FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Rapidinhas lácteas: cursos, prêmios e outras novidades do mundo queijeiro

ESPAÇO ABERTO

EM 02/10/2018

0
2

De 12 a 20 de outubro, na Festa do Boi do Rio Grande do Norte, vai acontecer a II Exposição Queijos Artesanais do Brasil, na cidade de Parnamirim. A curadoria é da chef potiguar Adriana Lucena e os destaques são as palestras de:

Marly Leite: como ser queijeira brasileira e chegar ao super ouro;
Rosanna Tarcitano: Montagem de mesa de queijos;
Falco Bonfadini: Comércio de Queijos.


Bandeira do Brasil queijeira na Festa do Boi de 2017. FOTO: Adriana Lucena/Acervo Pessoal

  • A cidade de Bergen na Noruega vai sediar o World Cheese Awards, de 1 a 3 de novembro de 2019. 


Mais de 3 mil queijos competem no maior concurso mundial de queijos e produtos lácteos. FOTO: World Cheese Awards/Divulgação


Mesa em que queijos artesanais mineiros foram julgados em Tours, na França. FOTO: Débora Pereira/SerTãoBras

  • Prêmio Queijo Brasil está com inscrições abertas até 12 de outubro. A competição será dias 7 e 8 de novembro de 2018. 
     
  • Quem chega no Brasil em novembro para dar cursos de queijos naturais é David Asher, autor do livro The Art of Natural Cheesemaking. Serão dois cursos, um em Bofete (São Paulo, de 10 a 14 de novembro) e outro em São Roque de Minas (Minas Gerais, 17 e 18 de novembro). As aulas serão práticas e o curso será traduzido pelos produtores Carolina Vilhena, da Belafazenda e Erico Kolya, da queijaria Pé do Morro.
     
  • Próximo curso de cura para brasileiros na Maison Mons, na França, será de 19 a 22 de novembro. O curso, teórico e prático, é voltado para profissionais. Inscrições para os dois cursos (de queijos naturais e o de cura na Maison Mons) no site da SerTãoBras.


Marco Quirino criador de Gir de Uberaba fez o curso em setembro na Maison Mons. Aqui ele na “difícil” aula de análise sensorial. FOTO: Débora Pereira/SerTãoBras

Leite é pra quem pode, não pra quem quer

  • As “bebidas vegetais” estão na mira da Food and Drug Administration (Estados Unidos), que querem limitar a utilização do termo “leite” somente a produtos lácteos. Na França, a Maison do Lait entra com tudo com a campanha “Não é leite quem quer” (N’est pas lait qui veut), lembrando que leite há mais de 30 anos é regulamentado como “secreção de glândula mamária de mamíferos”. Mas reconhecem  duas exceções: leite de amêndoas e leite de coco. Essa regulamentação foi confirmada por decreto pela Corte Europeia em 14 de junho de 2017.
     
  • A Catalunha autorizou em julho de 2018 a venda de leite cru direto do produtor para o consumidor depois de 28 anos de interdição. Até o momento, somente França e Itália permitem a venda na União Europeia.


LEITE CRU. Na França se encontra em toda esquina! FOTO: Débora Pereira/SerTãobras

 Europa, cadê a nova geração? 

  • Na Assembleia Geral do Controle Leiteiro na França, Héloïse Sellier da Maison du Lait (Federação Francesa de Produtores de Leite) destacou que 42% de produtores de leite no país têm mais de 50 anos e que há uma média de 1 instalação de um novo produtor para cada 2,65 que se aposentam. No fim de 2017, o sindicato francês de Jovens Agricultores revelou que o número de novas instalações caiu 35% em 20 anos, passando de 21.660 novos agricultores em 1996 para 14.146 em 2016.
     
  • A Bélgica perdeu 987 fazendas em 2017. De 1980 ao ano passado, houve uma perda de 68% das fazendas. O crescimento do número de fazendas orgânicas de 9% entre 2000 e 2017 está muito longe de inverter essa tendência. O que acontece é que, sem terem filhos para dar continuidade ao trabalho agropecuário, os fazendeiros vendem para grupos industriais.

As informações são do blog Só Queijo, de Débora Pereira, para o Paladar, do Estadão.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.