ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

DFA define meta de redução de gases de efeito estufa

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 01/09/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

A Dairy Farmers of America (DFA), cooperativa de lácteos de produtores familiares dos EUA, anunciou que está estabelecendo uma meta com base científica e se comprometendo a reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) da cadeia de valor em 30% até 2030, a partir de uma base ano de 2018. Torna-se a primeira cooperativa de laticínios dos EUA a tomar esta medida.

Ao ter suas metas validadas pela iniciativa Science Based Targets (SBTi), a DFA está de acordo com as metas mais amplas do Acordo de Paris para manter o aquecimento global abaixo de 2 graus Celsius. Além disso, a DFA está alinhada com o trabalho do Innovation Center for U.S. Dairy e seu objetivo de que a a indústria de laticínios dos EUA se torne neutra em carbono até 2050.

“Nossas famílias de produtores de leite sempre foram grandes administradores da terra e focadas no meio ambiente, porque protegem a terra para as gerações futuras”, disse David Darr, vice-presidente sênior e diretor de estratégia e sustentabilidade da DFA.

“Embora toda a indústria de laticínios, da fazenda ao fabricante, contribua com apenas 2% do total das emissões de gases de efeito estufa dos EUA, sabemos que é imperativo continuar fazendo melhorias. Portanto, estamos orgulhosos de contribuir e definir uma meta com base científica, que nos ajudará a reduzir ainda mais nossa pegada de carbono e fazer a nossa parte para cuidar de nosso planeta.”

A DFA, seus negócios e as famílias proprietários de fazendas trabalharão em toda a cadeia de suprimentos para reduzir as emissões de GEE nas fazendas, fábricas de processamento e na estrada.

As estratégias para atingir a meta incluem: mitigação das emissões de metano das vacas, apoiando avanços na eficiência alimentar, nutrição do rebanho e aditivos alimentares projetados para reduzir as emissões; uso de métodos de energia renovável, como painéis solares e energia eólica, em fazendas e fábricas; utilização de digestores anaeróbicos, que convertem esterco e resíduos alimentares em energia, paras as fazendas e para as plantas; captura de emissões por meio de solo e safras saudáveis; criação de meios de transporte para reduzir as emissões; e exploração de tecnologias e soluções para reduzir as emissões e promover a gestão ambiental.

A DFA também está trabalhando com outros parceiros do setor, como a Vanguard Renewables, uma desenvolvedora de energia renovável com sede em Massachusetts.

“Começamos a trabalhar com a Vanguard há alguns anos e nossa parceria continua crescendo, pois acreditamos que há muitas oportunidades para criar sinergias entre nossas fazendas e fábricas”, disse Darr. “Também estamos procurando algumas soluções inovadoras com empresas iniciantes para reduzir o desperdício de alimentos, então há muito entusiasmo sobre como podemos continuar acelerando nossas iniciativas de sustentabilidade.”

No início deste ano, a DFA lançou seu Relatório de Responsabilidade Social de 2020, “Uma Marca de Propósito”, que detalha sua estratégia geral de sustentabilidade. A iniciativa Science Based Targets é uma colaboração entre o CDP (Carbon Disclosure Project), o Pacto Global das Nações Unidas, o World Resources Institute, o World Wide Fund for Nature e o We Mean Business.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint