ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

O estresse por calor afeta o desenvolvimento do bezerro?

POR FERNANDA GATTI DE OLIVEIRA NASCIMENTO

E MARA REGINA BUENO DE MATTOS NASCIMENTO

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/12/2016

3 MIN DE LEITURA

0
1
Muitas pesquisas já foram desenvolvidas apresentando os efeitos deletérios por calor nas vacas em lactação, contudo, temperaturas elevadas também podem prejudicar as demais categorias, causando prejuízos importantes ao produtor. Sabe-se que os animais têm habilidade de se ajustarem a adversidades climáticas (ROY; COLLIER, 2012), entretanto, condições meteorológicas extremas não podem ser compensadas pelos mecanismos termorregulatórios dos animais, resultando em alterações fisiológicas que levarão a perdas futuras.

O animal estará em equilíbrio térmico quando a produção de calor metabólico e da atividade muscular forem eliminados para o ambiente (IUPS, 2001) pelas formas sensíveis (condução, convecção e radiação) e latentes (respiração, perspiração e sudação) com um gasto mínimo de energia, e dessa forma o bezerro conseguirá direcionar essa energia para seu crescimento e produção. No entanto, a radiação solar e o aumento da umidade relativa do ar amplificam os efeitos das temperaturas elevadas (DA SILVA, 2012), o que dificultará a eliminação de calor pelas formas sensíveis, e com isso o animal irá sofrer os efeitos do estresse por calor.

Cada espécie tem uma zona termoneutra que é considerada a zona de conforto térmico. Bezerros criados dentro da faixa de conforto térmico gastam o mínimo de energia com sua termorregulação. Spain e Sapiers (1996) afirmam que uma temperatura de 26°C para bezerros já promove aumento das taxas respiratórias indicando necessidade de troca de calor latente. Portanto, na maior parte do Brasil o estresse por calor é um desafio a ser avaliado na criação de bezerros.

Na pecuária, a criação de bezerros é caracterizada como atividade importante, já que dela dependerá a continuidade do sistema de produção via a disponibilização de animais para renovação do rebanho. Para isso são valorizados manejos que proporcionem conforto, bem-estar e condições favoráveis ao desenvolvimento animal.

O estresse por calor prejudica o bem-estar dos bezerros causando perdas econômicas diretas e indiretas. É observado o aumento de mortalidade, morbidade e da energia de mantença ocasionando menor ganho de peso e desempenho zootécnico, redução da imunidade com maior susceptibilidade a doenças, aumento da temperatura retal e da frequência respiratória. Também podem ser observadas importantes mudanças comportamentais durante o estresse por calor como: maior procura por sombra, mudança de postura com tendência a se manter em pé na tentativa de eliminar calor, maior consumo de água, redução da ingestão de alimentos e evitar se locomover durante as horas mais quentes do dia (JONES; HEINRICHS, 2013).

Sabe-se que animais de raças zebuínas são mais resistentes ao calor por apresentarem menores taxas metabólicas, baixa resistência na transferência de calor dos tecidos para a pele, favorecendo a troca de calor com o ambiente, e um padrão de transpiração diferente (ROY; COLLIER, 2012), porém, são raças com menor produção de leite. Uma alternativa é utilizar cruzamento de zebuínos com raças taurinas para obtenção de bezerros mestiços resistentes ao calor e de melhor produtividade.

Além dos cruzamentos, a utilização do sistema de alojamento em casinhas tropicais tem o intuito de prevenir a exposição direta dos bezerros às condições meteorológicas na tentativa de proporcionar conforto térmico. Objetiva-se também individualizar os animais para evitar doenças (pneumonia e diarreias), comportamentos indesejáveis (a exemplo da mamada cruzada), ter um melhor controle do manejo de cada bezerro, e a quantidade ingerida de leite e concentrado. Quando os bezerros são criados em grupo, eles podem expressar seu comportamento natural, mas é importante ressaltar que o manejo dos animais deve ser criterioso para evitar que haja uma alta morbidade e mortalidade.

Na criação de bezerros é importante o produtor se atentar para estratégias que minimizem o impacto do estresse por calor. Algumas ações que podem ser adotadas são:

- escolha de animais melhor adaptados e já aclimatados na região de criação dos bezerros;
- realizar manejo como vacinação pela manhã devido às temperaturas mais amenas;
- proporcionar área de sombra (natural e/ou artificial), cochos e bebedouros que atendam as necessidades do rebanho, oferta de água limpa e em abundância.


Se os bezerros forem criados individualizados, os alojamentos sem paredes laterais devem ser posicionados no sentido norte-sul, evitando malhadouro, pois o animal busca ficar na projeção da sombra.

Referências bibliográficas:

DA SILVA, R. G. Weather and climate and animal production. Guide to Agricultural Meteorological Practices. World Meteorological Organization, Geneva, Switzerland, cap.12, p.12–21, 2012.

INTERNATION UNION OF PHYSIOLOGICAL SCIENCES - IUPS. Glossary of terms for thermal physiology. The Japanese Journal of Physiology, v.51, n.2, p.245–280, 2001.

JONES, C.; HEINRICHS, J. Heat stress in dairy calves. Penn State Extension, College of Agricultural Sciences, p.1-7, 2013.

ROY, K. S.; COLLIER, R. J. Regulation of acclimation to environmental stress, Environmental Physiology of Livestock, UK, p. 49-64, 2012.

ROLAND, L.; DRILLICH, M.; KLEIN-JÖBSTL, D.; IWERSEN, M. Influence of climatic conditions on the development, performance, and health of calves. Journal of Dairy Science, v.99, n.4, p.1-15, 2016.

 

FERNANDA GATTI DE OLIVEIRA NASCIMENTO

Mestranda em Ciências Veterinárias, na área de Produção Animal, pela Universidade Federal de Uberlândia.

MARA REGINA BUENO DE MATTOS NASCIMENTO

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint