FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Benefícios da suplementação de zinco em bezerras recém-nascidas

VÁRIOS AUTORES

FAMÍLIA DO LEITE

EM 22/07/2020

4 MIN DE LEITURA

4
10

A diarreia é uma enfermidade frequente nas fazendas leiteiras do Brasil, sendo comum que ocorra pelo menos uma vez nos bezerros recém-nascidos de todo o rebanho. Essa ocorrência, apesar de comum, prejudica o desenvolvimento do animal quanto ao ganho de peso, absorção de nutrientes e também altera a resposta imune, o que prejudica sua futura produtividade. Entretanto, a administração de antibióticos para amenizar o problema tão precocemente pode gerar uma resistência indesejada no tratamento das futuras vacas, e há países, como o Reino Unido, que já possuem restrições quanto ao uso dos mesmos.

Para tentar solucionar o problema das diarreias, Chang et al. (2020) conduziram um experimento na China, em que foram administradas diferentes formas de zinco para estudar seu efeito sobre o crescimento, a incidência de diarreias, a função imune e a microbiota retal de bezerras de raça Holandesa. O estudo oferece uma base para o uso racional de suplementação de zinco na dieta de bezerras leiteiras e pode ajudar a reduzir o uso de agentes antibacterianos.

O estudo teve como base as propriedades do zinco, pois ele participa de processos biológicos benéficos e tem sido considerado um efetivo anti-inflamatório e antidiarreico, e melhora a função imune, reduzindo o número de bactérias patogênicas e aumentando a abundância relativa da flora microbiana gastrointestinal dos bovinos. O papel antidiarreico do zinco envolve a regulação do transporte de fluidos intestinal e integridade da mucosa, além da modulação de estresse oxidativo.

Foram testadas duas fontes de zinco: inorgânico (óxido de zinco - ZnO) e orgânico ligado à metionina (Zn-Met). Por causa do impacto ambiental do zinco, o Ministério da Agricultura da China baniu a suplementação alimentar com altos níveis deste elemento em 2017, o que motivou ainda mais os estudos para a diminuição das concentrações fornecidas aos bezerros e vacas.

Trinta bezerras recém-nascidas de raça Holandesa foram divididas em três grupos de 10 animais cada, no qual um dos grupos foi o controle, o segundo grupo recebeu suplementação de zinco inorgânico (ZnO) e o terceiro recebeu zinco orgânico (Zn-Met) em mesma quantidade relativa de zinco, ambas diluídas em leite. Os animais foram monitorados nas duas primeiras semanas de vida, do dia 1 ao dia 14.

Para o estudo, a incidência de diarreia foi calculada pela seguinte fórmula:

suplementação bezerras leiteiras diarreia

O presente estudo mostrou que a suplementação com Zn-Met foi a que mais aumentou o ganho médio de peso (GMD) das bezerras nas primeiras semanas de vida. A relação consumo/ganho no grupo Zn-Met tendeu a ser menor, provavelmente pela maior biodisponibilidade do Zn-Met, que é um quelante de metionina e zinco. A metionina é um dos principais aminoácidos promotores de crescimento em ruminantes e tem um importante papel no metabolismo animal. Observou-se que a adição de Zn-Met reduziu a incidência de diarreia durante todo o estudo e a suplementação de ZnO reduziu a diarreia nos primeiros 3 dias de vida. Isso sugere que uma administração controlada de zinco reduz um grande problema, recorrente entre os bezerros de fazendas leiteiras.

Foram também avaliados os anticorpos dos animais e a concentração de IgG no grupo ZnO foi maior que a do grupo controle, assim como o IgM. No entanto, essa diferença não foi encontrada no grupo Zn-Met. Não houve mudança na concentração de IgA em nenhum dos grupos. IgG é o anticorpo mais abundante no plasma sanguíneo, responsável pela imunidade por imediação humoral. O IgM é o primeiro a aparecer em respostas imunes e infecções e o IgA é o principal anticorpo de secreções exócrinas. Mais uma vez, o zinco se comprova eficaz, desta vez no aumento de imunidade. A suplementação com zinco aumenta a resposta imune dos bezerros por aumento da concentração do IgG e a administração de doses baixas de ZnO se mostrou superior às mesmas doses de Zn-Met com relação à função imune de bezerros de leite.

Houve uma mudança quanto à abundância relativa de bactérias da composição da microbiota retal. A Proteobacteria é uma bactéria Gram-negativa produtora de endotoxinas que podem levar a uma resposta inflamatória intestinal crônica, sendo um indicativo de desbalanço na microbiota intestinal quando sua concentração é abundante. O estudo mostrou que a administração de ZnO pode inibir a reprodução da Proteobacteria. Além disso, houve um aumento de Bacteoidetes neste mesmo grupo, o que é benéfico, pois inclui interações com o sistema imune, ativando as respostas mediadas por células T, além de geralmente produzir butirato, que tem propriedades antineoplásicas (reduzem a incidência de câncer) e ajuda a manter o intestino saudável.

A Actinobacteria é amplamente usada como antibiótico, antifúngico, anti-câncer e anti agentes parasitários. No presente estudo, a maior população de Actinobacteria foi encontrada no grupo Zn-Met. Faecalibacterium age como antibiótico natural e probiótico, amplamente usado na medicina e engenharia de alimentos. É uma das bactérias produtoras de butirato, mais abundantes no trato gastrointestinal, e ainda pode inibir a produção de bactérias patogênicas como E. coli e Salmonella. No estudo, ambos os grupos apresentaram maior abundância de Faecalibacterium no dia 7, além de correlacionar positivamente com o GMD no dia 14, mostrando que uma suplementação de zinco melhora a saúde dos bezerros, alterando a composição dos microrganismos retais. Esses foram só alguns exemplos de mudanças positivas no trato gastrointestinal, sendo comprovados também com todas as outras bactérias do estudo.

A incidência de diarreias no grupo controle flutuou entre 20 e 34,29%, enquanto no grupo ZnO não houve diarreia até o terceiro dia de vida e Zn-Met diminuiu a incidência de diarreia durante todos os 14 dias estudados, reduzindo-a para 14,7%.

Dessa forma, o óxido de zinco reduz a incidência de diarreia nos primeiros 3 dias de vida, além de aumentar os níveis de IgG e IgM durante as duas primeiras semanas do animal. Em suma, a recomendação é que seja administrado ZnO durante os primeiros 3 dias de vida do bezerro, seguido imediatamente pelo Zn-Met a partir do dia 4.

Referência

CHANG, M. N. et al. 2020. Effects of different types of zinc supplement on the growth, incidence of diarrhea, immune function, and rectal microbiota of newborn dairy calves. J. Dairy Sci., 103:6100–6113. https://doi.org/10.3168/jds.2019-17610.

POLYANA PIZZI ROTTA

Professora de Produção e Nutrição de Bovinos de Leite da UFV e coordenadora do Programa Família do Leite

BERNARDO MAGALHÃES MARTINS

Zootecnista da UFV e técnico do Programa Família do Leite

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RODRIGO PINTO DE MENEZES

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 06/08/2020

Bernardo, li o abstract do artigo e ele menciona uma dosagem de 104 mg/d de ZnO. Isto será dado quantas vezes ao dia e por quantos dias? Vi um óxido de zinco PA para comprar. Vc sabe a concentração dele para poder saber a quantidade a ministrar? podemos misturar ao leite?
RODRIGO PINTO DE MENEZES

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/08/2020

Legal! Agora, quais são as fontes comerciais de zinco disponíveis no país?
EM RESPOSTA A RODRIGO PINTO DE MENEZES
BERNARDO MAGALHÃES MARTINS

VIÇOSA - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 05/08/2020

Não, esse é complexada a compostos proteicos, fonte orgânica no caso
RODRIGO PINTO DE MENEZES

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 06/08/2020

Bernardo, esta seria a fonte de óxido de zinco? Se sim, qual seria a fonte de Zn-Met?
MilkPoint AgriPoint