FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Qual a importância do correto agrupamento de vacas na formulação de dietas?

EDUCAPOINT

EM 10/07/2019

1
0
Formular uma dieta balanceada para vacas leiteiras é importante para garantir a produtividade, qualidade do leite e saúde do rebanho, além de ser uma forma eficiente de reduzir os custos de produção.  O primeiro passo para a formulação de dietas de precisão é formar lotes de animais com características semelhantes. Quantos lotes serão formados é uma decisão de manejo da fazenda, considerando número de currais, de vagões, espaços de cochos disponíveis, além da dispersão da produção de leite no lote todo.
 
Antes mesmo de gerar estimativa de consumo de matéria seca e exigência nutricional dos lotes, é necessário fazer o agrupamento dos animais, sendo esse grupo o mais homogêneo possível. A nutrição de precisão consiste em fornecer os insumos da forma mais eficiente possível, e a divisão em lotes homogêneos é o primeiro passo que precisa ser dado nesse sentido.
 
Deve-se levar em consideração que existe uma dispersão da produção ao longo do rebanho, ou seja, o nível de produção de leite das vacas varia no rebanho inteiro, formando uma curva. Confira o gráfico:

 
Isso é definido pela forma da curva de lactação, ou seja, a vaca não excreta nutrientes de forma constante ao longo de todo o período de lactação, além de outros fatores, como eficiência reprodutiva. Se há baixa eficiência reprodutiva, mas os dias em lactação (DEL) do rebanho aumenta, a tendência é aumentar a dispersão da produção e queda na produção média do rebanho, pois está havendo aumento do número de vacas na fase da lactação em que a produção não é tão alta.
 
Dados importantes na nutrição de precisão
 
- Produção de leite;
- Peso vivo;
- Dias em lactação (DEL) médio do rebanho;
- % de gordura do leite;
- Consumo de MS por dia (incluindo a mensuração de sobras!)
 
Como formar os lotes?
 
Para formar, vários parâmetros podem ser utilizados:
 
1) Produção de leite
 
Esse é o parâmetro mais utilizado, pois está altamente correlacionado com a secreção de nutrientes pela glândula mamária. É, portanto, o maior determinante da exigência nutricional do animal.
 
2) Produção de leite corrigida para energia
 
3) Exigência de densidade de proteína e energia na dieta
 
4) Mérito leiteiro
 
Os três últimos seriam formas de refinar esse agrupamento, mas a realidade é que a separação de lotes por produção de leite é um bom critério.
 
Outros fatores podem ser considerados nesse agrupamento como mastite/CCS, estágio de lactação, ordem de parto, condição corporal, reprodução, raça.
 
Deve-se atentar, pois a  grande falha do agrupamento por produção de leite é não considerar o tamanho do animal e a quantidade de consumo. Isso faz toda a diferença e precisa ser levado em consideração também na hora do agrupamento, pois a formulação da dieta é diferente para vacas maiores e menores, com mais ou menos consumo de matéria seca.
 
A separação de primíparas de multíparas também pode ser muito boa, pois diminui a competição por cocho e por camas.
 
A mudança social é um fator que precisa ser levado em consideração no agrupamento de animais, pois a mudança de grupo quebra a hierarquia social do grupo estabelecido. Assim, é necessário uma semana para que essa hierarquia de dominância seja re-estabelecida e estabilizada após novas vacas serem introduzidas no grupo. Mudas várias vacas de lotes em vez de mudar poucas reduz confrontamentos.
 
Tamanhos de lote
 
Como as fazendas leiteiras estão crescendo, os lotes de produção estão cada dia maiores. O tamanho dos grupos define o tamanho da sala de ordenha (e vice-versa). O ideal é que o tempo de ordenha seja inferior a duas horas ou 1 horas em rebanhos ordenhados 3 vezes ao dia.
 
Grupos de mais de 200 vacas não são incomuns. Porém, grupos muitos grandes (mais de 400 vacas) quebrariam a estrutura social do rebanho (vacas não conheceriam suas companheiras). No entanto, pesquisas feitas nos EUA mostraram bons resultados com lotes grandes.
 
Lotação de currais
 
É possível se trabalhar com 110% de lotação de currais. Porém, é desejável presença de solário em instalação do tipo free stall em currais superlotados.
 
A superlotação pode aumentar problemas de casco em confinamento, pois reduz o tempo de repouso.
 
Um grupo para as três primeiras semanas pós-parto é desejável. Nesse caso, é aconselhável que a lotação tanto de cocho quanto de camas seja reduzida (70-80% da capacidade).
 
Devido à enorme importância que a nutrição tem em qualquer sistema de produção de leite, o EducaPoint lançou um curso muito completo sobre o tema chamado Formulação de dietas para vacas leiteiras.
 
Neste curso, dividido em 2 partes, o Professor da Universidade Federal de Lavras e especialista em nutrição, Dr. Marcos Neves Pereira, ensina como formular uma dieta de forma simples e fácil, levando em consideração as exigências nutricionais de acordo com o estágio fisiológico, os fatores que interferem no consumo e a metabolismo dos alimentos. 
 
Na primeira parte você aprenderá a importância da formulação, levando em consideração as diferentes fases da lactação, status nutricional da vaca e o agrupamento do rebanho de acordo com a produção. Confira o conteúdo da primeira parte:
 
 
Na segunda parte do curso, o professor ensinará como formular uma dieta de forma simples e fácil, levando em consideração as exigências nutricionais e a composição dos alimentos.  Confira o conteúdo completo: 
 
 
Confira o convite feito pelo instrutor:

 


Você pode fazer a aquisição das duas partes do curso individualmente ou optar pela assinatura e ter acesso a todos os cursos da plataforma, que hoje já conta com 150 cursos! Clique aqui para saber mais informações sobre os planos de assinatura!

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082

 


*Este treinamento conta com o patrocínio da Cargill.

 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

EDESIO MENES DA SILVA

BANDEIRANTE - TOCANTINS

EM 15/07/2019

Edesio tenho uma fazenda em goiaz vale do paranã em iaciara go mas so empregado a posentado e aida trabalho para a mesma pessoa ja mais de 40 anos e sendo mineiro de belo horizonte nao nego gostaria de ter ainda o praser de o meu conhecimento aplicado em uma terrinha com atividade leiteira. Sera que eu conceguiria manter em 3 eh de tifitom 85 irrigado em piquetes 30 vacas leiteiras no rotacionados ordenhando 2 veses dia.e se alguem concegue me infrmar o custo dessas construção das vacas ordenhas e irrigação do 3 ehs ? Desde ja meu muinto obrigado.estou hoje em bandeirantes do tocantis chove e media 2200 ml anuais oje julho tudo verdinho ainda..por favor me ajudem ?