ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Dália Alimentos e DeLaval inauguram primeiro projeto associativo de produção leiteira com ordenha robotizada da América Latina

POR DELAVAL

DELAVAL - PRODUÇÃO DE LEITE EFICIENTE

EM 14/12/2015

5 MIN DE LEITURA

6
0
Uma nova era na atividade leiteira, em que equipamentos de alta eficiência desempenham a função do homem na realização da ordenha, já é realidade na Dália Alimentos. Na última quinta-feira, dia 10 de dezembro, a cooperativa inaugurou um projeto único na América Latina onde robôs são os responsáveis pela ordenha dos animais.

Pioneiro e inovador em sua concepção, o projeto associativo possui 16 produtores de leite associados. O projeto inaugurado está localizado na comunidade de Linha Tigrinho Baixo, em uma área com 13 hectares no município de Nova Bréscia. Outros três encontram-se em fase de construção nos municípios de Roca Sales, Arroio do Meio e Candelária.

Durante a inauguração, os olhares do público – mesclado entre delegados, suplentes, conselheiros, direção, comunidade local, regional e estadual, lideranças e autoridades, associados e familiares – estiveram voltados para as instalações do empreendimento. O pavilhão central, dividido em pista de alimentação, área de camas e sala de espera, tem capacidade para 262 animais. No momento encontram-se alojados 115 animais em lactação e 66 vacas secas e novilhas. A produção atual é de 2,5 mil litros, com estimativa de atingir 6,5 mil litros em sua capacidade máxima.

Totalmente automatizado, o projeto opera com três ordenhas robotizadas DeLaval, os quais realizam a ordenha das vacas 24 horas por dia, sete dias por semana. Portões, que são abertos conforme diagnóstico de um chip acoplado em cada animal, determinam a direção de cada vaca. Desta forma, elas sabem o momento exato de ordenhar ou se alimentar.

Pioneirismo elogiado

A alta tecnologia empregada no projeto e o pioneirismo da Dália Alimentos no investimento milionário pautou o discurso das autoridades presentes na cerimônia de inauguração. O presidente Executivo da Dália Alimentos, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, destacou o surgimento da ideia, que foi amadurecida após viagem à região da Galícia, na Espanha, modelo mundial na produção leiteira. “Esse projeto foi um sonho que se tornou realidade com a união de muitos esforços. É um modelo que serve de solução para a inviabilidade de pequenas propriedades.”
O produtor associado e presidente do condomínio, Admir Lorenzon, falou em nome dos 16 condôminos associados enaltecendo que se trata de um projeto público-privado que quebrou paradigmas num momento em que o país encontra-se centrado em uma grande crise. “Estamos sonhando, realizando e fazendo história.” O representante da DeLaval, Márcio Gato, frisou o cunho familiar da empresa sueca DeLaval e disse que a Dália apresentou à comunidade “a nova era do leite.”

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, frisou o espírito de trabalho, de fé e de cooperação de todos os envolvidos no projeto e salientou que a tecnologia implantada permitirá que os produtores otimizem tempo e minimizem a mão-de-obra. “O momento de hoje é uma revolução. Parabéns à Dália por essa atitude e por mais uma vez alavancar o pioneirismo dentro do sistema cooperativo.” O coordenador regional de Agricultura, José Luiz Cenci, representando o secretário Estadual de Agricultura, Ernani Polo, definiu o projeto como “uma experiência corajosa e audaciosa que inova, quebra paradigmas e serve de exemplo para as demais empresas e produtores de todo o Brasil.”

O prefeito de Nova Bréscia, Gilnei Agostini, ressaltou o orgulho do município em sediar um projeto definido como “obra magnífica.” Frisou o respaldo que a Dália Alimentos possui e o espírito audacioso e ousado em realizar investimentos de alta ordem financeira em momentos de crise. “Com certeza a junção de esforços faz a força. Sejamos nós, da Administração Municipal e do Legislativo, sejam vocês, da cooperativa, ou dos produtores. É com o trabalho conjunto que os sonhos se transformam em projetos e estes em realidade.”

O secretário Estadual de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, lembrou quando acompanhou a viagem à Galícia junto à comitiva da Dália. “Desde aquele momento percebemos o quanto essa cooperativa tinha interesse em inovar. Vocês foram ágeis e com os pés no chão.” Fez alusão ao cooperativismo dizendo que quando há a junção de esforços tudo se torna viável. “A Dália é um exemplo de que tudo é possível quando existe cooperação. Vida longa à Dália e ao cooperativismo.”

O presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, recordou meados de 2013, quando um grupo esteve no local onde hoje é o condomínio, formalizando o início dos trabalhos através de um aperto de mão. “Naquele dia tínhamos consciência de que seria o início de um grande projeto, com alta tecnologia e união de esforços. É a Dália Alimentos, mais uma vez, sendo protagonista no que se refere à melhoria da qualidade de vida de seus associados.”
Para encerrar, houve o descerramento da placa alusiva à inauguração e um tour pelas instalações do condomínio.

Saiba mais

Os condomínios associativos surgiram da necessidade de buscar soluções para alterar o atual cenário do sistema produtivo tradicional de leite nas pequenas propriedades agrícolas. Os associados da Dália Alimentos, em sua maioria, são produtores com escassa mão-de-mão, com pequenas propriedades, escala de produção mediana/baixa, com pouca expectativa.

Tal realidade levou a cooperativa a buscar alternativas viáveis, sendo que a solução encontrada foi reunir esses produtores com base no conceito do cooperativismo, em um empreendimento associativo, permitindo a diluição dos custos de produção, para aumento da produtividade e, por extensão, de sua renda.

Com isso, o leite do grupo será produzido em um único local, o que garantirá preço maior e melhor qualidade. Todos os recursos serão otimizados, assim como os equipamentos, a mão-de-obra e o tempo investido. Os animais receberão assistência técnica intensiva, alimento balanceado e regular, o que resultará em produtividade e eficiência.

A infraestrutura, a tecnologia e a administração técnica são responsabilidades da Dália Alimentos; os produtores são associados do empreendimento e responsáveis pela alimentação das vacas, formando suas cotas de acordo com o valor dos animais que alojarão no condomínio.

Em quatro anos a Dália projeta que essa unidade atingirá a média de 30 litros de leite vaca/dia, o que dará o montante de 9.150 litros por lactação/vaca, faixa dos maiores produtores de leite do mundo. Com essa cifra, o crescimento de receita de cada município com arrecadação de impostos poderá aumentar em cerca de 168%.


Descerramento da placa alusiva à inauguração


Dália Alimentos, lideranças, autoridades e produtores que fazem parte do condomínio


Vacas são ordenhadas em robô. Investimento em cada empreendimento foi de R$ 5 milhões

Fotos: Carina Marques

Para saber mais entre em contato pelo box abaixo:

6

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RAIMUNDO SAUER

UNAÍ - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 17/12/2015

Boa tarde, gostaria de parabenizar os produtores pela decisão de se juntarem a este projeto. O progresso destas famílias esta garantido.
DELAVAL

JAGUARIÚNA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 17/12/2015

Olá Aquiraz, obrigado pelo comentário! Sim, é possível realizar a visita. Entre em contato conosco para conversarmos a respeito: comunicacao@delaval.com . Um abraço, Equipe DeLaval
DELAVAL

JAGUARIÚNA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 17/12/2015

Olá Genécio, agradecemos a mensagem e a sugestão enviada. Podemos conversar mais a respeito dos pontos mencionados. Por favor, nos envie um email com seu contato para comunicacao@delaval.com . Um abraço, Equipe DeLaval
RAPHAEL F. JALLES

AQUIRAZ - CEARÁ - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 16/12/2015

Parabéns pela grandiosidade e o desafio que um empreendimento deste modo exige.

Gostaríamos de saber se existe condições dos produtores do Ceará fazer uma visita as instalações deste empreendimento.

Podemos tentar montar uma AÇÃO do SEBRAE para esta visita.   
HELDER DE ARRUDA CÓRDOVA

CASTRO - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 15/12/2015

Parabéns a Dália e a DeLaval por esse empreendimento. Sem dúvida a ordenha robótica é divisor de águas na pecuária leiteira do país.
GENECIO FEUSER

PARANAVAÍ - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 14/12/2015

Parabéns, belo projeto, estas reportagens poderiam trazer a perspectiva do  faturamento, lucro, retorno do capital investido e um  comparativo com outras atividades,  tipo: a) do agronegócio, b) atividade industrial e c) mercado financeiro, aí teríamos uma clara visão do negócio.



Obrigado.

Genécio Feuser
MilkPoint AgriPoint