FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Conceitos atualizados e novas tecnologias em criação de bezerras e novilhas - Parte 1

POR CARLA MARIS MACHADO BITTAR

CARLA BITTAR

EM 21/10/2014

4 MIN DE LEITURA

5
0
A criação de bezerras e novilhas é um dos gargalos de muitos sistemas de produção de leite, afetando a eficiência zootécnica do rebanho e, consequentemente, o custo de produção de maneira significativa. São características comuns destes rebanhos a colostragem inadequada, as baixas taxas de crescimento e as altas taxas de mortalidade e morbidade. Estes fatores estão fortemente ligados e uma vez que a colostragem não é adequada, sempre serão observadas baixas taxas de crescimento e alta mortalidade. Assim, a colostragem é de extrema importância para o sucesso da criação de animais de reposição.

A transferência de imunidade passiva é considerada adequada quando o animal apresenta pelo menos 13,5 mg/dL de IgG circulando em sua corrente sanguínea. Quando esta meta é alcançada se observa menores taxas de mortalidade até os 60 dias de vida (NAHMS, 1993). Para isso, os protocolos de colostragem devem estar baseados no tripé: qualidade do colostro a ser fornecido; volume fornecido; e tempo para fornecimento. Quando um desses aspectos não é considerado, ocorre falha na transferência de imunidade passiva. O fornecimento deve ser controlado e o colostro de alta qualidade fornecido o mais cedo possível após o nascimento, uma vez que a animal vai perdendo a capacidade de absorver os anticorpos com o tempo. A avaliação da qualidade de colostro pode ser realizada através de colostrômetro (Figura 1), sempre devendo ser considerada a temperatura do mesmo no momento da medida. O uso de um densímetro é possível uma vez que existe alta correlação entre a densidade do colostro e sua concentração de IgG. Assim, de maneira bastante simples e rápida podemos classificar o colostro como de alta, média ou baixa qualidade.

Figura 1. Colostrômetro e classificação de qualidade de acordo com a concentração de Ig.

Recentemente uma outra ferramenta, de uso rápido e fácil, foi também validada para a avaliação da qualidade do colostro. O refratômetro de Brix, muito utilizados na indústria canavieira para estimar açúcares solúveis, estão também sendo utilizados para estimar a concentração de anticorpos no colostro. Tanto os refratômetros ópticos quanto os digitais tem sido eficientes nesta avaliação (Figura 2). O colostro de alta qualidade é aquele que apresenta pelo menos 22% de brix, conforme validação do método em vários trabalhos de pesquisa (Quigley et al., 2013).

Figura 2. Refratômetro Brix para estimativa da concentração de Ig no colostro

O controle de qualidade do colostro deve ser realizado não só para o fornecimento ao bezerro recém-nascido, mas também para tomada de decisão de armazenamento, quando houver volume excedente. A formação de banco de colostro garante sua disponibilidade em situações em que a recém-parida não produz colostro em volume (muito comum em novilhas) ou com qualidade adequada. O armazenamento em freezer deve ser realizado de maneira a facilitar o descongelamento, sem que ocorra perda na qualidade devido ao super aquecimento em banho-maria. Assim, o melhor método é o uso de sacos plásticos, que acomodados em bandejas, formarão placas de fácil armazenamento em freezer e rápido descongelamento devido a maior área de superfície (Figura 3).

Figura 3. Armazenamento de colostro em placas

Nos últimos 10 anos surgiu uma série de suplementos e substitutos de colostro no mercado internacional, os quais estão entrando agora no mercado nacional. Enquanto os suplementos fornecem <100g de IgG/dose, os substitutos fornecem >100 g IgG/dose, além de outros nutrientes e fatores de crescimento presentes no colostro. Enquanto os substitutos vem para dispensar a formação de banco de colostro e controlar a disseminação de doenças no rebanho, os suplementos vem auxiliar em situações em que o colostro produzido é de baixa qualidade. A suplementação de Ig para animais que recebem colostro de média/baixa qualidade reduz as taxas de mortalidade e morbidade nos bezerreiros. Estes produtos são produzidos com Ig de colostro, de sangue bovino/suíno e ainda de gema de ovos de galinhas imunizadas contra patógenos que acometem bovinos jovens.

O sucesso da colostragem pode ser avaliado a partir de medidas rápidas no sangue dos animais, sendo possível a utilização do refratômetro de brix ou de proteína (Figura 4). A concentração de proteína sérica em bezerros com até 48h de vida tem alta correlação com concentração de IgG plasmático, sendo possível sua estimativa indireta. Quando se utiliza o refratômetro de proteína considera-se que a transferência de imunidade passiva foi adequada quando a leitura é > 5,5g/dl; marginal quando entre 5,0-5,4 g/ dl; e inadequada quando < 5,0 g/dl. Já no caso da utilização de refratômetro de brix, valores acima de 8,4% são considerados como adequados. Embora não exista nada que possa ser feito para alterar a condição de um bezerro que teve falha na transferência de imunidade passiva, este monitoramento auxilia o produtor a corrigir problemas no protocolo de colostragem ou ainda entender se o tratador precisa de maior treinamento para a realização desta tarefa. Muitos dos problemas com colostragem são resposta de falha humana, como a falta de controle de qualidade e volume do colostro fornecido ao recém-nascido ou ainda pelo atraso no fornecimento.

Figura 4. Refratômetro de proteína para estimativa de proteína sérica e Ig

Assim, temos hoje novas ferrramentas para o monitoramento da qualidade do colostro, assim como produtos comerciais que podem substituir o seu fornecimento ou ainda suplementar colostro de média/baixa qualidade. Monitorar o sucesso da transferência de imunidade passiva nos bezerros, através de leituras de proteína sérica ou brix, também auxilia na eficiência do processo. O primeiro dia de vida do recém-nascido terá influência marcante no seu desempenho e na ocorrência e na severidade de doenças não só durante o período de aleitamento, mas também na sua vida produtiva futura. Bezerras saudáveis respondem a diferentes manejos alimentares!

No próximo Radar Técnico vamos tratar dos diferentes manejos alimentares que vem sendo utilizados, tendo como foco os efeitos dos maiores volumes de dieta líquida fornecida no consumo de concentrado por estes animais.
 

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

CARLA MARIS MACHADO BITTAR

Prof. Do Depto. de Zootecnia, ESALQ/USP

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARINA FACCIO DA COSTA

RIBEIRÃO PRETO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/10/2014

Prezada Carla Maris,

Parabenizo-a pelo artigo que muito nos ensina. Ao nascer, o(a) bezerro(a) deve beber a maior quantidade possível do colostro. Por quanto tempo ele garante a imunidade ao animal, ou seja, até 6 horas após o parto ou em que tempo?

No aguardo, agradeço antecipadamente.
FRANCISCO ROBERTO MELO JUNIOR

EM 22/10/2014

muito bom o artigo, como o Adailton medes gostaria de saber qual o volume ideal de colostro a ser oferecidos as bezerras.
ADAILTON MENDES DA SILVA

RONDÔNIA - ESTUDANTE

EM 22/10/2014

Saudações Carla Maris. Muito bom o seu artigo. Gostaria de saber qual o volume ideal de colostro a ser oferecido as bezerras recém nascidas e de acordo com o crescimento?
AFONSO VOLTAN

JALES - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 22/10/2014

Muito bom e interessante o artigo. São preciosas as informações, principalmente sobre como avaliar colostro e colostragem. Parabéns  Professora Carla.
FERNANDA SECCHIN DE MELO

VITÓRIA - ESPÍRITO SANTO - PESQUISA/ENSINO

EM 21/10/2014

Boa noite , gostaria de saber no Brasil onde eu encontro um refratômetro bom com um preço acessível. ou se tive algum site amaricano que venda, estou indo pra lá no final do ano, posso mandar entregar no local onde eu estiver.



Obrigada!
MilkPoint AgriPoint