ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Leite no bico e disponibilidade de feno: impacto no comportamento e desempenho de bezerros

POR CARLA MARIS MACHADO BITTAR

E MILAINE POCZYNEK

CARLA BITTAR

EM 26/04/2018

0
10

A rotina das fazendas leiteiras alterou significativamente o comportamento tanto das vacas quanto das bezerras. Bezerros em vida livre têm oportunidade de passar muitas horas por dia mamando em suas mães. Já em fazendas leiteiras comerciais esse tempo é reduzido drasticamente, já que o número de refeições é limitado em inúmeras fazendas para duas refeições por dia. Por isso, é comum bezerras leiteiras apresentarem comportamento de sucção não nutritivos, ou seja, realizar mamada nas instalações, mamada cruzada, ou lamber partes do próprio corpo (de Passillé, 2001).

No entanto, o manejo alimentar pode alterar a quantidade de tempo gasto expressando esse tipo de comportamento, o qual pode ser considerado um comportamento anormal e portanto negativo para o bem-estar do animal.

Horvath e Miller-Cushon (2017) conduziram um experimento com o objetivo de avaliar alterações no comportamento e desempenho de bezerros como resultado do método de fornecimento da dieta líquida (6 L/d) e a oferta de feno durante o período de aleitamento. Os autores avaliaram três tratamentos:

1) Controle (CON): os animais recebiam a dieta líquida em um balde e concentrado inicial à vontade como dieta sólida;

2) Feno (F): os animais recebiam a dieta líquida em um balde e concentrado inicial e feno à vontade como dieta sólida;

3) Bico e feno (BF): os animais recebiam a dieta líquida através de um bico acoplado ao balde disponível durante todo o dia e concentrado inicial e feno à vontade como dieta sólida.

O consumo de alimentos e o ganho de peso foram mensurados para determinar o desempenho. O comportamento dos animais foi registrado por uma câmera de vídeo das 6:00h às 10:00h e das 16:00h as 20:00h durante dois dias consecutivos nas semanas 2 e 4 de vida dos animais, e analisado por um software. Todos os animais receberam 6L de sucedâneo lácteo por dia.

Tabela 1: Comportamento de bezerros alimentandos em baldes sem acesso ao feno (CON), alimentados em baldes com acesso ao feno (F), alimentados com bicos e acesso ao feno (BF) durante a segunda e a terceira semana.

Os animais do CON, que mamavam no balde e não recebiam feno, passaram mais tempo consumindo concentrado, mas também expressaram maior tempo de comportamentos não nutritivos e maior tempo de mamada nas instalações do que os animais que recebiam feno (F ou BF) tanto na semana 4 quanto na semana 2. Acredita-se que boa parte dos comportamentos estereotipados seja resultado do menor volume de dieta líquida fornecida. No entanto, os dados sugerem que o manejo alimentar pode reduzir a expressão desse tipo de comportamento, sem que o volume de dieta líquida fornecida seja alterado. A adoção destes manejos poderia gerar uma melhora no bem-estar desses animais.

Tabela 2: Consumo de alimento e desempenho de bezerros alimentandos em baldes sem acesso ao feno (CON), alimentados em baldes com acesso ao feno (F), alimentados com bicos e acesso ao feno (BF) da segunda até a sexta semana.

Leite no bico e disponibilidade de feno: impacto no comportamento e desempenho de bezerros

Uma vez que os animais do CON passaram maior tempo ingerindo concentrado inicial, observa-se o maior consumo de concentrado até a semana 6 comparado com os animais F e BF (Tabela 2). Interessante observar que os animais que receberam feno passaram bastante tempo consumindo o mesmo. Mas, este tempo gasto não refletiu em consumo significativo de feno. Embora os animais que receberam feno tenham apresentado consumo deste volumoso, o mesmo não foi suficiente para que o consumo total de matéria seca fosse igual ao observado para animais CON.

A Figura 1 apresenta a evolução do consumo de concentrado dos animais ao longo das semanas, e mostra que os animais do CON iniciaram o consumo de concentrado mais cedo. O grupo que recebia feno teve uma evolução do consumo de concentrado intermediária, já o grupo que recebia feno e a dieta líquida disponível por todo o tempo ingeriu menor quantidade de concentrado ao longo das semanas. Os dados mostram que a oferta do bico e do feno não alteraram apenas a expressão de comportamentos não nutritivos, mas o comportamento ingestivo no geral, ocasionando um atraso na evolução do consumo de concentrado.

Figura 1: Consumo de concentrado ao longo das semanas de bezerros alimentandos em baldes sem acesso ao feno (CON), alimentados em baldes com acesso ao feno (F), alimentados com bicos e acesso ao feno (BF). 

Leite no bico e disponibilidade de feno: impacto no comportamento e desempenho de bezerros

Tabela 3: Consumo de alimento e desempenho de bezerros alimentandos em baldes sem acesso ao feno (CON), alimentados em baldes com acesso ao feno (F), alimentados com bicos e acesso ao feno (BF) durante o período de transição (pré, durante e após o desaleitamento).

Leite no bico e disponibilidade de feno: impacto no comportamento e desempenho de bezerros

Os dias em torno do desaleitamento é normalmente chamado de período de transição. É nesta fase que o animal se prepara, do ponto de vista anatômico e metabólico, para agora se manter e crescer somente a partir de energia e proteína proveniente de dieta sólida. Como são muitas alterações no curto período de tempo, é uma fase estressante, que além de alterar o comportamento, pode resultar em queda no desempenho. Embora não tenha sido observada diferença no consumo de concentrado, nem no consumo total de MS, no período de transição, os animais do grupo CON tiveram maior ganho de peso.

Esse ganho de peso pode ser reflexo do maior consumo de concentrado durante as primeiras semanas de vida pelos animais do grupo CON, tendo em vista que o maior consumo nessa fase proporciona melhora tanto no desenvolvimento muscular e absortivo do rúmen como na colonização do rúmen pelos organismos.  O melhor preparo do animal para o desaleitamento resulta em maiores ganhos de peso no momento em que a dieta líquida deixa de ser fornecida e o animal.    

Referências bibliográficas

de Passillé, A. M. 2001. Sucking motivation and related problems in calves. Appl. Anim. Behav. Sci. 72:175–187.

K. C. Horvath and E. K. Miller-Cushon. 2016. The effect of milk-feeding method and hay provision on the development of feeding behavior and non-nutritive oral behavior of dairy calves. J. Dairy Sci. 100:3949–3957.

Comentários

Sempre que o manejo alimentar for alterado é importante verificar se isso não impactará negativamente na ingestão de concentrado inicial, tendo em vista que este é primordial para o desenvolvimento ruminal. É importante considerar que a redução do consumo nessa fase pode trazer impactos negativos no desempenho dos animais durante o desaleitamento, como o observado nesse experimento, podendo também reduzir o bem-estar dos animais.

Do ponto de vista comportamental e de bem-estar animal, o fornecimento de feno e o aleitamento utilizando bicos tem resultados positivos. Os animais reduzem os comportamentos não-nutritivos e provavelmente tem bem-estar melhorado. No entanto, este trabalho não avaliou questões relacionadas a saúde animal. É sabido que animais com maiores taxas de crescimento, em resposta ao maior consumo de alimentos, são aqueles que tem menor ocorrência de doenças.

Bezerros em aleitamento tendem a ter um pico de consumo de concentrado inicial logo após o aleitamento. Isso ocorre justamente para suprir a necessidade comportamental de ingestão/sucção. Assim, o concentrado deve estar sempre disponível logo após o momento do aleitamento, sendo importante o fornecimento de misturas altamente palatáveis e digestíveis.

 

Quer saber mais sobre aleitamento de bezerras? Assista aos cursos online ministrados pela Drª Carla Bittar no EducaPoint: "Aspectos práticos da criação de bezerras leiteiras", Princípios do aleitamento de bezerras" e "Aleitamento de bezerras com sucedâneos lácteos".

trofeu agroleite 2018

CARLA MARIS MACHADO BITTAR

Prof. Do Depto. de Zootecnia, ESALQ/USP

MILAINE POCZYNEK

Mestranda em Ciência Animal e Pastagens, ESALQ/USP

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.