ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Como aumentar a eficiência dos seus funcionários?

POR CLÍNICA DO LEITE

CLÍNICA DO LEITE/AGRO+LEAN

EM 27/10/2015

3 MIN DE LEITURA

4
1
Paulo Fernando Machado
Henrique Zaparoli Marques
Robherta Ferreira
Clínica do Leite – ESALQ/USP

Para garantir a sobrevivência das fazendas de leite no Brasil é preciso, cada vez mais, usar recursos de forma eficiente. Com a pressão dos custos dos insumos e do preço do leite torna-se cada dia mais necessário o uso de ferramentas que auxiliem o produtor no dia a dia e no controle do negócio. Uma ferramenta simples e prática para alcançar esse resultado é o 5S.

Originado no Japão após 2ª Guerra Mundial, o 5S foi desenvolvido com o objetivo de utilizar da melhor forma possível os recursos que aquele país ainda tinha disponível – que não eram muitos devido à destruição da guerra. O 5S propõe fazer isso através da disciplina, organização e conscientização dos funcionários.

Os 5S é baseado em 5 princípios:

1. SEIRI (Senso de utilização): Separar o que é útil do que é desnecessário para realizar as tarefas na fazenda. Tudo aquilo que for útil permanece, já, o que não for, deve ser eliminado, e, se algo estiver faltando, deve ser providenciado. Esse senso melhora a eficiência das atividades porque é muito mais fácil trabalhar com as ferramentas disponíveis.

2. SEITON (Senso de ordem): Uma vez selecionados, é preciso organizar os materiais de modo que sejam facilmente encontrados por todos. Materiais mais utilizados devem ser colocados em lugares próximos à área de trabalho, enquanto aqueles pouco utilizados devem ser guardados. Ou seja, ter disponível as ferramentas e materiais certos na hora certa permitindo que seja fácil encontrar o que se precisa. É importante ter tudo organizado e com a identificação correta! Aqui cabe a regra: “usou, guardou”.



3. SEISO (Senso de limpeza): Trabalhar em um lugar limpo e organizado é muito mais fácil, aumenta a eficiência e diminui erros. Cada funcionário deve ser responsável pela limpeza de seu ambiente. Lembrando que ambiente limpo não é aquele que mais se limpa, mas aquele que menos se suja.

4. SEIKETSU (Senso de monitoria): Não basta apenas arrumar a casa, deixar tudo limpo e organizado, é preciso, também, manter assim todos os dias. Por isso o quarto senso do 5S é a monitoria dos 3 primeiros, para garantir que equipamentos, ferramentas e insumos estejam disponíveis e organizados, para garantir o ritmo de trabalho.

5. SHITSUKE (Senso de melhoria contínua): O quinto e último senso talvez seja o mais difícil e demorado a ser feito, pois trata-se da transformação de hábitos e comportamentos. (para saber como mudar o comportamento das pessoas confira o artigo: Como mudar o comportamento para se ter sucesso na pecuária de leite!). Para tanto é preciso ficar sempre atento a não-conformidades para que não sejam repetidas, saber elogiar e criticar os funcionários quando pertinente e dar espaço para que os funcionários colaborem com melhorias a serem feitas.

Para facilitar a aplicação desses conceitos é preciso seguir alguns passos:

1. Comece formando uma equipe responsável pela implantação do 5S. Mostre a importância do programa para o negócio e como essa ferramenta pode facilitar o trabalho deles na propriedade.

2. Escolha um único lugar para implantar o programa. Comece devagar para as pessoas irem se acostumando com a rotina do 5S. É possível, por exemplo, começar pela sala de ordenha ou por um barracão.

3. Nesse lugar a equipe deve levantar os pontos que precisam ser melhorados e fazer uma lista com cada um deles. É recomendado registrar a situação do local com fotos!

4. Com essa lista em mãos, a equipe deve montar um plano de ação para a implantação do programa e organizar o “Dia da Bermuda”. Nesse dia a equipe e todos os funcionários que trabalham nesse local colocarão o plano de ação em prática, eliminando os materiais desnecessários, consertando coisas quebradas, pintando as paredes e limpando o local.

5. O quinto e último passo para implantar o programa é monitorar o local semanalmente garantindo que todos os itens que foram levantados pela equipe estão sendo mantidos da forma desejada. Entretanto, para garantir que todos estejam contribuindo com a organização do local é preciso deixar explícito os resultados da monitoria. Isso é feito dando nota para cada item e colocando um gráfico com o indicador do 5S na parede desse local.
 

Para facilitar essa monitora a Clínica do Leite preparou uma ferramenta de medição da organização do local e de explicitação dos resultados! Clique no link abaixo para fazer o download da ferramenta.
 
Clique aqui para baixar sua ferramenta!

A Clínica do Leite possui todas as ferramentas gerenciais necessárias para se implantar gestão em fazendas produtoras de leite, essas compõem o Sistema MDA, um sistema de gestão prático. Para saber mais entre no site www.clinicadoleite.com.br

*Alguns conceitos foram adaptados pela Clínica do Leite para adequar à realidade das fazendas de leite.

CLÍNICA DO LEITE

Vinculada à ESALQ/USP, a Clínica do Leite é uma instituição sem fins lucrativos que atua em gestão da pecuária de leite, por meio da geração de conhecimento e da formação de pessoas.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CLÍNICA DO LEITE

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 16/11/2015

Muito obrigado pelos comentários! Realmente acreditamos que o 5S pode fazer uma grande diferença no dia a dia das fazendas e adoraríamos ver cada vez mais propriedades usando essa ferramenta!

Fernando, o 5S tem um papel fundamental na mudança da cabeça dos funcionários então é muito bom começar qualquer programa por ele! Dessa forma os funcionários começam a perceber que as coisas estão mudando e vão se habituando aos novos padrões! Parabéns pelo trabalho!
FERNANDO FERREIRA PINHEIRO

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL

EM 30/10/2015

Com certeza o programa de 5´S é uma excelente ferramenta para melhorar a eficiência de uma propriedade leiteira. É uma ferramenta de conceitos simples e de fácil compreensão da equipe, pois pode ser facilmente aplicada na vida dos colaboradores e não somente no processo. Normalmente, recomendo a aplicação do 5´S como primeiro passo antes de passar para um programa de Boas Práticas Agropecuárias, dessa forma facilita a compreensão das recomendações e a organização do processo. Todas estas ferramentas são muito importantes e úteis em momentos como o que estamos passando, onde ser mais eficiente e rentável é fundamental para permanecer de forma sustentável e competitiva na atividade.
LETÍCIA F. S. ROSA

ARAXÁ - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/10/2015

Excelente esse método! Implementamos em nossa fazenda e com isso conseguimos um aumento no preço do leite por boas práticas.
ANTONIO MUNIZ FILHO

MINISTRO ANDREAZZA - RONDÔNIA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 30/10/2015

MUITO BOM, PARABÉNS PARA OS IDEALIZADORES
MilkPoint AgriPoint