FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Conheça o título francês que condecora a excelência no mundo do queijo

ESPAÇO ABERTO

EM 28/02/2019

1
2

Eles eram dez candidatos a disputar a prova final do Melhor Trabalhador da França (Meilleur Ouvrier de France – MOF) na categoria queijo. Tinham perfis muito diferentes, com representantes tanto de lojas de queijo familiares, como empregados de grandes redes de supermercados. E a presença de uma única mulher: Christelle Lorho, que ganhou o título junto com Vincent Vergne, queijeiro de Nîmes.


Obra queijeira de Vincent Vergne, da cidade de Nîmes. FOTO: Arnaud Sperat Czar/Profession Fromager

título de MOF, como é conhecido, dá direito ao vencedor de usar uma veste com uma gola vermelha, branca e azul, cores da França, e a medalha do concurso durante o exercício da sua profissão. É símbolo de grande status principalmente no mundo da gastronomia. Paul Bocuse obteve o título de MOF em 1961. Na categoria queijo, Hervé Mons foi o vencedor da primeira edição do concurso, em 2000. O diploma equivale a um BAC + 3, o equivalente a uma graduação no Brasil.

A final foi realizada nos dias 17 e 18 de fevereiro em Lille, no norte da França, na Câmara de Ofícios e Artesanato. A única prova aberta ao público foi a realização de uma obra de arte queijeira. Antes, os candidatos passaram por exames escrito e oral de conhecimento teórico, degustação às cegas e avaliação de cortes de queijo. “O foco da avaliação foi, na prática, criatividade e capacidade de reação dos candidatos”, disse Michel Fouchereau, presidente do concurso, ele mesmo MOF.

obra-prima é a prova de mais peso, 50% da nota final. Os candidatos apresentaram, em três horas, um trabalho sobre o tema “Formas e Cores”. “O importante é que a obra seja magistral tanto do ponto de vista estético como organoléptico”, explicou Michel. Os candidatos receberam quatro mesas quadradas (90 cm x 90 cm), cujo arranjo foi anunciado no momento, sem possibilidade de mudança. Pelo menos 50 tipos de produtos lácteos deveriam ser apresentados, incluindo 25 queijos de denominação de origem protegida ou com indicação geográfica.

Veja abaixo fotos de todas as obras dos dez candidatos:

A degustação dos produtos correspondeu a 20% da pontuação final. Os jurados selecionaram queijos para serem degustados de cada obra. Com os dois novos campeões, a França conta agora com 24 MOFs. Essa foi a 6ª edição do concurso (as anteriores em 2000, 2004, 2007, 2011 e 2015).

A única mulher do concurso se consagra campeã

Queijeira há 29 anos na região da Alsácia, Christelle Lorho pode ser vista trabalhando em sua boutique a dois minutos a pé da catedral de Estrasburgo. A Maison Lorho é um ambiente elegante e alegre, com uma oferta grande de queijos, que combina grandes clássicos e descobertas.


Christelle Lorho e sua obra, realizada em três horas. FOTO: Arnaud Sperat Czar/Profession Fromager

Ela é casada com Cyrille Lorho, também queijeiro e vencedor do concurso de MOF em 2007. Eles se conheceram trabalhando na queijaria Jacques Vernier em Paris e hoje têm quatro filhas!

Gourmands, apaixonados por queijo, os Lorho têm caves de cura e queijos com sua própria marca. Christelle tentou o concurso três vezes e nas duas anteriores tinha até chegado à final. “Eu aprendi a administrar meu estresse, a me aperfeiçoar na profissão e tive muito prazer em concorrer dessa vez, estava relaxada”, disse ela sorrindo.

Em dezembro, a família foi surpreendida pelo atentado terrorista de Estrasburgo, que aconteceu diante da loja e deixou ferida uma filha do casal, que passa bem. No período pós-trauma do terrível acontecimento, a vitória teve um gostinho mais saboroso. “Hoje é um dia especial para nós, estávamos conhecidos como a queijaria do atentado, hoje apagamos isso e seremos conhecidos como a única queijaria da França que tem dois campeões! Na nossa loja, MOF se escreve com “s” no final”, diz ela feliz.

Christelle estará presente no Mundial do Queijo do Brasil em agosto, em Araxá, Minas Gerais.

Confira o vídeo com a obra de Christelle em detalhes:

As informações são do blog Só Queijo, de Débora Pereira, para o Paladar, do Estadão.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PEDRO CARLOS CANI

VITÓRIA - ESPÍRITO SANTO - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 01/03/2019

ótimo artigo. Mostra o quanto temos que avançar. principalmente nos aqui do ES