em conhecer o novo produto.

Sucesso nas vendas!



Cordialmente



Adriane Antunes
TIZIANO FRANCO

INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 17/03/2015

Ótimo artigo! Eu moro no Brasil, mas sendo italiano cada ano viajo para a Itália. Em janeiro 2014 fazendo compras na Coop (maior varejista italiano) encontrei uma promoção sobre o iogurte Eufyr. Sabendo dos efeitos benéficos dos probióticos comprei algumas confecções (tem dois potes cada). Gostei do sabor e me fez bem.



Examinando com atenção o rotulo eu vi que o produtor da levedura láctea probiótica era a empresa Turval com sede perto da minha casa na Itália. Eu, com 60 anos, estou sempre interessado em produtos focados no bem estar. Fui à empresa com interesse sobre os benefícios do produto e sai de lá como representante  para o Brasil. Me explicaram muitas coisas. A principal foi que nem todas as leveduras Kluyveromyces marxianus são iguais. A levedura láctea probiótica que foi adicionada no iogurte Eufyr é o Kluyveromyces marxianus fragilis Turval B0399.



Depois alguns meses este iogurte fez ganhar a Coop o prestigioso premio européio "Saúde ao Excellence Awards" conferido pela Plma de Amsterdã.



Agora os professores da UFC e UECE de Fortaleza estão cuidando da documentação exigida pela ANVISA. A previsão é que antes do final do ano se poderá encontrar no mercado brasileiro um iogurte ou leite fermentado com este probiótico. E com certeza o sucesso obtido na Europa será repetido por aqui.
MilkPoint AgriPoint