ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Como lidar com a mastite nos tempos de hoje - não de voltas no tratamento

MSD SAÚDE ANIMAL - MAXI-LEITE

EM 02/03/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

A mastite é uma inflamação da glândula mamária. Isto pode ser devido a traumas, lesões ou mesmo e, mais frequente, infecções por microrganismos. Entretanto, sempre que falamos sobre mastite, devemos reforçar a importância do Gerenciamento da mesma. Além disto, devemos pensar nos mais diversos fatores que podem estar levando a ocorrência desta enfermidade na fazenda.

A muitos produtores tem conhecimento que é a mastite é uma enfermidade multifatorial e que causa enormes prejuízos a atividade leiteira. Além disto, reconhecer os gargalos e quais as atitudes que devem ser tomadas frente a um caso de mastite ou a um desafio de rebanho é fundamental.

Neste cenário a antibioticoterapia continua tendo papel importante no controle da mastite. Na maioria das vezes, um conjunto de medidas precisam ser tomadas. Porém em muitos casos ela acaba sendo uma das ferramentas para eliminar as infeções existentes individualmente ou até mesmo como estratégia para o rebanho.

Quando a decisão de tratar for tomada devemos levar em consideração a melhor opção de tratamento. Afinal, queremos ver a melhora do animal com o rápido retorno à produção. Para isto, é fundamental que este antibiótico seja eficiente para eliminar o agente que está causando a mastite.

Assim, todo produtor deseja ter um medicamento que lhe proporcione: alta e eficiente cura, retorno o mais breve a produção normal além de tranquilidade de que a Mastite não irá voltar. Logo o MASTIJET FORTE é uma excelente opção, pois sua combinação de antibióticos tem alta eficácia na cura clínica e microbiológica, ou seja mata os mais diversos microrganismos. E não é só isto, pois ele possui antinflamatória que promove o alívio da dor e melhora a resposta do animal, reforçando assim o desejo do produtor: cura e melhora do animal de foram eficiente, rápida e definitiva.

Logo, o uso do MASTIJET FORTE que consegue já de “cara” curar a vaca é a melhor opção. Com isto é possível diminuir os gastos com medicamentos e a perda de receita por queda de produção de leite.

Além disto, está associado aos mais modernos conceitos de uso racional de antibióticos, pois cura a vaca e evita a necessidade de utilização de muitos antibióticos tendo sua eficácia comprovada em diversos estudos.

Em avaliações técnicas feitas pelo Professor Marcos Veiga da USP, em 31 fazendas de Minas Gerais e Paraná foi observado que o MASTIJET FORTE proporcionou 85% de cura microbiológica.

A MSD Saúde Animal possui em seu portifólio ferramentas de prevenção e tratamento para as mastites, além de uma equipe preparada para ajudar os produtores e médicos veterinários nos desafios diários que a mastite nos impõe.

Quer saber mais? Entre em contato pelo box abaixo:

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint