ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

MilkPoint Radar divulga informações aos produtores de leite

O MilkPoint Radar é um aplicativo gratuito desenvolvido para propiciar ferramentas de comparação entre produtores de leite com os principais indicadores de suas atividades para melhorar a gestão de seus negócios.

Além disso, dentro deste serviço existe a seção Termômetro, disponível a todos os produtores e técnicos cadastrados no aplicativo, aonde são publicadas, frequentemente, pequenas análises sobre o mercado lácteo e outras informações que são de interesse dos produtores.

Dessa maneira, o aplicativo pode fornecer ao produtor dados e informações relevantes para seu negócio.

Vejam exemplos de materiais publicados:

Material divulgado em 10/10: Uruguai é responsável por 63% das importações de leite em pó do Brasil

Com a forte queda na produção interna de leite e os altos preços que o mercado brasileiro praticou ao longo de 2016, as importações de lácteos apresentaram alta expressiva: até setembro, o volume importado em equivalente-leite foi de 1,4 bilhão de litros e, inclusive, já superou o total importado em 2015, que havia sido de 1,1 bilhão de litros.

O principal produto importado é o leite em pó, sendo que hoje o principal fornecedor deste produto para o Brasil é o Uruguai: dados até setembro apontam que o Uruguai foi responsável por 63% das importações de leite em pó do Brasil. Em seguida vem a Argentina, responsável por fornecer 30% do volume de leite em pó que o Brasil importa. O volume que chega da Argentina só não é maior pois o Brasil tem um limite de cotas para importação de leite em pó da Argentina.

Gráfico 1 – Origem das importações de leite em pó do Brasil. 

importações de leite em pó

Material divulgado em 27/09: Produção informal reduziu em 31% sua participação na produção de leite desde 1997

A maior parte do crescimento da produção de leite das últimas décadas no Brasil foi proveniente do crescimento da captação inspecionada. Dados do IBGE apontam que a captação inspecionada de leite (seja a nível municipal, estadual ou federal) cresceu 14 bilhões de litros (+131%) de 1997 a 2014. Enquanto isso, a produção informal (não inspecionada) cresceu apenas 2,5 bilhões de litros (+31%).

Dessa forma, a participação da produção informal de leite caiu de 43% para 30% do total produzido de leite no país.

Gráfico 2 – Evolução da produção inspecionada e não inspecionada de leite. 

produção inspecionada de leite

Produtor, quer ter acesso a esse tipo de informação e ficar antenado no mercado?

Para aderir ao aplicativo basta baixar gratuitamente o aplicativo, disponível para os sistemas Android e IOS, e fazer seu cadastro. O sistema também pode ser acessado via web, no site www.milkpointradar.com.br.

Entre em contato conosco!

Telefone (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99721-4296
E-mail contato.radar@milkpoint.com.br
Skype: milkpoint.radar

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.