ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Maneiras de se perder dinheiro na atividade leiteira: sabotadores da produção

POR SANDRO CHAROPEN MACHADO

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/01/2021

4 MIN DE LEITURA

10
28

Atualizado em 26/01/2021

A atividade leiteira vem cada vez mais se desenvolvendo e em uma busca constante por melhores índices de produção e, por consequência, de produtividade e rentabilidade.

Durante muito tempo ou, podemos ainda dizer que é um pensamento atual, os produtores de leite muitas vezes amparados por assistência técnica ou não, buscam o aumento de produção leiteira, utilizando índices de produtividade como litros de leite por vaca/dia; litros de leite por hectare/dia e, até mesmo, litros de leite por número de pessoas que estão envolvidos com a atividade.

Sem dúvida alguma, todos são índices importantes que devemos considerar como ponto de avaliação da eficiência da atividade mas, também devemos entender que podem ser fatores que, se não bem trabalhados e estruturados, podem levar o produtor a cometer erros que irão “sangrar” a propriedade sob ponto de vista econômico.
 

Como se perde dinheiro na atividade leiteira

Quando discutimos sobre a produção de leite, devemos compreender que existem duas formas de o produtor perder dinheiro dentro da propriedade:

  1. É o dinheiro que o produtor gasta, muitas vezes sem a necessidade urgente disso. Nesse caso podemos citar a compra de um equipamento novo ou a substituição de um equipamento mais velho mas que ainda tem total eficácia naquilo que se propõe. Outro ponto que podemos ressaltar é a aquisição de mais animais, sem que haja um planejamento de como esse aumento imediato vai interferir na nutrição, manejo e todos os demais pontos de ação da propriedade.

    Normalmente, esse gasto ocorre em um momento de sobra de dinheiro (por elevação do preço) ou quando o produtor quer aproveitar uma situação de liquidação (como é o caso dos animais, normalmente em propriedades que estão em processos de “falência”);
     
  2. É o dinheiro que o produtor nem imagina que poderia entrar na propriedade. Pois infinitas vezes quando analisamos os procedimentos da atividade em uma propriedade, identificamos pequenos fatores que estão gerando um escoamento da possibilidade de ganho da propriedade e, dessa forma, diminuindo a eficiência e rentabilidade da atividade. A esses fatores, damos o nome de Sabotadores de produção.
     

O que são sabotadores de produção leiteira?

Os Sabotadores de produção, são todos os fatores que, de alguma forma, atuam diminuindo a   capacidade de ganho de uma propriedade leiteira. Veja bem, quando falamos em ganho, não necessariamente estamos falando em mais ou menos litros de leite e sim, estamos falando é de mais ou menos dinheiro ao final de um mês ou ano produtivo, que é o que realmente importa.

Pois é com o dinheiro que se paga as contas e, muitas vezes, na busca de aumentar a produção, acabamos gerando sabotadores que determinam aumento de litros mas, redução de ganho pois o custo determinado nesse processo e a limitação fisiológica do animal, leva a essa perda.

Dessa forma, um dos principais trabalhos que devemos ter na propriedade é primeiro, identificar os sabotadores que podem estar ocorrendo na propriedade; segundo, é identificar se temos como atuar nesses sabotadores de forma eficiente a ponto de reduzi-los ou até mesmo eliminá-los.

Pensando na importância desses sabotadores, resolvi categorizá-los, na tabela 1, de forma a melhor identificar em que área eles atuam e, de que forma devemos agir para neutralizar seus efeitos na propriedade.

Tabela 1 - Categoria de sabotadores de produção de uma propriedade leiteira.


OBS: Cada item será melhor descrito em outros textos sobre o assunto.


A partir dessa categorização, podemos identificar cada um dos sabotadores, em alguns casos identificar quanto (em reais) eles estão escoando da propriedade e de que forma podemos atuar para diminuir seus efeitos. 

Observe a imagem abaixo:


Fonte: Foto do autor

Você consegue identificar quantos sabotadores de produção leiteira estão presentes nessa imagem? E, caso identifique, você conseguiria categorizá-los? Ainda, você conseguiria avaliar o impacto econômico de cada um dos sabotadores sobre a rentabilidade da propriedade? Sem “colar”, tente responder essas questões a partir do seu conhecimento e confira com a listagem abaixo.

Faça esse exercício com essa imagem e transfira esse mesmo exercício para a sua propriedade ou para a propriedade que você atende. Você poderá interpretar melhor os sabotadores e a interferência de cada um deles na lucratividade da propriedade.

Nessa imagem, entre muitos sabotadores, podemos citar:

  •  A incapacidade dos animais de consumir a Matéria Seca (MS) necessária para o dia, o que deve fazer com que o produtor utilize mais volumoso (silagem, feno, pré-secado) no cocho, aumentando o custo de produção e reduzindo o estoque de comida conservada para os períodos de vazio forrageiro;
     
  • Os animais estão consumindo porções do pasto com menor poder nutricional, o que leva ao aumento de concentrado (ração) no cocho e, por consequência, aumenta o custo da alimentação e diminui a lucratividade;
     
  •  Está sobrando pouca área folhar da pastagem. Em decorrência disso, a forragem vai ter pouca capacidade de geração de energia pela captação da luz solar. Em decorrência disso, esse pasto terá menor número de cortes com valor nutricional adequado e, como vai usar mais o aporte nutricional do solo, será mais rápida a necessidade de adubações mais pesadas, aumentando o custo de produção.
     
  • Piquetes ao lado estão com o pasto em seu melhor momento nutricional de consumo e, com esse modelo alimentar utilizado, quando os animais forem para os próximos piquetes, o pasto já terá passado do ponto (menor valor nutricional) e, por consequência, o produtor perderá dinheiro porque plantou o pasto e não está colhendo corretamente e, porque vai ter que dar mais concentrado no cocho.

A pergunta que fica é: Você conseguiu observar esses sabotadores de produção?

Concluindo

São muitos os sabotadores, que serão trabalhados nos próximos artigos, que interferem no ganho da propriedade e, sem dúvida alguma, para cada sabotador que a gente reconhece e avalia, surgem muitos outros correlatos ou relacionados a tua ação contrária.

Dessa forma, é momento de o produtor se voltar mais a sua atividade e à sua propriedade para buscar reduzir esses efeitos negativos, por consequência, tornando a atividade mais rentável.

SANDRO CHAROPEN MACHADO

10

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

IRENE LOPES

SETE LAGOAS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/01/2021

Na verdade sou de Jequitiba,mas minha cidade nao consta na lista
MARCOS WENDLING

GRAMADO - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/01/2021

Grande Sandro, fico feliz em ler uma reportagem sua aqui e saber que ainda estás na lida do leite. Acrescentaria como uma melhoria nestes piquetes a inclusão de um bebedouro de água. Muito boa a reportagem. Parabéns e um forte abraço.
SANDRO CHAROPEN MACHADO

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/01/2021

Olá Marcos, grande abraço. Sim, os bebedouros e muitos outros pontos podem ser considerados um sabotador de produção. Mas ainda assim, gostaria de salientar a necessidade de observação por parte do produtor, para identificar os MUITOS sabotadores que temos.
LUCIO FRANCISCO DOMINGOS SANTIAGO

SANTO ANTÔNIO DO AMPARO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/01/2021

parabéns Boa noite
SANDRO CHAROPEN MACHADO

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/01/2021

muito obrigado
MARIA ROSA MARCIANO ALVES

BURITAMA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/01/2021

Um piquete menor,deixa so um dia pastejando cada piquete pra fazer o rodízio correto,fazendo assim as vacas vão estar sempre se alimentando corretamente
SANDRO CHAROPEN MACHADO

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/01/2021

Boa tarde Maria Rosa. Saliento que nesse caso , não podemos considerar apenas os animais bem alimentados (exclusivamente) pois posso ter os animais bem alimentados e ainda assim estar perdendo muito dinheiro na propriedade. abraços
JULIANA QRG

SENHORA DE OLIVEIRA - MINAS GERAIS

EM 27/01/2021

Muito interessante essa reportagem. Importante saber o momento exato da planta para o consumo mais eficiente.
SANDRO CHAROPEN MACHADO

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/01/2021

muito obrigado, logo virão outros na mesma linha.
CLAUDIO SOUZA

SENHOR DO BONFIM - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/01/2021

Ótima reportagem para melhorarmos as percepções do negócio.
MilkPoint AgriPoint