FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Você já viu vacas usando sutiã? Conheça o artefato usado na Fazenda Zuniga

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/08/2020

5 MIN DE LEITURA

12
26

Nós do MilkPoint estamos sempre de olho nas redes sociais e outros meios de comunicação para trazer tudo o que há de novidade e curiosidade no setor leiteiro para vocês, nossos leitores. Desta vez, uma seguidora do nosso perfil no Instagram, compartilhou conosco dois artefatos utilizados em sua propriedade que contribuem para o bem-estar e conforto dos animais. Confiram o relato da Eveline, veterinária e uma das proprietárias da Fazenda Zuniga, localizada em Serranos, sul de Minas Gerais:

"Meu nome é Eveline Zuniga. Sou a veterinária responsável pelos animais da Fazenda Zuniga, e filha do proprietário Carlos Zuniga. A história da nossa fazenda é bem bonita e um pouco diferente, mas vou tentar resumi-la... rsrs

Sempre moramos em cidade grande (São Bernardo do Campo/SP), mas frequentamos a região do Sul de Minas desde minha infância (hoje tenho 36 anos). Minha avó paterna nasceu no sul de Minas, temos alguns parentes por lá e foi surgindo o sonho de termos uma propriedade na região.

Meu pai, Carlos Zuniga, foi policial por muitos anos, abriu uma empresa de segurança (em que ele e o sócio eram os donos... e os únicos funcionários!). Essa empresa foi crescendo, e crescendo, e o nosso sonho de uma fazenda começou a se realizar. Nossa primeira aquisição foi o Ventania, um cavalo Mangarlarga tordilho que é vivo até hoje, está com 24 anos.

Aproximadamente dois anos após a compra do cavalo, meu pai comprou as terras. Pouco a pouco construímos nossa casa e posteriormente o curral. Compramos algumas vaquinhas 3/4 holandês e algumas 1/2 sangue girolando. Começamos o trabalho na fazenda com apenas um funcionário (Tião, que se aposentou esse ano!) e assim que as vacas iniciaram a produção de leite, contratamos mais um.

A paixão pela produção leiteira passou de pai para filha, e cursei Medicina Veterinária. Sempre com enfoque na qualidade do leite – mastite, para ser mais específica – passando pela graduação, mestrado e doutorado. Minhas pesquisas sempre foram realizadas com vacas produtoras de leite da região, e claro, muitas eram nossas mimosas.

Atualmente somos criadores de gado holandês preto e branco, utilizamos o sistema Compost Barn (Foto 1) e estamos com 80 vacas em lactação produzindo aproximadamente 2000 litros/dia, em três turnos. No dia a dia da fazenda são cinco funcionários, mais uma no administrativo (de SP), meu pai e eu. Como não somos “filhos da roça” nos esforçamos muito para aprender os mais diversos assuntos relacionados à propriedade e como somos curiosos, tentamos sempre trazer novidades.


Foto 1: Compost Barn da Fazenda Zuniga, 2020.

Em julho de 2019 viajamos de férias para a Islândia e resolvemos inserir em nosso roteiro a estadia em um hotel fazenda. Logo de cara fomos fazer o check in e já avistamos o estábulo (Foto 2). Deixei o marido com a parte burocrática e corri para conhecer os animais. Deparei-me com uma raça, até então desconhecida para mim, chamada Icelandic (Íslenska Kýrin, na complicadíssima língua deles). São vacas de pequeno porte, do tamanho de uma Jersey, mansas e boas produtoras de leite, em sua maioria de coloração avermelhada, e originárias da Noruega (mas isoladas geneticamente há muitos séculos).

Percebi que elas usavam algo que parecia uma cinta por todo o corpo (Foto 3) e na região do úbere era algo como se fosse uma rede (Foto 4). Fiquei me questionando sobre qual seria a função daquele aparato e porque a maioria das vacas utilizava. Logo vi uma pessoa cuidando dos animais e, curiosa que sou, perguntei qual a função. A moça, que depois descobri que era a proprietária da fazenda, ficou indignada com a minha pergunta e respondeu: “Você quer saber para que serve um sutiã?” Demos boas risadas juntas e logo caiu a ficha, “um sustentador de úbere, que ideia genial”!

Ela me explicou que a maioria dos animais utilizava, e não só na propriedade dela, e sim que era padrão de bem-estar animal no país. Imediatamente perguntei onde poderia encontrar um igual. A proprietária me passou o endereço e inserimos no nosso roteiro uma paradinha na loja agropecuária.

fazenda na islandia sustentador de ubere icelandic
Foto 2: Estábulo da Fazenda – Islândia, 2019.

fazenda na islandia sustentador de ubere icelandic
Foto 3: Sustentador de úbere – Islândia, 2019.

fazenda na islandia sustentador de ubere icelandic
Foto 4: Rede sustentadora de úbere – Islândia, 2019.

Encontramos a loja agropecuária e eu estava radiante, como em um parque de diversão rsrs. Compramos um sustentador de úbere para nossas vacas e uma roupa térmica (!) para bezerras. Lembro que os funcionários da loja ficaram indignados porque eu nunca havia visto nenhum dos dois produtos e questionaram se no Brasil fazia frio ao ponto de precisar de uma térmica. Na verdade o inverno no Sul de Minas Gerais é parecido com o auge do verão da Islândia... mas há noites bem frias e como nosso bezerreiro não tem barreira lateral contra vento, pensamos em adquirir um na tentativa de ajudar os animais que sofressem de problemas respiratórios ou bezerras pós-nascimento.

Chegamos com as duas novidades na propriedade e os funcionários “torceram o nariz” inicialmente achando que poderia dar mais trabalho para um dia já tão cheio de afazeres. Logo perceberam que os dois itens seriam aliados e passaram a utilizá-los. O sustentador de úbere testamos em uma vaca mais velha, com o ligamento suspensório médio afrouxado (Foto 5) e o resultado foi excelente. Com o tempo ela se sentiu mais confortável e os quadros de mastites reduziram.

fazenda zuniga sustentador de ubere
Foto 5: sustentador de úbere original, da Islândia para a Fazenda Zuniga, 2019.

Medimos todas as partes do “sutiã” original, estudamos a ideia de confeccionarmos um para teste e saímos em busca de materiais parecidos ao original. Juntamente com uma querida costureira conseguimos fazer duas réplicas que ficaram excelentes (Foto 6).

fazenda zuniga sustentador de ubere
Foto 6: Réplicas dos sustentadores de úbere confeccionados para a Fazenda, 2019.

Assim que retornamos da viagem, em Julho de 2019 estava bastante frio e resolvemos utilizar a térmica em uma bezerra que sofria de problemas respiratórios. O resultado foi ótimo. Juntamente com o tratamento convencional (antibióticos e anti-inflamatórios) percebemos que a recuperação do animal foi mais rápida com esse pequeno detalhe (fora a fofura de ver a bezerra de roupinha).

roupa termica para bezerros
Foto 7: Primeira bezerra a utilizar a roupa térmica na fazenda, 2019.

É incrível que, mesmo após 20 anos, ainda há tanta coisa para aprender nessa trabalhosa, mas apaixonante, atividade. E como ideias tão simples, e ao mesmo tempo geniais, podem aumentar o bem estar de nossos incríveis animais, que nos presenteiam com um produto de excelente qualidade todos os dias".

Caso alguém tenha interesse ou queira saber mais informações sobre o sustentador de úberes, pode entrar em contato com a Eveline pelo e-mail eveline.zuniga@usp.br.

E aí pessoal, já conheciam estes artefatos? Contem pra gente aqui nos comentários o que acharam wink

12

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

REGINA DA SILVA LUZ

PELOTAS - RIO GRANDE DO SUL - OVINOS/CAPRINOS

EM 09/09/2020

Adorei a ideia vaca de sutian.kkkkk
MARIA BEATRIZ MALTA CAMPOS DOTTA E SILVA

SÃO CARLOS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/09/2020

adorei! gostaria de saber aonde encontro para comprar?
ANTONIO COELHO

CAJURU - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/09/2020

Boa Noite, fantástico, nunca imaginei existir algo que pudesse ajudar tanto as MIMOSAS. Vocês estão fabricando este artefato para venda?? Outra informação, com este SUTIÃ elas podem sair a pasto, ou apenas para confinamento?
ISADORA ANDRADE

EM 01/09/2020

Olá, boa noite, nunca havia visto algo do tipo. No artigo é mencionado sobre a redução observada nos casos de mastite. Você sabe me informar se existe algum tipo de pesquisa publicada associando o uso desses sustentadores com a mastite? Muito interessante
MARQUINHOS ALVES

EM 31/08/2020

NÃO SERIA MELHOR USAR UMA GENÉTICA QUE LHE DE MELHORES SISTEMAS MAMÁRIOS?
ANTONIO CARLOS DOS SANTOS

VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 31/08/2020

Parabéns Eveline pela fantástica descoberta.
Sou técnico em agropecuária e no passado trabalhei como gerente de usina de beneficiamento de leite e na parte da tarde visitava algumas fazendas próximas com objetivo de dar assistência técnica aos nossos clientes, no manejo; alimentação e qualidade higiênica do produto. Não conhecia e nunca tinha ouvido falar do acessório, mas, com o artigo publicado por você, achei de grande importância na segurança (diminui muito os índices de mastites e ataques de parasitas) e conforto dos úberes das meninas, aliviando inegavelmente o peso durante o período de lactação.
Considero uma atividade apaixonante, porque a vaca leiteira é a única máquina capaz de transformar capim em leite. kkk
MARISTELA NICOLELLIS

ITAPETININGA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 31/08/2020

Muito legais suas descobertas na Islândia! Agradeço por compartilhar!
LUIS EINAR SUÑE DA SILVA

ANÁPOLIS - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 31/08/2020

Pois é
RENATA SOUZA NOLASCO

ITAPETINGA - BAHIA - ESTUDANTE

EM 31/08/2020

Fiquei encantada com os dois aparatos!!!
ANA SZENDLER

ITAPEVA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 31/08/2020

As vacas leiteiras merecem todo conforto!
Mas fico imaginando a troca de sutiã e a necessidade de uma lavanderia na fazenda para os mesmos ! Ou seriam descartáveis??
JOAO PEDRO PAGANINI CARDOSO

GUARAPARI - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 31/08/2020

Olá boa noite. Parabéns pela iniciativa, e óbvio atentar-se em como ajudar seus animais. Já conhecia/vi as térmicas mas Nunca havia nem imaginado ou lido a respeito dos sutiãs, fiquei impressionado e feliz em saber que matrizes -principalmente as mais velhas que sofrem muito com a dilatação extensiva de seus úberes, alguns destes que nem no período seco acabam se recolhendo bastante- poderão ter um pouco de alívio, muito legal em como as cintas distribuem o peso pelo corpo aliviando tensões incomodativas.
PAULO MERTENZ

MARECHAL CÂNDIDO RONDON - PARANÁ - ESTUDANTE

EM 28/08/2020

nunca algo parecido, mas admito que chamou bastante minha atenção, e creio que algo assim pode se desenvolver e trazer enormes beneficioso para a produção brazileira .
MilkPoint AgriPoint