ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Apoio de estado

ESPAÇO ABERTO

EM 22/07/2013

2 MIN DE LEITURA

0
0
Por Giovani Ferreira (Gazeta do Povo Online)

Se a prerrogativa no apoio financeiro à agricultura e à pecuária no Brasil é do governo federal, através do Plano Agrícola e Pecuário (PAP), o chamado Plano Safra, qual seria, então, a responsabilidade dos governos estaduais nessa seara? Inicialmente, subsidiar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com informações sobre as demandas regionais à composição da política agrícola para a temporada em curso. Fora isso, o que vier é lucro, uma vez que não há obrigação direta do Poder Executivo estadual no suporte ao custeio, comercialização ou investimento da atividade agrícola e pecuária, função tida como do Executivo Federal. 

Em tese, os estados até que deveriam conferir um apoio, mesmo que indireto, à cadeia produtiva, que pode vir com a manutenção das estradas rurais ou então com assistência técnica e extensão rural através da Emater. Na prática, porém, na maioria das unidades da Federação a extensão rural está sucateada e sobra muito pouco, ou quase nada, recurso do tesouro estadual para aplicação no campo. Ou seja, o produtor, a cooperativa e o próprio estado têm mesmo é de se virar com o Plano Safra nacional, com recursos subsidiado, pelo governo federal.

O Paraná, no entanto, não reza essa cartilha e mostra que é possível, sim, participar ativamente do desenvolvimento desse segmento, reforçar a política federal e focar variáveis que podem e estabelecem diferenciais e garantir maior competitividade à produção do estado. Da Patrulha Rural à Adapar, a Agência de Desenvolvimento Agropecuário, o estado tem programas para cuidar das estradas à sanidade agrícola e pecuária, das lavouras e rebanhos. Entre os destaques, tem ainda a subvenção ao seguro rural, que nesta temporada passa a beneficiar não mais três, mas 29 culturas. Em algumas atividades, como no caso do trigo, o prêmio estadual soma-se ao federal e permite redução substancial à contratação do seguro pelo produtor rural.

Enfim, dá, sim, para o governo federal, os estados e, por que não, os municípios promoverem ações conjuntas e alinhadas em prol do agronegócio. Porque apoiar o campo é investir no desenvolvimento não apenas da agricultura e pecuária, mas na promoção econômica e social, na educação, na geração de emprego e renda, dentro e fora da porteira. Em estados como o Paraná, então, que tem a base da sua economia sustentada no agronegócio, o investimento no setor tem um efeito multiplicador e transformador na produção agrícola e industrial, bem como no impacto das atividades paralelas, de comércio e serviços, em especial nos municípios do interior.

Não há dúvida de que o agronegócio é uma das prioridades e goza de um tratamento diferenciado no Paraná em relação ao apoio conferido por outros estados. Agora, a considerar a relevância do setor no estado, como instrumento de promoção econômica e social, investir no campo deveria ser como investir em saúde, segurança e educação. Com uma estrutura fundiária onde predomina o pequeno produtor e as economias regionais, o estado não tem como deixar de privilegiar esse modelo, até como condição à promoção econômica, social e de qualidade de vida do cidadão paranaense.

E ele está fazendo isso. Mas é possível fazer ainda mais.



 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint