FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

A força do produtor de leite paulista

ESPAÇO ABERTO

EM 12/03/2019

0
3

*Marcelo Avelar, engenheiro agrônomo com especialização em cooperativismo com ênfase em Administração e Finanças, presidente da Cooperativa Nacional Agroindustrial (Coonai) e membro do Conselho Diretor da OCESP

Sabe-se que a pecuária leiteira é uma das mais antigas atividades agrícolas, sendo que a criação do gado destinado a este fim remonta há aproximadamente 5000 anos. Dados da Embrapa, mostram que o Brasil é um dos maiores produtores de leite do mundo e a tendência é crescer cada vez mais porque a partir desta matéria-prima derivam-se inúmeros produtos que obtêm preços variados no mercado e são base da alimentação dos brasileiros.

Para chegar à mesa das casas, das escolas e outros estabelecimentos, o leite passa por um processo de produção e industrialização que requer alto grau de controle para manter a qualidade do produto até o seu destino final. A eficiência de uma cadeia produtiva leiteira é atribuída a uma relação de produtividade com menor custo possível e também a comercialização a parceiros de confiança e que tenham uma política clara de remuneração ao produtor. Neste sentido, as cooperativas são importante elo deste setor pois possibilitam, ao pequeno produtor, ter condições de competitividade e ganho em escala e, ao consumidor, a certeza de estar adquirindo um produto de qualidade comprovada.

Isso porque, todo o processo de industrialização é feito na cooperativa, que também é a encarregada pela venda e distribuição do produto para clientes de vários portes. Assim, garante renda, recolhe impostos no Estado de origem e fortalece a agricultura familiar, possibilitando até que alguns cooperados possam se manter residindo no campo, evitando o êxodo rural.

Também é preciso levar em conta que o leite pasteurizado barriga mole, como é mais popularmente conhecido, traz inúmeros benefícios aos consumidores. O processo de pasteurização deste tipo de leite requer um tratamento térmico a cerca de 74 graus Celsius, depois é rapidamente resfriado. Esse choque térmico mata os micro-organismos nocivos, mas preserva quase todas suas propriedades e principalmente os micro-organismos benéficos, como os lactobacilos vivos, as vitaminas do complexo B; as proteínas e açúcares.

Sendo assim, a pecuária leiteira com o fim de produzir o leite pasteurizado no interior do Estado de São Paulo, além de fortalecer o produtor local, gerar emprego e renda, deixa os impostos dentro do Estado e também é responsável por fabricar um produto altamente nutritivo, sem conservantes e acessível. Tanto que há muitos anos é este tipo de leite que é distribuído pelo governo paulista nos programas sociais de atendimento a crianças e idosos carentes (Vivaleite) nas merendas das creches e escolas públicas estaduais.

Se a agricultura de pequeno e médio porte consegue sobreviver em determinado mercado, esta condição já pode ser um indicador de que o ambiente cooperativo está gerando melhor distribuição de renda e divisas no Estado. Portanto, o cooperativismo, se devidamente apoiado por parceiros públicos ou privados, transforma-se em facilitador para a melhoria das condições sociais dos pequenos produtores. Por meio das cooperativas, é possível realizar ações de educação básica ou cursos de capacitação profissional, estratégias coletivas de compras ou comercialização e discussão de iniciativas relacionadas às demais carências sociais e econômicas.

A busca pela sustentação da pecuária leiteira de pequeno e médio porte no Estado de São Paulo é complexa e desafiadora, por envolver diversas dimensões e variáveis que não dependem somente do produtor. Mas é certo que o cooperativismo é a melhor forma de atender aos requisitos de sustentabilidade desta atividade nas áreas econômica, social e ambiental.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.